Palmeiras e o calvário da Série B

A CBF divulgou nesta semana a tabela dos confrontos da Série B 2013. Palmeiras estreia contra o Atlético-GO em casa.

Novamente o inferno da segunda divisão se iniciará para o Palmeiras. O Campeonato Brasileiro da Série B se inicia no dia 25 de maio. A CBF apenas divulgou uma tabela “básica” do torneio, sem os horários definidos para as partidas.

O Palmeiras fará a sua estreia contra o Atlético-GO, adversário indigesto e que deve complicar a vida dos alviverdes, assim como fez no ano passado, quando saiu vencedor por duas vezes na Série A contra o Verdão. O time do Palestra Itália ainda terá uma grande baixa: a perda de quatro jogos em casa, punição imposta pelo STJD por conta dos incidentes que envolveram torcedores palmeirenses durante partida contra o Botafogo, em Araraquara, nas últimas rodadas do Brasileirão da Série A.

Mais pedreiras

Mas não somente o Dragão pode assustar durante esse árduo percurso. Outras equipes podem vir a atrapalhar os planos alviverdes. Uma delas traz péssimas recordações para a torcida. Trata-se do Asa de Arapiraca que, em 2002, eliminou o Palmeiras da Copa do Brasil. Uma equipe muito modesta e de quase nenhuma expressão, mas que, em seus domínios, conseguiu dominar o time de Parque Antárctica na época. 1×0, jogo de ida. Na volta, o 2×1 palmeirense não evitou a eliminação do time paulista. A tristeza naquele ano seria ainda mais completa com a queda para a segundona.

ASA de Arapiraca eliminou o Palmeiras em pleno Palestra Itália na primeira fase da Copa do Brasil de 2002 | Foto: Reprodução

ASA de Arapiraca eliminou o Palmeiras em pleno Palestra Itália na primeira fase da Copa do Brasil de 2002 | Foto: Reprodução

E quanto a Avaí, Figueirense, Paysandu, que volta à divisão depois de um período na terceirona, São Caetano e Sport Recife? Bem, não é preciso dizer muito. As equipes de Santa Catarina tiveram boas participações na primeira divisão, incomodando muita gente que se mantinha no topo da tabela. O Papão da Curuzu, que chegou a ganhar do lendário Boca Juniors, da Argentina, em plena Libertadores da América, terá como arma letal o jovem atacante Yago Pikachu, recusado pelo próprio Palmeiras por conta de seu nome exótico.

O Azulão, que, em outros tempos, levava perigos à meta palestrina, hoje se encontra em enrascadas e ainda corre risco de disputar a Série A2 do Campeonato Paulista em 2014. Mas também deve trazer trabalho para a defesa verde e branca. Os leões pernambucanos vêm mais afiados e devem complicar a vida deste clube que já anda bem tumultuada.

Mas e o restante das equipes? A Série B traz as suas surpresas. O Chapecoense é uma delas. A agremiação ganhou o acesso ao conquistar o terceiro lugar na Série C e conta com o experiente artilheiro Rodrigo Gral, ex- Grêmio e Flamengo. O Ceará também pode pintar como uma das surpresas, pois vem fazendo campanhas regulares nos últimos campeonatos, apesar de ter deixado a desejar na temporada passada.

Além de tudo isso, haverá alguns rivais paulistas no meio, como, por exemplo, as equipes do Guaratinguetá e do Bragantino, que passaram à beira da degola da terceira divisão no ano passado. O debutante Oeste de Itápolis, campeão da Série C de 2012 e grande recordista de acessos em um curto período, pode ser considerado mais um fantasma que deve assombrar os lados alviverdes.

Enfim, eis que a batalha terá início em breve. O coração verde e branco e toda a torcida a uma das maiores equipes do Brasil poderão fazer a diferença. Mas é claro, o time precisa se reforçar e mostrar um futebol de mais qualidade e ritmo de jogo, que deixou a desejar nas últimas aparições da equipe nos jogos do Paulista e da Libertadores. É esperar para ver e acreditar em novos tempos, quando a esperança irá brilhar em tons verdes em um dos semblantes mais belos do futebol brasileiro.

Comentários

Jornalista formado pela Universidade Paulista - Unip em 2012, é torcedor doente pelo Palmeiras e amante do bom futebol. Foi estagiário da produção do Domingo Espetacular, da Rede Record. Em um de seus trabalhos acadêmicos, realizou um documentário sobre o Nacional Atlético Clube intitulado "O Futebol Nacional", publicado no YouTube, com o intuito de relatar a falta de estrutura no clube e de visibilidade na mídia esportiva.