The Strongest (BOL) x São Paulo FC – Em busca de Paz.

  • por Bráulio Silva
  • 8 Anos atrás

pj1

O São Paulo vai a La Paz, na noite de hoje, precisando somar pontos. Em situação delicada na competição após dois tropeços seguidos, o Tricolor está pressionado na competição sul-americana.

Hoje o São Paulo ocupa a segunda colocação do grupo 3, com apenas quatro pontos ganhos. O líder é o Galo, que ontem bateu o Arsenal de Sarandí e alcançou 15 pontos, mantendo os 100% de aproveitamento. Já o The Strongest é o lanterna do grupo com três pontos ganhos. Mas se vencer o jogo de hoje alcançará a vice-liderança do grupo.

pj3

Os bolivianos apostam na altitude para derrotar o São Paulo. A expectativa é de que os brasileiros sintam os sintomas do ar rarefeito, como no jogo diante do Bolívar, quando o São Paulo chegou a abrir 3×0 e sofreu a virada por 4×3. O time do The Strongest fez uma boa partida aqui no Morumbi e o principal destaque naquele dia foi o meia Pablo Escobar.

Atlético e São Paulo. Os dois em momentos diferentes no grupo.

Atlético e São Paulo. Os dois em momentos diferentes no grupo.



Já o São Paulo repete a mesma formação que foi utilizada no clássico diante do Corinthians, no último fim de semana. Com a ausência de Luís Fabiano, que foi punido com quatro jogos de suspensão, o ataque será formado por Aloísio e Osvaldo.

pj2

Aliás, as diversas mudanças no time titular dentro da competição fazem com que o técnico Ney Franco seja contestado em seu trabalho. Na fase de grupos, é a quinta escalação diferente, dessa vez apostando na posse de bola, atuando com apenas um volante marcador (Denílson) e meias que priorizam o toque de bola.

Ficha Técnica:

Taça Libertadores da América – Grupo 3
Estádio Hernando Siles – La Paz, Bolívia
Transmissão: Fox Sports
Horário: 21:30 (Brasília)
Trio de arbitragem: Victor Carrillo e os auxiliares Jonny Bossio e Cesar Escano. Todos do Peru

The Strongest
Vaca, Bejarano, Barrera, Smith e Chavez; Chumacero, Veizaga, Soliz e Cristaldo; Escobar e Reina.

São Paulo
Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Tolói, Edson Silva e Carleto; Denílson, Maicon, PH Ganso e Jádson; Osvaldo e Aloísio.

Comentários

Paulistano, casado e com 33 anos. Apaixonado por futebol e pelo São Paulo FC. De memória privilegiada, adora relatar e debater fatos futebolísticos de outrora. Ex-estudante de jornalismo, hoje gerencia uma drogaria no município de Barueri, além de escrever para a Doentes por Futebol.