Braga campeão da Taça da Liga Portuguesa

  • por Levy Guimarães
  • 8 Anos atrás
Foto: ASF

Foto: ASF

Os torcedores portugueses se habituaram, nos últimos anos, a ver um certo intruso brigando entre os grandes. Desde a temporada 2009/2010, o Braga vem surpreendendo e se intrometendo na disputa por títulos importantes, como o Campeonato Português e até a Liga Europa. Passou a ser visto com outros olhos por Benfica, Porto e Sporting, como uma ameaça real à hegemonia dos três gigantes. Mas para que esse trabalho dos bracarenses fosse definitivamente coroado, era preciso um título. Nem que fosse um torneio de segundo escalão, mas já valeria muito para um clube que está na fila há 47 anos. E essa conquista finalmente veio.

O adversário da final foi justamente o maior carrasco do Braga durante esse tempo. Desde 2009, a equipe só venceu o Porto uma única vez, justamente há dois anos e meio. Para dessa vez não ficar no “quase”, seria preciso muita aplicação. E foi essa a tônica do jogo para o Braga: muita disciplina tática, com o time bem postado na defesa e pronto para contra-atacar com os bons Mossoró e Alan.

No primeiro tempo, um jogo truncado e de poucas oportunidades. O Porto detinha o domínio da posse de bola, mas esbarrava na falta de inspiração e na forte marcação dos vermelhos. Em um dos poucos momentos na área portista, já aos 40 minutos, Márcio Mossoró, um velho conhecido dos brasileiros, fez boa jogada pela esquerda e foi derrubado por Abdoulaye. Pênalti e expulsão do zagueiro senegalês, que já tinha um cartão amarelo e recebeu o segundo. Alan cobrou para abrir o placar e mudar por completo o panorama da partida. O Porto, além de estar atrás no marcador, teria de lidar com a inferioridade numérica dentro de campo.

Foto: ASF - Alan comemorando o gol do título

Foto: ASF – Alan comemorando o gol do título

Uma arriscada substituição feita no intervalo pelo técnico do Porto, Vítor Pereira, contribuiu para deixar o jogo ainda mais aberto e com fortes pitadas de emoção. Sacou o meia Lucho Gonzalez e colocou Otamendi para recompor a zaga. Porém, a alteração abriu um buraco no meio de campo dos Dragões, deixando espaços para os contra-ataques do Braga. Além disso, a bola pouco chegava aos atacantes Jackson Martínez e James Rodríguez. Com isso, o Braga teve diversas oportunidades para ampliar e até construir um placar elásticos, tamanha era a facilidade de penetrar na defesa portista. Porém, a ineficiência em frente ao gol e a displicência em alguns lances impediram uma vitória mais tranquila. Ainda assim, os Minhotos não deixaram de ter o controle da partida durante toda a segunda etapa.

Essa é a primeira Taça da Liga conquistada pelo clube e o primeiro título oficial dos Minhotos desde a temporada 1965/1966, quando venceram a sua única Taça de Portugal. Além disso, o clube tem dois campeonatos da 2ª divisão na sua sala de troféus.

Foto: reprodução - Taça sendo entregue ao presidente do Braga, Antônio Salvador

Foto: reprodução – Taça sendo entregue ao presidente do Braga, Antônio Salvador

Agora, ambos os times da final de hoje têm missões complicadas no restante da temporada. O Porto tem que tirar uma diferença de quatro pontos do líder Benfica na disputa pelo título nacional, enquanto o Braga está três pontos atrás da surpresa Paços de Ferreira na briga por uma vaga na Liga dos Campeões.

Comentários

Estudante de Jornalismo e redator no Placar UOL Esporte, belo-horizontino, apaixonado por esportes e Doente por Futebol. Chega ao ponto de assistir a jogos dos campeonatos mais diversos e até de partidas bem antigas, de décadas atrás.