Clássico das Multidões: decisão pela 3ª vez consecutiva

  • por Henrique Souza
  • 8 Anos atrás
Foto: Diário de Pernambuco - Santa cruz e Sport voltam a se encontrar na final depois de empate no segundo turno.

Foto: Diário de Pernambuco – Santa cruz e Sport voltam a se encontrar na final depois de empate no segundo turno.

Santa Cruz e Sport começam a decidir, neste domingo, quem será o campeão pernambucano em 2013. O estádio do Arruda será o palco da primeira partida da decisão, que marcará a terceira final consecutiva entre as duas equipes. Em 2011 e 2012, o Santa levou a melhor nas duas ocasiões, deixando os tricolores engasgados na garganta dos rubro-negros, que esperam ver o Sport dar o troco e voltar a conquistar o estadual, título que não vem desde 2010.

Os dois times chegam à final depois de iniciarem a temporada 2013 decepcionando na Copa do Nordeste. Eliminados nas quartas por Campinense e Fortaleza, Sport e Santa não disputaram o Primeiro Turno do Pernambucano e viram o sonho de se tornar campeão nordestino morrer cedo. Já no Segundo Turno do estadual, as duas equipes se acertaram, com o Leão terminando em primeiro e a Cobra coral no terceiro lugar.

O Santa Cruz, que jogará a partida de ida da decisão em casa, em onze jogos no Segundo Turno, venceu seis, empatou três e foi derrotado em duas oportunidades. O ponto alto da campanha foi a vitória por 2×0 contra o Náutico, nos Aflitos, pela nona rodada. Alvirrubros e tricolores voltaram a se encontrar nas semifinais. Após uma vitória por 1×0 em casa na primeira partida, o Santa foi até os Aflitos podendo empatar ou até perder por um gol de diferença, desde que marcasse no campo do adversário. E foi exatamente isso que aconteceu, com o Náutico vencendo por 2×1 e os tricolores conseguindo a vaga para a decisão pelo gol marcado fora de casa.

Foto: Reprodução - O Santa vem pra final em alta após empate contra o Internacional no Arruda.

Foto: Reprodução – O Santa vem pra final em alta após empate contra o Internacional no Arruda.

Para a decisão, o Santa Cruz chega com moral após o empate sem gols contra o Internacional, no meio da semana, em partida válida pela Copa do Brasil. O desgaste físico, porém, é algo que pode atrapalhar o rendimento da equipe, diferentemente do Sport, que teve a semana toda de descanso. Neste domingo, o técnico Marcelo Martelotte terá a volta de Luciano Sorriso, desfalque da equipe no jogo contra o Inter. Com isso, Sandro Manoel poderá voltar para o banco. Já o meia Natan continua vetado, podendo voltar na segunda partida da decisão. O também jogador de meio-campo Jeferson Maranhão, por sua vez, está fora do resto do estadual.

O Sport, líder do segundo turno, venceu seis partidas, empatou quatro e perdeu apenas uma, na sua estreia, contra o Salgueiro. Merecem destaques a vitória de virada na Ilha do Retiro em cima do Náutico, na sétima rodada, e o empate conseguido nos minutos finais contra o Santa Cruz, na 11ª rodada, fora de casa. Nas semifinais, o Leão passou sem dificuldades pelo Ypiranga, vencendo por 5×1, como visitante, e 4×2, em casa. O rubro-negro vem subindo visivelmente de produção após a chegada de Sérgio Guedes, e, mesmo após a saída de Hugo do time, não sentiu a ausência do jogador, contando com a ascensão de Lucas Lima.

Foto: Site oficial do Sport - Marcos Aurélio volta a ser titular depois de marcar dois gols contra o Ypiranga.

Foto: Site oficial do Sport – Marcos Aurélio volta a ser titular depois de marcar dois gols contra o Ypiranga.

O único desfalque do Sport é o atacante Roger, que ainda se recupera da contusão sofrida na partida contra os tricolores pelo segundo turno. Sérgio Guedes deverá utilizar a mesma equipe da partida de volta contra o Ypiranga, com as entradas de Marcos Aurélio e Felipe Menezes, um time mais ofensivo do que as escalações anteriores, normalmente com três volantes. A formação aumenta o poder de fogo da equipe, mas a defesa ainda inspira cuidados. Os dois gols sofridos no sábado mostraram pontos fracos do setor defensivo, que poderá sofrer com a velocidade dos tricolores.

A expectativa para as duas partidas é de equilíbrio, com as equipes lutando até o fim pelo título. Uma grande final será um encerramento digno para o Campeonato Pernambucano 2013, que mais uma vez ganhou notoriedade pela atrapalhada fórmula de disputa, a exemplo de anos anteriores.

 

Comentários

Doente por futebol desde que se conhece por gente. Formado em Educação Física e estudante de jornalismo. Apaixonado por jogos e times clássicos. Considera Zidane, Ronaldo, Romário e Messi os maiores que viu jogar.