A Semana na Copa do Brasil

  • por Victor Gandra Quintas
  • 7 Anos atrás

SEMANA DA COPA DO BRASIL

Confira o resumo do que aconteceu de melhor na competição mais democrática do Brasil. 14 partidas marcaram a primeira semana da competição, que teve dois confrontos já decididos, com sa classificações de Internacional e Ponte Preta. Apenas três jogos fiaram sem gols.

REMO (PA) 0 X 1 FLAMENGO (RJ)

O rubro-negro carioca não jogou bem, mas fez o suficiente para levar a vantagem para o Rio de Janeiro. Bom para o clube paraense, que tinha como objetivo ir para o segundo jogo.
A partida aconteceu no estádio no Mangueirão, em Belém, com pouco mais de 20 mil pagantes. Um gramado ruim impediu uma partida melhor. Durante toda a partida ambas as equipes tiveram algumas chances, com o Flamengo mais ofensivo e o Remo tentando aproveitar a bola parada.
Mas gol mesmo somente no início da segunda etapa, com Rafinha. Mas foi só.
A partida de volta será no dia 17 de abril.

Foto: Gazeta Press - Hernane comemora gol sobre o Remo.

Foto: Gazeta Press – Hernane comemora gol sobre o Remo.

CEILÂNDIA (DF) 0 X 0 CEARÁ (CE)

O duelo dos alvinegros do Distrito Federal e do Ceará foi bastante apático. O Ceilândia buscava somente não tomar gols e o time cearense não foi capaz de ultrapassar a retranca de seu adversário, que se beneficiou do jogo em casa. Aliás, foi o clube da capital brasileira que teve melhores chances, depois de se aproveitar de contra-ataques.
O jogo teve lugar no Estádio Abadião e terá a volta no Castelão, no próximo dia 10.

RIO BRANCO (AC) 0 X 2 INTERNACIONAL (RS)

E a equipe remanescente do Acre não teve força para se manter na Copa do Brasil. Dando a lógica, o time comandado pelo ex-treinador da seleção, Dunga, mostrou o seu favoritismo e despachou o adversário da competição.

O jogo, que teve lugar na Arena da Floresta, em Rio Branco, teve emoção logo no primeiro tempo, com Testinha (Rio Branco) e D’Alessandro (Internacional) sendo expulsos aos 24 minutos. O primeiro gol veio somente depois do intervalo, com Caio, que entrara no lugar de Rafael Moura, marcando aos 19 minutos.
Apesar das tentativas, o Rio Branco não conseguia superar a força do colorado gaúcho e teve que ver o uruguaio Forlán marcar o gol da desclassificação nos acréscimos, aos 48 minutos do segundo tempo. Um balde de água fria no desejo de disputar a segunda partida.
O Inter espera agora o resultado do duelo entre Guarani de Juazeiro-CE e Santa Cruz-PE, enquanto que o Rio Branco volta à disputa somente do estadual.

Foto: Inter, DVG - Forlán disputa bola contra jogador do Rio Branco.

GUARANI DE JUAZEIRO (CE) 1 x 2 SANTA CRUZ (PE)

Uma partida equilibrada no Romerão marcou o duelo das equipes nordestinas. A bola parada do tricolor de Pernambuco foi o fiel da balança na disputa pela vaga na segunda fase da Copa do Brasil.

Luciano Sorriso cobra uma falta sofrida por Raul, que caiu após na entrada da área, após toque dos defensores do Guarani. À meia altura, o goleiro Grison não tem chances. 1 x 0.
Raul, o mesmo que sofrera a falta no primeiro gol, aumentaria o placar para o time de Recife. O jogador chutou uma bomba no canto esquerdo do goleiro, após Gigio pôr a mão na bola para a marcação da falta. A classificação estava próxima.
E o sonho de ir direto para a próxima fase não durou muito, com Gustavo diminuindo para a equipe Cearense.
Assim, a segunda partida ocorrerá no dia 10 de abril, no estádio do Arruda, na capital pernambucana. O vencedor já sabe que enfrentará o Internacional, do Rio Grande do Sul.

VERANÓPOLIS (RS) 1 X 0 SANTO ANDRÉ (SP)

Com times mistos, Veranópolis e Santo André fizeram um jogo desanimado, sem muita iniciativa de nenhum dos lados, no Estádio Antônio David Farina, no interior do Rio Grande do Sul.
No entanto, aos 36 do primeiro tempo, Rogélio, do Santo André, cometeu falta na entrada na área. Emanuel cobrou forte de pé esquerdo e abriu o marcador para os donos da casa.
O placar mínimo garantiu o jogo da volta no ABC paulista, no dia 17 de abril.

VITÓRIA DA CONQUISTA (BA) 0 X 1 SPORT (PE)

Em outra partida entre nordestinos, mais um jogo fraco, repleto de passes errados. No entanto, o time de Pernambuco fez o básico para levar o jogo da volta para Recife. O gol do rubro-negro aconteceu no primeiro tempo, depois de boa jogada de Rithely. O segundo jogo será no dia 17, na Ilha do Retiro.

NOROESTE (SP) 0 X 0 CRICIÚMA (SC)

O time do interior paulista conseguiu o que queria, forçar a segunda partida do duelo com o Criciúma. Jogando na retranca em toda a partida, o time de Santa Catarina não conseguiu chegar ao gol no estádio Alfredo de Castilho.
Assim, no dia 17 deste mês, o Criciúma receberá o Noroeste em casa para tentar a classificação.

Foto: Agência Bom Dia  - Jogadores de Noroeste e Criciúma durante a partida.

Foto: Agência Bom Dia – Jogadores de Noroeste e Criciúma durante a partida.

NACIONAL (AM) 2 X 0 ÁGUIA DE MARABÁ (PA)

Mais um duelo regional na primeira fase. No estádio do SESI, em Manaus, o Nacional passou à frente do rival do Pará, o Águia de Marabá, na disputa para a segunda fase da Copa do Brasil.
Com os gols ainda no primeiro tempo, marcados por Rafael Morisco e Charles, o time amazonense pode até perder por um gol de diferença que alcança o seu objetivo.
O jogo da volta será no dia 10 de abril, no estádio Zinho de Oliveira.

ITABAIANA (SE) 0 X 3 PONTE PRETA (SP)

Mesmo com time reserva, a Ponte Preta conseguiu superar seu adversário e avançar na Copa do Brasil, sem precisar do jogo da volta.
Alemão marcou duas vezes, ainda no primeiro tempo, e Roldo finalizou a goleada na segunda etapa. Assim, a macaca espera o duelo entre Bragantino e Águia Negra para saber o seu próximo desafio.

RESENDE (RJ) 2 X 1 CAXIAS (RS)

O Resende partiu na frente do Caxias na disputa da Copa do Brasil. Vencendo em casa por 2×1, precisa somente de um empate no Rio Grande do Sul para se classificar. No entanto, o gol fora de casa deixa o Caxias com a necessidade de fazer apenas 1×0 para conseguir a classificação.
O gol da vitória do time do Rio de Janeiro só saiu no final da partida, aos 49 minutos, depois do empate alcançado no primeiro tempo. O jogo da volta está marcado para quinta-feira, dia 18 de abril, no estádio Centenário, em Caxias do Sul.

CIANORTE (PR) 2 X 1 BARUERI (SP)

O time do Paraná venceu seus rival e terá a vantagem do empate na segunda partida. Aos 43 minutos, Jeovan marcou para o Cianorte o primeiro gol da partida. O placar durou até pouco tempo depois do intervalo, quando, aos 6 minutos, Alê empatou a partida.
O jogo continuou bastante movimentado, até que a equipe da casa fez seu segundo gol aos 35 minutos, com Maurício.
O segundo jogo será no dia 17 de abril, na Arena Barueri.

BRASIL DE PELOTAS (RS) 0 X 1 ATLÉTICO (PR)

Pela primeira vez no ano o Furação usou seu time titular em competições oficiais. Elias, de pênalti, marcou o gol que deu vantagem ao time de Curitiba na disputa por uma vaga na segunda fase da Copa do Brasil.
Um dos pontos principais do jogo, que teve pouca emoção dentro de campo, foi a estreia do espanhol Fran Mérida, contratado pelo Atlético no início do ano.
O segundo jogo será no próximo dia 17.

Foto: Reprodução - Elias comemora seu gol diante do Brasil de Pelotas.

Foto: Reprodução – Elias comemora seu gol diante do Brasil de Pelotas.

NAVIRAIENSE (MS) 0 X 0 PORTUGUESA (SP)

Mais um jogo que ficou no zero na Copa do Brasil. A Portuguesa não foi capaz de ultrapassar o time sul-mato-grossense, que manteve-se forte na defesa. Um jogo ruim tecnicamente, sem muitos atrativos para os torcedores. A partida da volta será em São Paulo, no Estádio do Canindé, no dia 17 de abril.

BANGU (RJ) 1 X 2 BETIM (MG)

O time do Rio de Janeiro não conseguiu um bom resultado atuando em casa contra o Betim (ex-Ipatinga). A derrota por 2×1 coloca o Bangu em uma situação bastante complicada. A equipe mineira superou suas dificuldades buscando a vitória fora de casa, de virada, e vai para Minas com a chance de perder por até por 1×0 que garante a passagem para a próxima fase.

O jogo da volta acontece no dia 17 de abril, na Arena do Jacaré.

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).