As talentosas opções para o gol da Alemanha

  • por Thiago Menezes
  • 7 Anos atrás

A tradicionalíssima Alemanha é sempre forte em qualquer campeonato que disputa. Isso não é novidade para ninguém. Independentemente de jogar bonito, jogar feio, ter jogadores meia-boca ou craques indiscutíveis, os germânicos sempre tiveram o respeito dentro de campo. Mas além da qualidade dos jogadores de linha, uma posição sempre foi bem servida na Nationalelf: a de goleiro.

A escola alemã de goleiros é incrível. Muito dificilmente alguém se lembra de uma seleção alemã com um goleiro questionável. Se pararmos rápido para pensar, vêm em mente nomes como Oliver Kahn, Jens Lehmann, Bodo Illgner, Andreas Köpke, Harald Schumacher, Sepp Maier e, mais antigamente, Toni Turek, eleito o melhor goleiro da Copa de 54.

Mas talvez em nenhum momento da história a Alemanha tenha contado com tantas excelentes opções para apenas uma vaga de titular como atualmente. São muitos goleiros se destacando, alguns mais experientes, outros bem jovens. Parece até injusto alguns deles ficarem de fora da Copa do Mundo, pois a quarta ou quinta opção de Joachim Löw poderia muito bem ser titular em seleções como Brasil e Argentina.

Citaremos aqui alguns dos paredões alemães que têm condições de brigar pela camisa 1 de uma das seleções mais temidas para a Copa de 2014.

1- MANUEL NEUER

REPRODUÇÃO - Manuel Neuer, goleiro do Bayern de Munique

REPRODUÇÃO – Manuel Neuer, goleiro do Bayern de Munique

O atual titular da seleção e do Bayern de Munique é, indiscutivelmente, um dos melhores goleiros do mundo. Tem 27 anos e uma Copa do Mundo como destaque no currículo (2010). Já apresenta total maturidade tanto técnica quanto mental e prova que teve a evolução esperada por aqueles que, há alguns anos, o consideravam um promissor porém inconstante goleiro no Schalke 04. Excelente em todos os fundamentos essenciais para alguém da posição, Neuer é um goleiro completo.

2- RENÉ ADLER

REPRODUÇÃO - René Adler, goleiro do Hamburgo

REPRODUÇÃO – René Adler, goleiro do Hamburgo

O atual goleiro do Hamburgo assumiu a titularidade da Alemanha após a trágica morte de Robert Enke, e seria o camisa 1 na Copa de 2010 caso uma lesão não o tivesse tirado do Mundial.
À época no Bayer Leverkusen, Adler era visto como o sucessor natural do lendário Oliver Kahn mas, durante o período afastado, teve o “azar” de ser substituído por Neuer, que fez grande Copa, e por Leno, que teve grandes atuações no Leverkusen e fez com que Adler fosse relegado ao banco quando recuperado.
Sem conseguir recuperar seu espaço no time, foi negociado com o Hamburgo, onde reencontrou seu futebol: Adler fez uma excepcional temporada, sendo considerado por muitos o melhor goleiro da competição, e voltou à seleção, onde, aos 28 anos, é a sombra de Neuer.

3- ROMAN WEIDENFELLER

REPRODUÇÃO - Roman Weidenfeller, goleiro do Borussia Dortmund

REPRODUÇÃO – Roman Weidenfeller, goleiro do Borussia Dortmund

Destaque do Borussia Dortmund bicampeão alemão em 2011 e 2012, o experiente goleiro de 32 anos atingiu seu auge técnico nesta temporada, na qual parou ataques poderosos, como os de Manchester City e Real Madrid na Liga dos Campeões.
Passando completa segurança para a sua equipe e prestes a disputar a final continental, Weidenfeller é, provavelmente, o melhor goleiro desta edição da UCL. Mas, com tantas opções para a baliza da Nationalelf, o arqueiro jamais teve chances com Joachim Löw, e nunca disputou sequer uma partida pela sua seleção. Com as atuações dessa temporada, parece justo que tenha ao menos a oportunidade de brigar pelo terceiro posto em 2014.

4- BERND LENO

REPRODUÇÃO - Bernd Leno, goleiro do Bayer Leverkusen

REPRODUÇÃO – Bernd Leno, goleiro do Bayer Leverkusen

Hoje com 21 anos, Leno teve uma ascensão meteórica no futebol. Chegou ao Bayer Leverkusen por empréstimo, em agosto de 2011, e ganhou uma oportunidade como titular na equipe que ainda não tinha achado um substituto para o lesionado René Adler.
Leno agarrou a oportunidade com todas as forças e não largou mais. Se Adler era considerado o melhor goleiro alemão à época, Leno o substituiu à altura e fez a torcida não sentir falta do antigo goleiro, relegando-o ao banco de reservas mesmo após ter se recuperado da lesão.
Leno foi comprado em definitivo e conseguiu alguns recordes, como o de goleiro mais jovem a passar três jogos sem sofrer gols na Bundesliga e o de goleiro alemão mais jovem a disputar uma partida na Liga dos Campeões. Ainda não teve oportunidades na seleção alemã, mas, se mantiver o nível, certamente será convocado no futuro.

5- MARC-ANDRE TER STEGEN

REPRODUÇÃO - Marc-Andre Ter Stegen, goleiro do Borussia Mönchengladbach

REPRODUÇÃO – Marc-Andre Ter Stegen, goleiro do Borussia Mönchengladbach

Mais um goleiro da nova geração, Ter Stegen tem somente 21 anos e é uma das maiores promessas para a posição no mundo. Atuando pelo Borussia Mönchengladbach, o garoto teve grandes atuações na temporada 2011/2012, sendo um dos pilares da equipe que voltou à Liga dos Campeões após 34 anos. O zagueiro Dante e o meia Reus também se destacaram e, ao contrário de Ter Stegen, deixaram o clube ao fim da temporada.
O goleiro, mesmo tão jovem, recebeu suas primeiras oportunidades na Seleção Alemã em 2012 em jogos contra a Suíça e Argentina, no qual defendeu um pênalti de ninguém menos que Lionel Messi.
O grande Sepp Maier, goleiro da Alemanha na década de 70, chegou a colocar Ter Stegen no mesmo nível de Manuel Neuer. O garoto é frequentemente especulado em grandes equipes como o Barcelona e o Milan, porém não será fácil tirá-lo do Gladbach.

6- RON-ROBERT ZIELER

REPRODUÇÃO - Ron-Robert Zieler, goleiro do Hannover

REPRODUÇÃO – Ron-Robert Zieler, goleiro do Hannover

Um pouco mais velho do que os dois últimos citados (24 anos), Zieler começou a carreira no Manchester United. Sem chances com Alex Ferguson e atuando apenas pelo time reserva, foi negociado com o Hannover em 2010 e, no clube alemão, pôde mostrar suas reais capacidades.
Zieler se destaca pela frieza e pela consistência, falhando muito pouco. É um dos melhores e mais confiáveis goleiros da Bundesliga. Recebeu sua primeira oportunidade na Seleção num amistoso contra a Ucrânia e se tornou o primeiro arqueiro alemão na história a receber um cartão vermelho pela Seleção, contra a Argentina (foi substituído por Ter Stegen). Apesar disso, foi o terceiro goleiro na Euro 2012, na Ucrânia/Polônia, e é um dos favoritos a ocupar a mesma vaga no Brasil em 2014.

E para vocês, Doentes? Quais seriam suas três escolhas para a Copa de 2014?

Comentários

Morador do Rio de Janeiro, designer, torcedor do Manchester United e Flamengo, faz parte da editoria de arte da "Doentes por Futebol". Fã incondicional de Lionel Messi, e ainda de Zinedine Zidane, David Beckham, Dejan Petkovic e Ronaldo.