Presença feminina no FIFA

Todos os grandes craques do futebol mundial reunidos em um só lugar. Não é Copa do Mundo: é o game FIFA. A versão 13 do jogo quebrou todos os recordes de venda – foram comercializadas 4,5 milhões de cópias em menos de cinco dias.

Para a próxima versão do maior game esportivo de todos os tempos, os fãs querem mais. Na verdade, a ala feminina é quem faz uma solicitação especial. Pelo menos duas grandes petições em sites de abaixo-assinados pedem a inclusão do futebol feminino no jogo de videogame.

Gamers pedem inclusão de mulheres no FIFA

Gamers pedem inclusão de mulheres no FIFA. Montagem: DPF

A primeira iniciativa partiu de uma garota norte-americana chamada Rebekah Araujo, que disse estar cansada de “jogar esse game em que só homens participam dos times”. A adolescente se declarou apaixonada por futebol e endereçou a carta à David Rutter, produtor executivo da EA Sports, distribuidora do jogo.

A outra petição é comandada pela jogadora de futebol Veronica Boquete. A atleta atua no Tyresö FF da Liga Feminina da Suécia e também na Seleção da Espanha. Vero afirma na página que seguiu o exemplo de Rebekah para criar a lista e faz o mesmo apelo a Rutter: futebol feminino no FIFA.

A empresa não confirmou a entrada da categoria na próxima edição, apesar de se mostrar aberta à inclusão do esporte feminino. De qualquer forma, a intenção serve para provar que o universo da bola é mais abrangente do que imaginamos – mulheres gamers também podem ser doentes por futebol.

Até o momento do fechamento do texto, ambos os abaixo-assinados contavam com mais de 46 mil nomes. Para assinar as petições, clique aqui e aqui.

Comentários

Desde pequena, arriscou no esporte. Foi jogadora de tênis, mas pendurou as raquetes ao perceber que sua vocação era nos bastidores das modalidades. Apaixonou-se por futebol aos 11 anos, quando o pai a levou ao estádio pela primeira vez. Terminou a gloriosa carreira no futsal aos 16 anos, depois de defender um pênalti na final da liga do Ensino Médio. Cultiva com orgulho, desde 2010, o blog "Entrando no Jogo". Apresentadora de TV, comentarista de rádio, boa tenista, goleira mediana e péssima nadadora.