Nada é impossível

  • por Helena Cristina de Oliveira
  • 8 Anos atrás


 lionel_messi_impossible_is_nothing_2

 

Cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo têm autismo. Para quem não sabe, o autismo é uma doença que afeta o desenvolvimento do cérebro e influencia diretamente no comportamento, comunicação e socialização da pessoa. Engana-se, porém, quem acha que o autista não é capaz de ter suas próprias relações sociais e são incapazes de interagir. Ao ser diagnosticado, se houver tratamento e estímulos para que a pessoa faça atividades normais do dia-a-dia, ela terá capacidade de viver sua vida como qualquer outra pessoa. Pensando nisso, a ONU criou em 2007 o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, que é celebrado hoje, no dia 02 de abril. E o Doentes por Futebol não poderia deixar essa data passar.

A data nos faz lembrar que temos que abrir os olhos para as pessoas que têm essa doença que conquistaram muito e que são exemplos de superação. E me fez lembrar de uma história que ouvi certa vez, de que aos 8 anos de idade Lionel Messi foi diagnosticado com traços de autismo. Sim, o Messi! O melhor jogador do mundo. Pouca coisa se encontra sobre o assunto. Em 2009, na comemoração de um de seus gols pelo Barça, Messi mostrou uma camisa com os dizeres “Síndrome X Frágil”. Também conhecida como Martin & Bell, a Síndrome X Frágil é um problema genético que está ligado ao cromossomo X e está presente no DNA, que é responsável pelas características dos seres vivos, de muitas crianças diagnosticadas com autismo.

Messi não levantou a camisa para chamar atenção de que ele foi diagnosticado com essa doença quando pequeno. E sim para o mundo estar atento a todas as crianças com esse problema. No mesmo ano, o jogador mandou um cheque para a Associação Catalã de Síndrome X Frágil no valor de 82 milhões de euros. Sua ajuda divulgou algo que é invisível para muitos, mas que atinge milhões de famílias.

síndrome x frágil

Tenho um irmão de 8 anos que não é autista, mas é fã declarado do jogador. Hoje quando cheguei em casa, perguntei para ele por que o Messi é o melhor jogador do mundo. Ele respondeu prontamente, “porque ele treina muito”. Uma resposta que me surpreendeu vindo de uma criança. Na verdade eu esperava um “porque sim”. Mas desde pequeno ele sabe que, quem quer algo, precisa ir atrás do seu objetivo. Precisa lutar, treinar. Se superar! Messi é o melhor jogador do mundo porque treina muito, sim. Mas também porque é símbolo de superação. E porque, acima de tudo, enxerga o ser humano ao lado. Isso torna qualquer um melhor do que já é.

Em 2007, a Adidas realizou uma campanha focando o slogan “Impossible is nothing”. Nela, jogadores renomados como Messi e Beckham mostraram que todos passam por momentos difíceis e de provação. No caso do argentino, o vídeo não cita o diagnóstico de autismo, mas cita outras situações em que o argentino teve que se superar e mostrar que nada é impossível.

Confira o comercial:

Comentários

Jornalista. Interessou-se pela área graças ao seu time do coração, o Palmeiras. Foi finalista do 5º Prêmio Santander Jovem Jornalista em 2010, quando ainda era estudante. Com 25 anos, atualmente trabalha na Comunicação & Marketing do Departamento de Comunicação do Instituto Internacional de Ciências Sociais (IICS), em São Paulo. Viu na Doentes por Futebol uma oportunidade de fazer parte do jornalismo esportivo, que é um sonho e um segmento em que acredita que pode ter mais valor para a sociedade.