As principais revelações da temporada em Portugal

  • por Levy Guimarães
  • 8 Anos atrás

Ao longo dos últimos anos, o futebol português tem se notabilizado por garimpar talentos locais e de outros países e fornecer vários bons jogadores que lá se destacam para as principais ligas europeias, como a inglesa e a espanhola. Jogadores como Falcao García, Angel Di María, David Luiz e Nani, entre outros, saíram dos gigantes de Portugal para figurarem em equipes de ponta da Europa.

Hoje, nomes como James Rodríguez e João Moutinho, do tricampeão Porto, Ezequiel Garay, do Benfica, e Rui Patrício, do Sporting, parecem ser os próximos a engrossarem essa lista. Mas e aqueles que ainda estão começando a carreira na terrinha e despontando como promessas em seus respectivos clubes? Listamos para você as quatro principais revelações do futebol português na temporada 2012/2013, todas com o potencial de, em um futuro próximo, ganharem destaque internacional.

4 – Kelvin (meia, 19 anos, Porto)

Ele jogou apenas oito partidas pela liga portuguesa com uma média de 20 minutos jogados por jogo, marcou 3 gols e passou boa parte da temporada no time B. Parece pouco, mas foi o suficiente para Kelvin fazer história.

O primeiro grande momento do brasileiro foi contra o Braga, no Estádio do Dragão, com o jogo empatado em 1×1. Entrou faltando pouco mais de dez minutos para o fim e marcou duas vezes, evitando que o Porto ficasse a seis pontos de distância para o então líder Benfica e se complicasse de vez na briga pelo caneco. Mas o que ficou para sempre marcado foi o gol heroico contra o próprio Benfica, na penúltima rodada, nos acréscimos, que deu o título ao seu time.

Após as boas atuações no fim da temporada, o garoto, habilidoso e sempre arisco caindo pelos lados do campo, garantiu a presença no time principal para 2013/2014. Com o moral elevado com torcida e comissão técnica, terá mais oportunidades de mostrar o seu bom futebol e, quem sabe, continuar fazendo história no Porto.

Abaixo o bonito gol que já marcou a carreira do jogador:

[youtube id=”aOqGMCWdRMc” width=”620″ height=”360″]


3 – Bruma (atacante, 18 anos, Sporting)

Depois de lançar para o futebol Luís Figo, Cristiano Ronaldo, Ricardo Quaresma e Nani, o Sporting tem entre suas promessas mais um jogador rápido, habilidoso e que gosta de cair pelas pontas, como os outros citados. Nascido em Guiné-Bissau e naturalizado português, Bruma estreou no time principal dos Leões em janeiro, tentando dar um final digno à temporada trágica do clube de Lisboa. E correspondeu às expectativas. Foi decisivo em várias partidas nas quais entrou, servindo companheiros e criando jogadas de perigo.

É visto como uma das esperanças do país para os próximos anos. Precisa ganhar maturidade e ser menos displicente em certos momentos, mas talento para se tornar um grande jogador ele tem, como demonstra em seu primeiro gol como profissional:

[youtube id=”10b9KDw-QnU” width=”620″ height=”360″]

2 – André Gomes (volante, 19 anos, Benfica)

Os torcedores do Benfica começaram a temporada se perguntando se o elenco teria uma opção de banco confiável para a posição de volante. A desconfiança acabou após alguns meses: entrando com personalidade em jogos importantes do Português e da Liga Europa, André Gomes em pouco tempo caiu na graça dos adeptos, que já o veem como titular absoluto num futuro próximo. É, ainda, cotado para figurar nas próximas convocações da seleção portuguesa.

André tem um estilo semelhante ao de João Moutinho: movimenta-se bastante pela faixa central, tem um bom passe e finaliza com competência. Ainda possui um porte físico avantajado para a posição, devido aos seus 1,88m.

Foto: reprodução

Foto: reprodução

1 – Eric Dier (zagueiro/volante, 19 anos, Sporting)

Bruma não foi o único a ser promovido do Sporting B durante a última temporada. Vários outros jovens jogadores, devido ao fracasso dos medalhões contratados, tiveram que assumir a responsabilidade de jogar na equipe principal do clube leonino, e entre eles, um inglês multifuncional ganhou destaque. Eric Dier estreou entre os profissionais como lateral-direito (marcou até gol na estreia), depois passou para a zaga e terminou o campeonato como volante. Sempre demonstrando eficiência na marcação, dando mais segurança à defesa do Sporting.

O jogador tem como maior referência o zagueiro Rio Ferdinand. E não é para menos. Dier tem bom porte físico e é difícil de ser batido no jogo aéreo, além de se movimentar bem. Já foi especulado em clubes da Premier League, mas garantiu que fica no Sporting. Contudo, é difícil imaginar que fique por muitos anos no Sporting, visto que, com o tempo, o assédio sobre o competente defensor deve aumentar.

Foto: reprodução - Dier comemorando o gol que marcou logo na estreia pelo Sporting

Foto: reprodução – Dier comemorando o gol que marcou logo na estreia pelo Sporting

Há de se destacar outros bons atletas que surgiram no último ano em Portugal, como Tiago Ilori, Joãozinho e Zézinho, do Sporting, Cristian Atsu, do Porto, André Almeida, do Benfica, e Diogo Felgueiras, do Paços de Ferreira. 

É sempre bom ficar de olho nesses jovens talentos, pois é questão de tempo para que pelo menos parte deles ganhe projeção internacional e siga o mesmo caminho de vários outros que passaram pelo futebol português.

Comentários

Estudante de Jornalismo e redator no Placar UOL Esporte, belo-horizontino, apaixonado por esportes e Doente por Futebol. Chega ao ponto de assistir a jogos dos campeonatos mais diversos e até de partidas bem antigas, de décadas atrás.