Rosario Central de volta à elite

  • por Gustavo Ribeiro
  • 8 Anos atrás
Foto: Olé - Jogadores comemorando o acesso

Foto: Olé – Jogadores comemorando o acesso

No último domingo, o Rosario Central confirmou sua volta à elite do futebol argentino, depois de vencer o Gimnasia por 3X0, com um trilpete do atacante Javier Toledo, em partida válida pela 34ª rodada. O clube estava há três anos disputando a Segunda Divisão do Campeonato Argentino.

Com um começo de campeonato dando sustos aos torcedores, vencendo apenas três dos primeiros 13 jogos, parecia que a volta à elite iria ser adiada mais uma vez. Mas com o técnico Miguel Ángel Russo, campeão da Libertadores com o Boca Juniors em 2007, sempre passando tranquilidade aos seus jogadores, logo as coisas se normalizaram e a equipe começou a fazer essa bela campanha que garantiu o acesso. Foram vinte vitórias, seis derrotas e oito empates, em 34 jogos. Basta olhar tais números para ver que o time, depois do começo desanimador, sempre esteve perto da classificação. O maior destaque da equipe foi o atacante Javier Toledo, que, em 29 jogos, marcou nove gols.

No Brasil, o Rosario ficou mais conhecido após vencer a Copa Conmebol de 1995, quando derrotou o Atlético Mineiro na final. Na primeira partida, realizada no Mineirão, a equipe de Rosario perdeu por 4X0. Mas na segunda partida, realizada no Gigante de Arroyito, os argentinos venceram por 4X0 e levaram o jogo para a decisão por pênaltis, em que venceram por 4X3. Esse é o único título internacional do clube. Além dele, o clube também já foi quatro vezes campeão do Campeonato Argentino (1971, 1973, 1980, 1986/1987).

O Rosario Central também é conhecido por ter revelado alguns grandes jogadores que fizeram, ou ainda fazem, sucesso no futebol mundial. Ángel Di María, César Menotti, Kily González, Juan Antonio Pizzi, Roberto Abbondanzieri, Carlos Aimar, Edgardo Andrada (goleiro que sofreu o milésimo gol de Pelé), Roberto Bonano, Daniel “Cata” Díaz, Omar Palma e José Antonio Chamot.

Na próxima temporada, poderemos, enfim, voltar a ver na elite argentina o Rosario Central enfrentar seu grande rival Newell’s Old Boys (que hoje lidera o Campeonato Argentino e está nas quartas de final da Libertadores), no chamado Clássico de Rosario

Comentários

Projeto de jornalista, mineiro, 20 anos. Viu que não tinha muito futuro dentro das quatro linhas e resolveu trabalhar dando seus pitacos acompanhando tudo relacionado ao futebol, principalmente quando a pelota rola nas canchas dos nossos vizinhos sul-americanos. Admirador do "Toco y me voy" argentino, também escreve no Sudaca FC e tem Riquelme e Alex como maiores ídolos.