De “novo Maradona” a Messi

 messi novo maradona

Há exatos seis anos, o mundo abria os olhos para a ascensão de um astro.

O mundo percebeu que não é tão fácil assim tirar a bola dos pés de Lionel Messi.

Assim como também não é fácil fazê-lo parar de levantar taças e faturar honrarias individuais: já são quatro Bolas de Ouro – e contando.

Com este gol, Lionel Messi forçou o mundo inteiro a enxergar o que já era evidente: havia ali um talento imparável, capaz de deixar para trás times inteiros e de saciar os desejos de um povo que ainda esperava um novo Maradona.

Foi justamente marcando à la Dieguito que o menino Lionel virou Messi. E começou, assim, a escrever os capítulos mais gloriosos de sua história.

Comentários

Jornalista recifense, sócio-diretor do Doentes por Futebol, editor da Revista Febre. Curioso observador de tudo o que cerca o futebol brasileiro e internacional.