Galo 2013: um time desequilibrado?

  • por Leonardo Martins
  • 6 Anos atrás

A ofensividade atleticana mostrada nos jogos da temporada pode acarretar problemas para Cuca

Jogadores comemoram gol contra o São Paulo (Foto Arena)

Leonardo Martins – Belo Horizonte-MG

O Atlético-MG é o time que mais encanta no Brasil desde o ano passado, quando foi considerado por muitos o time mais técnico do Brasil, aquele que o torcedor tem gosto de ver. Mas nem sempre ofensividade e técnica são sinônimos de equilibrio em campo e sucesso nas competições.

A goleada atleticana de terça-feira contra o Arsenal, na Argentina, por 5 a 2, encantou a todos que viram o jogo pela ofensividade e magia apresentados pelo quarteto formado por Ronaldinho, Tardelli, Bernard e Jô, que acabaram com o jogo. Porém, os dois gols tomados pelo time atleticano mostram que o time está desequilibrado, ou seja, descuidado na parte defensiva.

Isto acontece porque o time alvinegro tem jogado com 4 atacantes praticamente, os quatro da frente, que são pouco acionados no setor defensivo. O que mais volta para ajudar a marcação, até pelo fôlego que tem, é Bernard. Os outros três não apresentam consciência taticamente tão apurada assim. O fato é que isto tem deixado buracos na defesa atleticana e sobrecarregado Pierre e os zagueiros, os mais marcadores da equipe, já que Leandro Donizete e Marcos Rocha apresentam-se muito ao ataque.

Pois bem, este desequilíbrio ocorrido deixa um sinal de alerta ligado para Cuca, pois o time não encontrará facilidades em todos os jogos como teve na Argentina e isto pode atrapalhar o caminho alvinegro na Libertadores. O próprio Cuca já sabe como é isto. O Cruzeiro, em 2011, treinado por ele, encantou a todos na primeira fase da Libertadores pela ofensividade e foi eliminado por um time que encaixou a marcação sobre ele. No caso, o Once Caldas da Colômbia destruiu o sonho celeste de vencer novamente a Libertadores.

Este time de 2013 do Galo lembra muito o Cruzeiro de 2011. A torcida atleticana só espera que o desfecho desta Libertadores seja diferente que o do rival há dois anos.
Comentários

Pós Graduado em Jornalismo Esportivo Pela UNA em Belo Horizonte . 25 anos. Doente por Futebol.