Málaga x Porto – Jogo de volta das oitavas-de-final da Liga dos Campeões

  • por Victor Mendes Xavier
  • 8 Anos atrás

65504_551643468199956_1631827872_n

Após o 1×0 no estádio do Dragão, na partida de ida, Málaga x Porto entram em campo hoje, às 16h45, para o jogo da volta, que irá classificar uma das equipes às quartas de final da competição. No La Rosaleda, o Málaga tem a missão de vencer por dois gols de diferença. Tarefa não tão fácil para uma equipe que não vive seu melhor momento na temporada.

Málaga

MÁLAGA

A atual fase do Málaga na temporada 2012/13 não é das melhores. Após a derrota por 1×0, os blanquiazules, em âmbito doméstico, engatou uma sequência de três jogos muito abaixo da média, incluindo um 3×0 para o Bétis, adversário direto na disputa por Champions League.

Opúblico presente no La Rosaleda certamente irá jogar junto com a equipe. O Desmarque Málaga, principal jornal esportivo da região, não foi exagerado quando classificou o duelo contra os portugueses como o mais importante da história do clube da Costa do Sol. É a primeira vez que o Málaga irá jogar uma partida de oitavas de final em seu estádio. Contra uma sólida equipe como o Porto, Isco, acima de tudo, precisará estar mais atento. Na partida de ida, o principal jogador blanquiazul nada fez perante a forte marcação do time português.

Na coletiva do pré-jogo, Pellegrini apostou na vontade do elenco de ganhar e fazer história. Ontem, o chileno recebeu uma ótima notícia: Júlio Baptista está recuperado de lesão e pode iniciar o duelo. É provável que ele jogue no auxílio a Santa Cruz, que nos últimos duelos tem aparecido na vaga de Saviola na referência. Pelos lados, Isco e Joaquín têm a missão de acelerar a bola e levar os laterais brasileiros, Danilo e Alex Sandro, ao apuro.

Há oito temporadas, o Villarreal de Pellegrini passou por um cenário semelhante ao qual vive o seu Málaga. Após resultados não tão positivos contra Rangers e Inter de Milão fora de casa, o Submarino Amarelo decidiu no El Madrigal e conseguiu chegar à semifinal contra o Arsenal. Em uma Champions League tão nivelada por cima, com ótimos times nas quartas de final, é difícil imaginar o Málaga reencarnando aquele Villarreal. Mas eliminar o Porto e chegar pelo menos às quartas é algo totalmente plausível.

Porto

PORTO

Para o confronto contra o Málaga, o Porto aposta na solidez defensiva e no talento dos colombianos James Rodríguez e Jackson Martínez, principais peças de ataque.

O time tem a segunda defesa menos vazada da competição, perdendo apenas para o PSG. Vem se destacando a dupla brasileira de laterais, Danilo e Alex Sandro, fundamentais no apoio e eficientes na marcação, além de Mangala, zagueiro robusto de 1,87m, um dos melhores da posição na fase de grupos.

No meio, João Moutinho e Lucho Gonzalez podem desempenhar tanto o papel de marcação como o de apoio e distribuição de jogo, dando uma homogeneidade ao setor. Em mata-mata, principalmente, pode ser um fator decisivo: fora de casa, podem jogar recuados, dificultando o trabalho dos meias adversários e, ao mesmo tempo, puxar contra-ataques e fazer lançamentos para os atacantes, enquanto no Dragão podem adiantar-se na marcação e jogarem próximos aos homens da frente.

Mas o papel de decidir fica mesmo a cargo da dupla colombiana. James e Jackson são responsáveis diretos pela maioria dos gols portistas na temporada e ambos são capazes de definir a partida em um só lance. Seja em uma jogada individual, ou num passe de James, ou em um chute certeiro de Jackson. São a esperança do torcedor para vencer os jogos mais complicados.

Colaboração de Levy Guimarães.

Comentários

Jornalista, carioca e apaixonado pela Liga Espanhola desde a época em que Rivaldo, Zidane, Figo e Raúl foram seus professores. Colaborou para o programa [email protected] da Rádio Globo São Paulo falando sobre o futebol do país das touradas. Repórter da Super Rádio Tupi.