Flamengo de Jorginho cada vez mais sem identidade

  • por Fernando Mattos
  • 7 Anos atrás
Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem - Jorginho encontra dificuldades para montar o Flamengo

Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem – Jorginho encontra dificuldades para montar o Flamengo

Que Jorginho está perdido no comando técnico do Flamengo não é nenhuma novidade. Perto de completar um mês como treinador rubro-negro, o tetracampeão mundial ainda não conseguiu acertar a equipe, sem contar os erros na hora de mudar o time durante os jogos.

O discurso na chegada foi empolgante, visando um sistema envolvente, o tal do 4-2-3-1, com o time mantendo a posse de bola. No entanto, até o presente momento, Jorginho conseguiu apenas um empate, duas derrotas, duas vitórias e um futebol pobre, muito abaixo daquilo que Dorival Júnior, seu antecessor, conseguia fazer.

Com o atual treinador, jogadores como Rafinha e Hernane caíram muito de produção. Também são contestadas as opções do técnico, como por exemplo, escalar Elias na lateral direita, perdendo assim um bom volante e ganhando um lateral muito meia boca. As mexidas na zaga também incomodam não só o torcedor como também algumas pessoas do departamento de futebol. Qualquer pessoa que entenda o mínimo sabe que a melhor dupla de defensores é formada por Renato Santos e o chileno González, mas Jorginho teima no rodízio de zagueiros, ora com Alex Silva, ora com o fraco Wallace. Para o clássico contra o Fluminense neste domingo, dia 14, mais duas mudanças: volta González e Ramon ganha nova chance na lateral esquerda.

Além disso, o que irritou recentemente a cúpula de futebol rubro-negra foi a substituição de Nixon aos 43 minutos do primeiro tempo na derrota para o Audax, podendo queimar o jovem jogador. Tudo bem que o atacante não vinha bem, mas seria mais sensato esperar pelo fim da primeira etapa.

Com tantas alterações no time titular, não há equipe que consiga padrão de jogo ou entrosamento. Tudo bem, caríssimo leitor, o elenco do Flamengo é fraco, dos mais fracos entre os grandes que disputam o Campeonato Brasileiro, mas, com Dorival Júnior, o time vinha melhor em campo e teve foi apenas um apagão na derrota para o Resende, o que causou a queda do treinador.

Jorginho anda perdido e apenas demonstra que ainda não está maduro para dirigir um clube da grandeza do Flamengo. Acredito que emplaque o Campeonato Brasileiro, mas a julgar pelas recentes atuações e invenções dignas de “Professor Pardal”, o seu futuro comandando o Mengo não vai ser muito longo.

Comentários

Carioca, jornalista e apaixonado pelo velho esporte bretão. Rubro-negro de coração e torcedor do Tottenham por opção, já trabalhou em emissoras como TV Record e Rádio Livre do Rio de Janeiro. Também foi comentarista do programa Plus TV Sports. Virou um Doente Por Futebol em março de 2013.