As trapalhadas de Sir Alex Ferguson

  • por Gregor Vasconcelos
  • 7 Anos atrás
Foto: Reuters

Foto: Reuters



Sir Alex Ferguson é, sem duvidas, um dos grandes técnicos de sua geração. Treinando o Manchester United desde 1986, Ferguson foi campeão inglês 12 vezes, venceu 5 copas da Inglaterra e 2 Champions League, entre outros titulos.

Mas assim como qualquer outro técnico, Ferguson também tem seus momentos de trapalhão. Já fizemos aqui um especial com as 10 piores contratações da carreira do técnico. Hoje falaremos sobre os mais marcantes erros de Fergie nas escalações de suas equipes.

Manchester United 4×3 Real Madrid – 23/04/2003

Foto: Reuters - Ronaldo eliminou o United em Old Trafford, jogo que Ferguson deixou Beckham, seu principal jogador, no banco

Foto: Reuters – Ronaldo eliminou o United em Old Trafford, jogo que Ferguson deixou Beckham, seu principal jogador, no banco


O Real Madrid deve ter sentido um alívio e tanto quando chegou ao Old Trafford para defender sua vantagem de dois gols de diferença conquistada no Bernabeu (o primeiro jogo havia terminado 3×1 para os Blancos) e viu que David Beckham havia sido deixado no banco do Manchester United.

A relação entre técnico e jogador nunca foi das mais amigáveis. Em fevereiro do mesmo ano, Ferguson chutou uma chuteira em Beckham depois da eliminação diante do Arsenal na FA Cup. O jogador foi acertado em cheio e teve que levar pontos.O meia ficou tão transtornado que precisou ser segurado pelos seus companheiros de equipe para não atacar o seu técnico fisicamente.

Esse incidente foi apenas o primeiro em uma série de desentendimentos entre os dois que culminou em Beckham sendo deixado no banco para essa partida e, posteriormente, deixando o United ao final da temporada.

Nesse jogo, Beckham ainda entrou em campo, quando o United perdia a partida por 3×2, com apenas 30 minutos restando. Dois gols do meia viraram a partida para o Manchester United, mas não foram o suficiente para mudar o classificado.

Barcelona 2×0 Manchester United/Barcelona 3×1 Manchester United – 27/05/2009 – 28/05/2011

Foto: Getty Images - Tanto em Roma como em Londres, o Barcelona passeou contra um Manchester United mal escalado

Foto: Getty Images – Tanto em Roma como em Londres, o Barcelona passeou contra um Manchester United mal escalado



Nas duas finais de Champions League disputadas em 2009 e 2011, o Manchester United foi facilmente envolvido pelo Barcelona, que ganhou as duas partidas com certa facilidade.

Na final de 2009, Ferguson optou por Ronaldo como o centroavante da equipe, limitando o desempenho do português, que ficou sumido durante toda a partida. A opção por Park também se mostrou equivocada, já que o coreano foi um dos piores em campo. O pior é que Park só foi escalado como titular para compensar a sua ausência do banco na final contra o Chelsea no ano anterior.

Em 2011, muitos esperavam um United mais preparado, tendo aprendido a lição dois anos antes. Mas a final foi um novo passeio para o Barcelona, que não perdeu o controle do jogo em nenhum momento. Ferguson optou novamente por Park, resultando em mais uma partida ruim do coreano. Valencia também foi preferido a Nani (que vinha de grande temporada na Premier League) por ser um jogador mais aplicado taticamente. Valencia foi provavelmente o pior jogador em campo na final. Uma grande surpresa também foi a ausência de Dimitar Berbatov do banco de reservas. O búlgaro, que havia terminado a Premier League como artilheiro ao lado de Tevez, foi preterido por Hernandez na equipe titular e por Michael Owen (que havia marcado apenas 5 gols na temporada) no banco de reservas.

Manchester United 1×2 Real Madrid – 05/03/2013

Foto: Getty Images - Ferguson deixou Rooney no banco na derrota para o Real Madrid na CL

Foto: Getty Images – Ferguson deixou Rooney no banco na derrota para o Real Madrid na UCL


Na importante partida de volta contra o Real Madrid, na atual temporada, Ferguson optou por deixar Wayne Rooney no banco. Nani – que vinha sendo ignorado em grande parte da temporada – entrou em seu lugar. A presença de Welbeck no time titular tornou a ausência de Rooney ainda mais inexplicável.

A partida até corria bem, com o United controlando o jogo e vencendo por 1×0, até que Nani foi expulso por um encontrão com Arbeloa. A entrada de Rooney com 17 minutos do segundo tempo, ainda deu um ânimo novo ao United, mas o time já havia sofrido a virada e não conseguiu reverter o quadro.

Chelsea 1×0 Manchester United – 01/04/2013

Foto: Reuters - A sonho de conquistar a "double" acabou na ultima segunda em Stamford Bridge

Foto: Reuters – A sonho de conquistar a “double” acabou na ultima segunda em Stamford Bridge


O Manchester United foi a Sunderland, no sábado passado, com 15 pontos de vantagem sobre seu principal rival, o Manchester City, na disputa pelo título inglês. Com o campeonato já ganho, muitos esperavam que Ferguson fosse poupar alguns de seus principais jogadores para o importante confronto contra o Chelsea pelas quartas de final da FA Cup, que aconteceria apenas dois dias depois. Mas isso não aconteceu e o United entrou com força máxima.

Rafael foi um dos jogadores que não foram poupados e acabou saindo machucado aos 30 minutos de jogo, desfalcando o United dois dias depois. Jogadores como Kagawa, Young e Vidic também jogaram a partida no sábado e foram deixados de fora na segunda.

Mas o grande erro foi deixar Robin van Persie no banco para o jogo contra o Chelsea. O time já sofria com a ausência de Rooney – contundido – e foi a campo com Hernandez e Welbeck formando uma dupla de ataque que não funcionou em nenhum momento do jogo. Van Persie até entrou na partida, claramente desgastado, a 30 minutos do fim do jogo, mas não conseguiu evitar a eliminação contra o Chelsea. Isso tudo porque havia jogado 90 minutos de uma partida quase que irrelevante contra o Sunderland, dois dias antes.

———————————————————————————————————————————————————————-

Além dos erros mais relevantes citados acima, Sir Alex Ferguson tem criado um hábito de mudar suas escalações a cada jogo sem mostrar muito critério, apenas com o intuito de surpreender os adversários. Isso tem irritado muitos torcedores do United.

O currículo de Ferguson fala por si, são títulos conquistados em abundância. Mas alguns torcedores dizem que Ferguson está “caducando” e que já está na hora de se aposentar. O que você acha, Doente? Lembra de mais alguma escalação “curiosa” de Sir Alex?

Comentários

Torcedor fanatico do Arsenal e do Flamengo, Gregor é fã de longa data da Premier League, acompanhando a liga avidamente há 10 temporadas. Formado em linguística inglesa pela universidade King's College em Londres, agora faz mestrado em linguistica e literatura na universidade de Zurich. Colunista da extinta revista "Doentes por Futebol", hoje é o editor de futebol inglês no site.