Pré-Jogo: PSG x Valencia – Jogo de volta

  • por Rogério Bibiano
  • 6 Anos atrás

psg valencia

O Paris Saint-Germain recebe, nesta quarta-feira, os espanhóis do Valencia. É o jogo de volta das oitavas-de-final da Liga dos Campeões da Europa 2012-13.

A vantagem do clube francês é grande, visto que, no jogo de ida, o PSG venceu o Valencia no Mestalla por 2×1. Desta feita, a equipe parisiense pode até perder por 1×0 que ainda assim estará classificada. A equipe francesa também tem a vantagem do empate.

Paris Saint-Germain:

A atual temporada

Uma das equipes que mais investiu nesta temporada, o PSG demorou para conseguir emplacar uma série de bons e convincentes jogos.

Aos poucos, o treinador italiano Carlo Ancelotti conseguiu achar uma formação considerada ideal, com a equipe vindo a fazer bons jogos. Mesmo em algumas partidas em que a equipe não esteve bem, o astro Ibrahimovic decidiu.

A equipe atualmente lidera a Ligue 1, com 54 pontos. Após duas vitórias seguidas sobre o grande rival Olympique de Marseille (pela Liga e pela Copa da Liga), o PSG foi derrotado no final de semana, jogando fora de casa (1×0 para o Reims). Essa instabilidade da equipe resulta obviamente em preocupação para os torcedores e comissão técnica.

O retorno de Thiago Silva, ausência de Ibrahimovic

O PSG desta quarta-feira não poderá contar com o seu principal jogador: Zlatan Ibrahimovic, que está suspenso devido à expulsão no jogo de ida em Valencia.

ibra expulso

Foto: Reprodução – Ibra, expulso no jogo de ida, fica de fora da volta. Ausência importante

A equipe também não poderá contar com o italiano Marco Verratti e Jérémy Menez, ambos lesionaram-se no sábado, em jogo pela Ligue 1.

Ausências à parte, o treinador Carlo Ancelotti tem o retorno de Thiago Silva, recuperado de lesão. O zagueiro é peça fundamental na equipe e homem de confiança de Ancelotti.

Por outro lado, o treinador faz mistério acerca dos substitutos de Verratti e Ibrahimovic. As apostas recaem sobre David Beckham e Gameiro, respectivamente.

A Formação

O Paris Saint-Germain deverá atuar num 4-4-2. A linha defensiva sempre extremamente bem postada, característica das equipes de Ancelotti, com Jallet, Sakho, Thiago Silva e Maxwell.

O meio campo deve contar com Matuidi e provavelmente David Beckham. Neste caso, confirmando-se esta formação, o jovem Matuidi deverá ficar sobrecarregado na função, pois o inglês não tem o mesmo poder de marcação de Marco Verratti.

lucas e lavezzi

Foto: Repdrodução – Lucas e Lavezzi. As armas do PSG para bater o Valencia

Compondo pela direita e responsável pela saída veloz ao ataque (e que também deve fechar o corredor do ala esquerdo valenciano, Andres Guardado), joga o brasileiro Lucas, que a cada dia torna-se mais titular na equipe. Fechando o lado direito e com uma função de maior organização e cadência, o argentino Pastore completa o meio campo.

No ataque, joga Ezequiel Lavezzi, titular absoluto. O argentino é o principal homem de ataque, com movimentação constante. Deve completar o ataque Kevin Gameiro, no lugar de Ibrahimovic e devendo ficar mais fixo na função.

Provável formação: Sirigu; Jallet, Thiago Silva, Sakho, Maxwell; Beckham, Matuidi; Lucas e Pastore; Gameiro e Lavezzi.

Valencia:

A atual temporada

O Valencia de 2012-2013 é marcado pela inconstância. Desde a saída do criticado Unai Emery, os chés não conseguem uma sequência de bons resultados e muito menos convencem dentro de campo. Mesmo que Soldado faça ótima temporada, do restante do time, boa parte não tem seguido o ritmo do atacante. A prova disso é Gago, que chegou com status de estrela, foi bancado pelo (ex)treinador Maurício Pellegrino, mas, após uma discussão entre os dois, acabou rumando de volta ao futebol argentino, para atuar no Velez Sarsfield.

Há coadjuvantes que merecem menção honrosa. O brasileiro Jonas é um deles. Com Ernesto Valverde, o novo treinador do Valencia após a demissão de Pellegrino, o ex-Grêmio tem cumprido uma função tática interessante, jogando mais aberto pelo lado direito do campo e ajudando na marcação do lateral adversário. Antes, ele desempenhava o papel de auxiliar Soldado, jogando atrás do principal atacante ché. Na volância, Banega retornou bem de lesão e é o principal cérebro do elenco, formando boa dupla com Tino Costa.

soldado valencia

Foto: Reprodução – Roberto Soldado é a esperança de uma difícil classificação do Valencia nesta noite.

O principal ponto fraco é zaga, bastante frágil sobretudo nas jogadas aéreas. O setor esquerdo do sistema defensivo é um outro problema, que ficou evidenciado no duelo de ida, quando Guardado, improvisado, não foi capaz de segurar o brasileiro Lucas, autor de uma assistência após boa jogada por esse lado do campo defensivo blanquinegro. Hoje, a dupla de zaga Rami e Ricardo Costa não irá atuar. João Pereira é dúvida. Mesmo após a derrota na ida jogando em casa, no Mestalla, o clima é de confiança. Na coletiva de ontem, Valverde demonstrou plena convicção na “remontada” (virada, em espanhol) e Soldado disse que o Valencia não está morto. A capa do Super Deportes, principal jornal esportivo da região, foi clara: o Valencia nunca joga a toalha. A partir de 16h45 de hoje, veremos se é verdade.

Provável formação: Guaita; João Pereira, Víctor Ruíz, Mathieu, Cissokho; Banega, Tino Costa; Feghouli, Dani Parejo, Jonas; Soldado.

No jogo de ida: Valencia 1 – 2 PSG

 

Comentários

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.