Pré jogo: Arsenal x The Strongest

  • por Mauricio Fernando
  • 8 Anos atrás
No primeiro duelo, os bolivianos venceram por 2x1.

No primeiro duelo, os bolivianos venceram por 2×1.

O confronto menos badalado da última rodada do grupo 3 é o mais importante. Sim, pois a classificação do principal interessado do outro confronto do grupo (São Paulo x Atlético Mineiro) depende do resultado de The Strongest x Arsenal. De nada adiantará uma vitória do São Paulo caso o The Strongest vença o Arsenal em Buenos Aires, resultado perfeitamente possível.

Arsenal-ARG e The Strongest-BOL duelam em busca da segunda vaga do grupo 3, às 22h (horário de Brasília), no estádio Julio Alberto Grondona, em Buenos Aires, no mesmo horário do confronto brasileiro entre Atlético e São Paulo. No primeiro duelo, na Bolívia, em jogo válido pela 1ª rodada, o The Strongest venceu por 2×1.

Para ambas as equipes o jogo é tratado como uma final. Tanto que os dois times pouparam titulares na rodada de seus respectivos campeonatos nacionais do último final de semana. O Arsenal, quarto colocado do Torneo Final argentino, empatou com o River Plate no Monumental de Nuñez, mesmo placar obtido pelo The Strongest diante do San José, pelo Clausura boliviano. Os aurinegros bolivianos ocupam apenas a sétima colocação na liga local, tendo dois jogos a menos que a maioria das outras equipes.

A classificação seria histórica para qualquer uma das equipes do confronto de amanhã em Buenos Aires. O The Strongest passou apenas duas vezes de fase e a última vez foi em 1994, ou seja, há quase 20 anos. Já o Arsenal disputa a Libertadores pela terceira vez e nunca chegou para as oitavas de final.

Foto: La Numero 12. O elegante Gustavo Alfaro deve colocar sua equipe para atacar.

Foto: La Numero 12. O elegante Gustavo Alfaro deve colocar sua equipe para atacar.



Os argentinos comandados por Gustavo Alfaro já declararam que jogarão no ataque, pressionando desde o início, até porque a equipe, que deve contar com a força máxima apesar dos incidentes policiais ocorridos após a derrota por 5×2 diante do Atlético Mineiro no Independência, pode precisar do saldo de gols para decidir a classificação. Mas antes de tudo os mandantes precisam vencer o jogo, e o ideal seria que o São Paulo não vencesse no duelo brasileiro, já que a diferença de gols entre Arsenal e São Paulo atualmente é de quatro gols.

Foto: La Razon.  O Strongest de Chumacero e Escobar tem a vaga no momento.

Foto: La Razon. O Strongest de Chumacero e Escobar tem a vaga no momento.


Já os bolivianos dependem de si mesmos para garantir a vaga. O treinador Eduardo Villegas já declarou que a prioridade inicial de sua equipe será a marcação, evitar que o Arsenal tenha espaços, para depois pensar no ataque. O time que deve ir a campo é o mesmo que iniciou a partida diante do São Paulo, em que o tigre saiu vitorioso.

Lembrando que:
– The Strongest é o vice-líder do grupo com 6 pontos, 7 gols marcados e -1 de saldo;
– São Paulo é o terceiro com 4 pontos, 6 gols marcados e -2 de saldo;
– Arsenal é o quarto com 4 pontos, 8 gols marcados e -6 de saldo;

Foto: UOL Esporte.  O Arsenal espera uma boa arbitragem.

Foto: UOL Esporte.   O Arsenal espera uma boa arbitragem.



Tudo pode acontecer a depender da combinação de resultados, inclusive decisão em sorteio. A rodada promete muito, especialmente o jogo de Buenos Aires, que deve pegar fogo.

A arbitragem, importante para este confronto, ficará a cargo do equatoriano Marcos Vera.

Prováveis formações:


Arsenal (4-4-2): Campestrini, Gerlo, Lisandro Lopez, Braghieri, Damián Pérez; Ortiz, Marcone, Rolle (Aguirre), Carbonero; Benedetto e Furch.
Técnico: Gustavo Alfaro

The Strongest (4-2-3-1): Daniel Vaca, Bejarano, Smith, Barrera, Chavez (Jair Torrico); Veizaga, Soliz, Chumacero, Cristaldo, Pablo Escobar; Reina.
Técnico: Eduardo Villegas.

Comentários

21 anos, morador de Maringá-PR. Corintiano de coração, aprendi ainda a ser Liverpool, na Europa. Como Doente por Futebol, acompanho diariamente jogos, jogadores e tudo o que acontece acerca deste apaixonante esporte. Minha função por aqui será de analisar e informar tudo o que rola na América do Sul e no México. Responsável ainda pelas colunas "Craque DPF" e "Futebol na Mídia".