O “Inferno Alvinegro”: uma das armas do Horto

Foto: SouGalo/Daniel Teobaldo - O inferno alvinegro: movimento criado pela torcida do Galo nos arredores do Independencia, na chegada da delegação do time atleticano ao estádio

Foto: SoulGalo/Daniel Teobaldo – O inferno alvinegro: movimento criado pela torcida do Galo nos arredores do Independencia, na chegada da delegação do time atleticano ao estádio

A torcida do Atlético Mineiro faz o seu show a parte. Isso jé é um senso comum que vem ganhando cada vez mais evidência. Principalmente agora, jogando no Horto. Os torcedores alvinegros ainda não sabem o que é uma derrota nessa nova casa.

E, na semana passada, um vídeo começou a ser espalhado pelo Facebook. Um torcedor filmou, do alto de um prédio próximo ao estádio Independência, a chegada do ônibus do time do Galo chegando ao bairro do Horto.

O chamado “Inferno Alvinegro” é o nome dado a recepção da torcida ao time no desembarque do ônibus ao estádio. Uma festa regrada a hino do clube, cânticos de incentivo e muitos sinalizadores. Confira no vídeo abaixo a impressionante performance da torcida do Galo:

O movimento da torcida chamou tanta a atenção que até um vídeo feito por dentro do ônibus do time também foi divulgado

Contra o Tijuana, amanhã, pelo jogo de volta das quartas de final da Libertadores, os torcedores planejam inovar mais ainda. Uma campanha foi criada, através do Facebook, para que cada torcedor leve uma máscara do “Pânico”, tradicional filme de terror. A ideia da torcida é mostrar para o mundo, de maneira criativa, o quão assustador é jogar no Independência. Existe também a promessa de um moisaico enorme, que tomará conta de boa parte das cadeiras do estádio.

Foto: SoulGalo/Daniel Teobaldo - Máscaras do Pânico deverão tomar conta do Independência na próxima quinta-feira

Foto: SoulGalo/Daniel Teobaldo – Máscaras do Pânico deverão tomar conta do Independência na próxima quinta-feira

E sabe o que é o mais legal? Clima de paz! Nada de confusão. Que fique o exemplo!

Comentários

Curte Campeonato Francês e é torcedor do Olympique LYONnais. Dono do único blog do Lyon no Brasil. Já foi colaborador do Jogo Aberto, blog do Lédio Carmona. Já foi colunista de futebol francês da extinta Revista Doentes por Futebol e do portal Os Geraldinos. Foi comentarista da Rádio Futebol Plus. Hoje em dia é editor chefe e sócio-fundador da Doentes Por Futebol. Participa do "Le podcast du Foot", podcast sobre futebol francês do colunista Bruno Pessa, do Portal IG. E é colaborador de futebol Francês no programa "[email protected]", da Rádio Globo SP.