A surpreendente convocação do promissor Douglas Santos

  • por Doentes por Futebol
  • 8 Anos atrás

DOUGLAS SANTOS

Por CAIO FEITOSA


Surpreendendo a todos, o técnico Luís Felipe Scolari incluiu entre os seus convocados o jovem lateral-esquerdo Douglas Santos, do Náutico. Mesmo se tratando de uma convocação apenas de jogadores atuando no Brasil, dificilmente se espera um convocado que saia de fora do eixo Sul-Sudeste. Tanto é que esta é a primeira convocação de um jogador de um clube pernambucano desde 2001, quando o volante Leomar, do Sport, foi convocado por Emerson Leão. Do Náutico, o último foi Nado, no longínquo ano de 1966.

Paraibano de João Pessoa, Douglas chegou ao Náutico no final de 2011, após ser rejeitado num teste feito no Corinthians. Participou de um “peneirão” e acabou agradando o então técnico alvirrubro Waldemar Lemos, que pediu a contração do garoto para os juniores do clube. No estadual de 2012, realizou três partidas e marcou um gol. Mas foi no Brasileirão que a estrela de Douglas brilhou.

Por se destacar nos treinamentos como bom marcador, Douglas Santos entrou no 2º tempo do jogo contra a Ponte Preta, nos Aflitos, improvisado como volante. A boa atuação agradou o técnico Alexandre Gallo e, pouco tempo depois, o jogador assumiu a titularidade na sua posição original, na época ocupada pelo veterano Lúcio, bastante criticado pela torcida pela vulnerabilidade defensiva.

Lateral bastante tático e obediente, foi ganhando crédito com o treinador e o torcedor, estabilizou o lado esquerdo da defesa do Náutico e foi fundamental na implantação do 4-2-3-1, esquema que necessita de laterais mais marcadores, feito por Gallo no 2º turno do campeonato. E, mesmo atacando pouco, atacava com qualidade, sendo premiado com um belo gol contra a Ponte Preta no Moisés Lucarelli.

O destaque no Campeonato Brasileiro lhe rendeu uma convocação para o time sub-20 da Seleção Brasileira para um período de testes na Granja Comary em outubro. Foi destaque nos treinos e chegou a fazer um gol numa das partidas. Ao fim do ano, o então técnico de base da Seleção Emerson Ávila o convocou para o Sul Americano Sub-20 na Argentina, em que não teve oportunidade de jogar.

Tendo em vista as limitações de Felipão para esta convocação (sem os jogadores atuando no exterior) e a carência de jogadores na posição atuando no Brasil, é válido sair do lugar comum e testar jogadores de outros centros. Douglas teve destaque na Série A 2012, integrou a Seleção Brasileira Sub-20 e é pupilo do atual treinador da Seleção de base, além de mostrar um estilo tático pouco comum para o futebol brasileiro, onde normalmente se destacam laterais ofensivos. Numa Seleção com bons jogadores atuando nas pontas (Lucas, Neymar, o próprio Marcelo pode jogar mais adiantado), é interessante observar laterais mais defensivos para que um possível 4-2-3-1 funcione.

É uma aposta incomum e ousada de Felipão, mas uma aposta válida. O que se espera é que, neste período com a seleção, o garoto seja observado pelo treinador ao menos nos treinamentos, visto que dificilmente entrará em campo, já que o experiente André Santos também foi convocado. E que Douglas Santos use esta experiência para evoluir mais ainda como jogador, visto que possui um alto potencial para quem sabe, no futuro, atuar na Europa e receber novas convocações, tendo a chance de assumir a camisa 6 do Brasil.

Comentários