Deu Espanha no Chile!

  • por Mauricio Fernando
  • 6 Anos atrás

943211_10200141100515591_1328759196_n

O Unión Española conquistou, no último domingo, o sétimo título chileno de sua história. Com a vitória sobre o Colo Colo por 1×0 no estádio Santa Laura, os torcedores dos Diablos Rojos puderam soltar o grito de campeão que estava engasgado na garganta desde a final do ano passado, quando a equipe foi derrotada nos pênaltis pelo Huachipato na final do Clausura. Além disso, a conquista ainda quebrou o jejum de oito anos do clube, que não vencia o nacional desde o Apertura 2005.

A conquista foi, acima de tudo, um prêmio ao planejamento da diretoria, que segue apostando no trabalho de José Luis Sierra. Ex jogador do clube – passou ainda pelo São Paulo em 1995 – há mais de dois anos está no comando técnico da equipe.

Foto:  FELIPE FREDES F /AGENCIAUNO

Foto: FELIPE FREDES F /AGENCIAUNO


Outro detalhe interessante é a valorização das categorias de base, onde surgiu aquele que foi um dos grandes destaques da equipe: o zagueiro Matias Navarrete, de apenas 21 anos, comandante da defesa menos vazada da competição, com 12 gols sofridos em 17 jogos. Este desempenho defensivo é uma amostra de que um clube que atua com três atacantes, como foi o caso do Unión, pode sim ser uma equipe equilibrada taticamente, desde que haja entrega dos jogadores e um sistema bem montado.

Um ponto importante para este rendimento defensivo foi a atuação da experiente dupla de volantes, composta pelo capitão Gonzalo Villagra (31 anos) e pelo uruguaio Diego Scotti (36 anos), tidos como os pilares da campanha pelo treinador rojo.


Ofensivamente, a equipe também funcionou muito bem com o trio formado por Gustavo Canales, Sebastián Jaime e Patrício Rubio. Rubio foi o grande destaque do setor, sendo o artilheiro do time com sete gols, o último deles o do título.

Foto: JAVIER VALDES LARRONDO /AGENCIAUNO

Foto: JAVIER VALDES LARRONDO /AGENCIAUNO


A campanha do campeão foi de 12 vitórias, 2 empates e 3 derrotas. Com seus 38 pontos, a equipe terminou empatada com o Universidad Católica, mas venceu pelo saldo de gols (20 a 17). Com o título, o Unión Española conquistou vaga na Taça Libertadores da América 2014, competição da qual o comando técnico declarou que já deve se preparar. Universidad Católica, Cobreloa, Universidad de Chile e Colo Colo serão os representantes do país na Copa Sulamericana 2013.

O torneio que ontem se encerrou faz parte da nova fase do futebol chileno, que está se adequando ao calendário europeu e terá na temporada 2013/14 seu ponto de partida. Por este motivo, o campeonato que se encerrou foi chamado de Torneio Transición, por marcar esta fase de transição da liga chilena.

Equipe base do campeão: Diego Sánchez, Dagoberto Currimilla, Matías Navarrete, Jorge Ampuero, Nicolás Berardo; Gonzalo Villagra, Diego Scotti, Óscar Hernández; Gustavo Canales, Sebastián Jaime e Patrício Rubio. Tecnico: José Luis Sierra

Comentários

21 anos, morador de Maringá-PR. Corintiano de coração, aprendi ainda a ser Liverpool, na Europa. Como Doente por Futebol, acompanho diariamente jogos, jogadores e tudo o que acontece acerca deste apaixonante esporte. Minha função por aqui será de analisar e informar tudo o que rola na América do Sul e no México. Responsável ainda pelas colunas "Craque DPF" e "Futebol na Mídia".