O Fator Balotelli

  • por Tiago Lima Domingos
  • 8 Anos atrás

balo site

Um mês e meio depois de chegar a Milão e realizar o sonho de jogar no Milan, a passagem de Balotelli pelo clube já ganhou contornos históricos. Com sete gols em seis partidas, o jogador igualou nada menos que o recorde de Andriy Shevchenko como melhor marcador em sua temporada de estreia com a camisa rossonera. Nem Alexandre Pato, Ibrahimovic, George Weah, Bierhoff ou o terceiro maior goleador da Série A, Gunnar Nordahl, conseguiram repetir o feito dos dois. Mario Balotelli parece dar início a um futuro promissor no clube em que sempre quis jogar. Talvez por isso, apareça mais nos noticiários pelas bolas nas redes do que pelas polêmicas fora de campo.

A arrancada do Milan no campeonato também passa pelo “Fator Balotelli”. Desde que chegou ao clube, Balo esteve presente em seis das sete rodadas. Nesses sete jogos foram cinco vitórias e dois empates. Nem a líder Juventus pontuou mais que o Milan nesses jogos.

A marca e os marcadores

Seis jogos, sete gols. É a marca de Balotelli. Shevchenko fez o mesmo quando chegou ao Milan, na temporada 1999-2000 e ninguém mais.

sheva

Foto: Reprodução – Balotelli conseguiu repetir o feito de Andriy Shevchenko quando chegou ao Milan: sete gols nos primeiros seis jogos no clube

Nordahl, que, assim como Balotelli, chegou ao Milan em janeiro, na janela de inverno, foi o que mais se aproximou da dupla, com seis gols nas primeiras cinco partidas. É muito provável que o que o fato de ter enfrentado, no sexto jogo, o melhor time da Itália na época (1949), o grande Torino, pentacampeão italiano e base da Azzurra, o tenha impedido de igualar os números de Balotelli e Shevchenko.

Já Oliver Bierhoff foi artilheiro do Calcio pela Udinese. Contratado pelo Milan em 1998-1999, marcou cinco vezes nas primeiras seis rodadas, galgando a terceira posição na lista. Juntam-se ao alemão no raking nomes não tão conhecidos como Vernazza (1960-61), Greaves (1961-62) e Albertino Bigon (1971-72).

Weah, Bola de Ouro de 1995, também não teve um início tão avassalador. Foram “apenas” quatro redes nas primeiras seis partidas. Mesmo marca teve Alexandre Pato, hoje no Corinthians.

Zlatan Ibrahimovic deixou o Milan com 56 gols em 85 partidas. Ótimos números, mas em seus jogos iniciais com a camisa do clube, anotou apenas dois gols. Nem Van Basten, lendário atacante do Milan, conseguiu tal feito (muito por causa das constantes lesões que minaram sua carreira).

Infalível na marca do pênalti

balo penal

Foto: AP Photo/Antonio Calanni – Balotelli cobrando e marcando da marca penal.

Dos sete gols marcados por Balotelli até aqui, três foram de pênalti. Destacam-se a precisão dos arremates e a frieza do jogador na hora da cobrança, como no decisivo pênalti batido em sua estreia pelo Milan diante da Udinese, no último minuto de jogo (veja no vídeo abaixo). Na carreira, Balotelli cobrou 14 penalidades e acertou todas.

De volta ao seu país de origem e no clube do coração, Super Mario Balotelli pode viver os melhores momentos de toda a sua carreira e, quem sabe, se tornar o grande jogador que todos querem ver. Potencial nunca faltou, já juízo…

Balotelli em números

Gols: 7 (3 de pênalti, 1 de falta, 2 de perna direita, 1 de perna esquerda)

Partidas: 6

Minutos jogados: 516

Média: 1 gol a cada 86 minutos

Partidas:

Milan 2-1 Udinese – 2 gols

Cagliari 1-1 Milan – 1 gol

Milan 2-1 Parma – 1 gol

Inter 1-1 Milan – Não marcou

Genoa 0-2 Milan – 1 gol

Milan 2-0 Palermo – 2 gols

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.