Deveríamos aprender mais com os índios

  • por João Balbi
  • 6 Anos atrás

552844_515452071833801_711470604_n

Todo brasileiro ama futebol. Essa é uma afirmação comum de se ouvir em qualquer botequim, na esquina da sua casa ou indo pro estádio. Não é diferente com os índios. Eles também jogam, torcem e curtem o esporte originalmente bretão que ganhou várias adaptações junto às culturas indígenas. Organizam-se e disputam jogos entre si e outras tribos. Nesse texto vamos falar um pouco da relação dos índios com o futebol.


Se você pensou em qualquer piadinha com o zagueiro do Internacional de Porto Alegre, cometeu um engano. Tem muita bola rolando ao longo dos 688 territórios indígenas do nosso país. E ,para o começo desse assunto, é importante ficar claro que não existe só um povo indígena, são mais de 200 povos e aproximadamente 180 línguas diferentes. Com toda essa diversidade cultural, os índios em muito acrescentaram e adaptaram as regras do futebol.


O futebol ganhou tanta força entre os índios que em muitas aldeias o campo de jogo é o elemento central da aldeia. Lembrando que são comuns na cultura indígena as provas de coragem, resistência e força. O futebol muitas vezes serve como mecanismo para provar tais qualidades. No entanto, valorizar qualidades não é, para os índios, provar superioridade. Pode-se perceber isso ao observar algumas tribos que não terminam partidas em que um dos times está ganhando: eles jogam até o jogo ficar empatado, então encerram e vão celebrar (e você brigando com aquele seu amigo que perdeu o pênalti na pelada…). Mesmo entre as tribos que não seguem essa tradição e têm um vencedor ao final do cotejo não existem brigas ou ofensas. O espírito esportivo está acima disso. Acontecem entradas duras, mas reclamações são raras.

Parecem índios?

gremio-empata-com-huachipato-e-tem-briga-no-final-luxemburgo-e-agredido-e-edmundo-dispara-quot-voce-merece-fdp-quotc3b74a8836c9862e9204301e9b87d456

 


Eu acho que não!
Isso são índios em campo:

 

foto: reprodução - Índios entram em Campo nos Jogos Indígenas

foto: reprodução – Índios entram em Campo nos Jogos Indígenas


Nos jogos indígenas, evento que acontece todos os anos, cujo lema é: “o importante não é competir e sim celebrar”, já existe o futebol feminino. As disputas femininas e masculinas são regidas pelas regras dos jogos e pelo regulamento da CBF. Os times indígenas possuem treinadores e esquemas táticos, mas com as adaptações necessárias para que tudo funcione da melhor maneira para os jogadores. Os xavante, por exemplo, que só possuem números até três, não conseguiriam assimilar esquemas como o 4-4-2 ou o 4-3-3. Logo, seu esquema funciona assim:

esquema tático xavante

Fonte: Viana, 2011 – esquema tático xavante


Aqui estão definidos os toques na bola, desde o goleiro até o jogador que ficará encarregado do arremate à meta adversária. Mais sofisticado que muito “professor” por aí.
Esse texto é uma pequena homenagem ao dia do Índio, com intuito de provocar uma reflexão sobre aqueles que já ocupavam estas terras antes dos europeus e que quase sempre são vistos com preconceito e desprezo. E que, como diz a música, todo dia seja dia do índio!

*Dissertação de mestrado em antropologia social defendida por Fernando Fedola de Luiz Brito Vianna.

Comentários