Marlon De Jesús: seus números falam por si

  • por Gustavo Ribeiro
  • 8 Anos atrás
Foto: Reprodução - De Jesús, a esperança do futebol equatoriano

Foto: Reprodução – De Jesús, a esperança do futebol equatoriano

Com o futebol equatoriano voltando a viver uma boa fase, principalmente a seleção, que é vice-líder das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, algumas revelações começam a ganhar mais destaque. O jogador jovem do momento é Marlon De Jesús Pavón, atacante do Emelec, de apenas 21 anos.

Como a maioria dos jogadores, De Jesús teve uma infância difícil, chegando a não ter nada pra comer. Nascido na cidade de Ibarra, em 4 de setembro de 1991, começou a jogar bola desde cedo, mas foi só aos 13 anos que o Nacional, um dos grandes time do futebol equatoriano, o contratou pra jogar nas categorias de base do clube.

Por causa das dificuldades vividas, De Jesús sempre mostrou uma maturidade acima dos garotos de sua idade e, em 2009, quando tinha 17 anos, foi contratado por empréstimo pelo River Plate, da Argentina, onde ficou pouco tempo. Nesse mesmo ano chegou ao Brasil para jogar nas categorias de base do Grêmio por empréstimo. Em 2009, o clube gaúcho disputou um torneio no Uruguai, onde De Jesús foi um dos artilheiros com 3 gols. Sem muito êxito nos clubes fora de seu país, retornou ao Nacional, começando a ter mais sequência de jogos.

De Jesús já defendeu as seleções sub-17 e sub-20. Pela sub-20, participou da campanha no sul-americano de 2011, disputada na Venezuela, que classificou o Equador para o Mundial do mesmo ano, marcando dois gols e sendo o artilheiro de sua seleção. Depois de boas partidas pela seleção, foi para o futebol israelense defender o Maccabi Haifa, que disputava a Liga Europa. Mas, por causa de algumas lesões, foi pouco utilizado.

Depois de três meses em Israel, De Jesús retornou ao futebol equatoriano contratado em janeiro de 2012 pelo Emelec. Pelos Eléctros, sempre é destaque em toda competição que participa e já começa a trilhar o caminho de um de seus ídolos: Otlino Tenorio, que defendeu o clube no começo da década passada.

Jogador forte, habilidoso e de muita raça, De Jesús já ganhou o carinho dos torcedores. O seu começo foi difícil, iniciando sempre no banco de reservas, mas sempre entrando bem no decorrer dos jogos. Mostrou serviço e hoje é titular absoluto no time comandado pelo técnico Gustavo Quinteros. Com um bom porte físico, De Jesús joga de centroavante, mas, sempre que percebe que a bola não está chegando muito, volta para ajudar na armação. Mesmo com apenas 21 anos, é muito cobrado por não jogar bem ou não ser tão decisivo em jogos grandes. Mas ele vem mostrando que tem potencial pra evoluir e seus números são muito animadores.

Se compararmos seu números com os dos atuais atacantes da seleção equatoriana, quando também tinham 21 anos, De Jesús vence todos.

Marlon De Jesús: 36 gols
Cristian Benitez 29 gols
Felix Borja: 17 gols
Felié Caicedo: 15 gols
Jaime Ayovi: 10 gols
Juan Luis Anangono: 7 gols
Narciso Mina: 3 gols
Pablo Palacios: 0 gols

Se compararmos com os principais atacantes do futebol mundial quando tinham apenas 21 anos, como Drogba, Fred, Cristiano Ronaldo e Messi, De Jesús não deixa a desejar.

Lionel Messi: 38 gols
De Jesús: 36 gols
Cristiano Ronaldo: 34 gols
Fred: 14 gols
Didier Drogba: 6 gols

Com um gol marcado na Libertadores 2013, ficou abaixo da expectativa, o que pode ser explicado pelo estilo de jogo que o técnico Gustavo Quinteiros optou de se defender primeiro e tentar criar chances de gol nos contra-ataques. No campeonato equatoriano, já marcou 5 gols e é um dos destaques pela ótima campanha do time, que é o líder da competição.

Comentários

Projeto de jornalista, mineiro, 20 anos. Viu que não tinha muito futuro dentro das quatro linhas e resolveu trabalhar dando seus pitacos acompanhando tudo relacionado ao futebol, principalmente quando a pelota rola nas canchas dos nossos vizinhos sul-americanos. Admirador do "Toco y me voy" argentino, também escreve no Sudaca FC e tem Riquelme e Alex como maiores ídolos.