Internacional – Campeão Gaúcho 2013

 

 

Após a conquista dos dois turnos, o Internacional, treinado pelo técnico Dunga, conquistou o campeonato Gaúcho 2013, derrotando o Juventude nos pênaltis. A equipe colorada evitou a disputa de duas partidas finais, desinchando, mesmo que discretamente, o apertado calendário do futebol brasileiro. O vice-campeonato ficou para o Lajeadense, pela campanha durante o campeonato, apesar de não chegar a nenhuma decisão de turno.

No primeiro turno, o Inter, alternando as equipes titular e reserva, derrotou na final o São Luís, de Ijuí, pelo elástico placar de 5 a 0. Leandro Damião (2), Gabriel, D’Alessandro e Rafael Moura marcaram os gols que garantiram ao time a vaga na final do campeonato.


Apesar do lugar garantido na decisão, o colorado não se acomodou e, mesmo com um time limitado tecnicamente, mas com muito vigor físico, em parte decorrente do competente trabalho de Paulo Paixão, ganhou o segundo turno. Dessa vez, contra um adversário mais precavido, o Juvetude, que armou uma defesa bem colocada, impedindo os avanços do lateral Gabriel, e sempre com algum marcador no camisa 10 D’Alessandro. Se por um lado a defesa alviverde estava cumprindo seu papel, por outro a equipe de Caxias do Sul teve poucas chances de ganhar a partida devido à ausência de peças mais incisivas.

O lance de maior perigo do jogo foi na metade do primeiro tempo, quando o juiz Márcio Chagas anulou um gol do Juventude, por falta no volante Willians, o que rendeu muitas reclamações do técnico Lisca. Apesar dos protestos, o árbitro soube manter a ordem e distribuiu só quatro cartões, um para o Inter e três para o Ju.

Talvez o maior destaque da partida tenha sido o desempenho defensivo das duas equipes. Os ataques foram praticamente anulados, tornando o jogo muito tático, mas sem maiores atrativos aos 20 mil pagantes que compareceram ao estádio Centenário, em Caxias do Sul. Um insosso 0 a 0 fez com que a decisão da Taça Farroupilha fosse decidida nos pênaltis. O Inter começou batendo… e perdendo. D’Alessandro bateu no lado esquerdo do goleiro, que acertou o canto.


A torcida visitante (o jogo foi em Caxias do Sul, mas o mando era colorado) já comemorava o título quando Rogerinho acertou o travessão, tornando a disputa à igualdade. No último pênalti, Muriel, que havia pulado pro lado esquerdo nos quatro pênaltis anteriores, resolveu mudar de lado, e fez uma bela defesa, garantindo o 42º título gaúcho do Inter, o terceiro seguido, que agora pode se dedicar à Copa do Brasil e ao Campeonato Brasileiro.


O Grêmio, que está disputando a Taça Libertadores da América, terminou a competição na quarta colocação, atrás do Inter, do Lajeadense e do São Luís. Forlán ficou com a artilharia, com 9 gols, seguido pelo Damião, com 8.

Comentários

Gaúcho, colorado e estudante de Engenharia de Computação. Doente por futebol desde que se entende por gente. Joga futsal nas horas vagas. A cada dois jogos, uma lesão.