Pré-jogo: Schalke 04 x Galatasaray – A volta

578586_551362091561427_1876648488_n

Hoje, às 16:45, é o jogo da volta das oitavas de final da cobiçada UEFA Champions League, entre Schalke 04 e Galatasaray. Este jogo vem para demonstrar como os ânimos no futebol mudam de ares, em menos de um mês. No jogo em Istambul, o time aurirrubro estava empolgado com a contratação de grandes estrelas e pronto pra triunfar em casa. Já os Azuis Reais vinham numa má fase triste e muita gente indicava o favoritismo dos turcos. Veio a partida, a hora da verdade, e o que aconteceu foi um empate por 1×1, dando uma boa condição de classificação ao time de Gelsenkirchen.

Schalke: vantagem que não permite vacilos (Por Vicente Freitas)

Draxler, uma das principais revelações do futebol alemão, é uma das armas do Schalke.

Draxler, uma das principais revelações do futebol alemão, é uma das armas do Schalke.

Hoje, 12/03/2013, o que se vê é um Schalke fortalecido no campeonato alemão, com três vitórias consecutivas, incluindo a mais recente, sobre o mais ardoroso rival, o também vivo na Liga, Borussia Dortmund, por 2×1. Isso embala e dá força psicológica ao time.

Mas nem tudo são flores na parte azul do Vale do Ruhr. No segundo tempo do Revierderby, o holandês Klaas-Jan Huntelaar, principal atacante da equipe, sofreu uma lesão no joelho esquerdo e está fora da partida. O que pode tornar o encontro mais equilibrado, pois o Schalke 04 não conta com um elenco tão completo e o holandês fará muita falta para definir as jogadas. Os substitutos imediatos são: Obasi, Pukki e Marica, todos de nível técnico questionável.

Porém, o desabrochar de Julian Draxler é um bálsamo para os “Mineiros”. Some-se à acuidade do peruano Farfán e ao encaixe que teve o brasileiro Michel Bastos, recém-chegado do Lyon, e tem-se os fatores que podem fazer a engrenagem ofensiva do Schalke 04 funcionar a pleno vapor. Quanto à defesa, esta pode contar com a já conhecida segurança de Höwedes e do jovem germano-camaronês, Joel Matip, que foi soberbo no clássico de sábado. Esses são os trunfos dos Azuis, já que um placar em branco implica na classificação.

Provável escalação: Hildebrand; Hoger, Höwedes, Matip e Kolasinac; Jones, Neustadter; Farfan, Draxler e Michel Bastos; Pukki.
Técnico: Jens Keller

Desfalcados de seu principal finalizador, os Azuis Reais tentarão evitar um gol do perigoso ataque do rival turco.

Desfalcados de seu principal finalizador, os Azuis Reais tentarão evitar um gol do perigoso ataque do rival turco.

-//-

Galatasaray: a hora das estrelas (por Eliud Falcão)

O Galatasaray contará muito hoje com a qualidade e experiência de seus dois astros.

O Galatasaray contará muito hoje com a qualidade e experiência de seus dois astros. | Foto: Alex Grimm/Getty Images

Diferentemente do lado alemão da eliminatória, o clima no Galatasaray não é dos melhores. Apesar da liderança no campeonato local, os Leões viram a sua vantagem para o Fenerbahçe cair de 7 para 4 pontos após o revés por 2×1 diante do Genclerbirligi, com direito a pênalti desperdiçado por Didier Drogba, em confronto válido pela 25ª rodada do campeonato turco.

Por sinal, o marfinense, ao lado do holandês Sneijder, começa a se configurar em um quebra-cabeças para o treinador Fatih Terim. Contratados a peso de ouro, os dois ainda não conseguiram apresentar regularidade pelos Cimbom, alternando boas e más partidas desde que chegaram ao clube.

Enquanto isso outro jogador bem menos badalado vem resolvendo o problema quando a situação aperta para os turcos. Trata-se do centroavante Burak Yilmaz, autor de uma golaço na partida de ida e sensação da atual temporada da Champions League com 7 tentos anotados. Sem dúvida, as hipóteses de classificação passam pelos pés do artilheiro enquanto a dupla badalada não encontra o seu melhor futebol. Olho nele!

Sem desfalques em relação ao primeiro jogo, Terim deve repetir o daquela ocasião para o duelo dessa terça-feira.

Provável escalação: Muslera; Sarioglu, Kaya, Nounkeu e Riera; Altintop, Felipe Melo, Inan e Sneijder; Drogba e Yilmaz.

Se Drogba e Sneijder ainda não resolvem, o Galatasaray tem o toque de bola de Felipe Melo e o oportunismo de Burak Yilmaz.

Se Drogba e Sneijder ainda não resolvem, o Galatasaray tem o toque de bola de Felipe Melo e o oportunismo de Burak Yilmaz.

Comentários

Jornalista recifense, sócio-diretor do Doentes por Futebol, editor da Revista Febre. Curioso observador de tudo o que cerca o futebol brasileiro e internacional.