Seleção do Calcio 2012-2013

  • por Tiago Lima Domingos
  • 8 Anos atrás

Ao final de temporada, é sempre comum escolhermos os melhores jogadores da Serie A 2012-2013. O Doentes por Futebol, é claro, não ficaria de fora, e montou a sua seleção. Discordâncias existirão, fique livre para debater em bom nível e montar o seu onze do Calcio também.

Goleiro: Federico Marchetti (Lazio)

getty images

33 jogos; 32 gols sofridos.

Marchetti se encontrou na Lazio. Há duas temporadas no clube, o goleiro voltou a viver bom momento, como ocorrera em 2008-09. Regularidade e boas defesas o colocam na seleção da Serie A. É substituto imediato de Buffon na Azzurra, Prandelli está bem servido debaixo das traves.

Lateral direito: Juan Guillermo Cuadrado (Fiorentina)

cuadrado

36 jogos; 5 gols e 6 assistências

Por falta de opção, o ótimo colombiano entra na seleção mesmo atuando pela Fiorentina como ala e ponta direito. Não houve um lateral de grande destaque na Itália, principalmente pelo fato de que muitas equipes adotam o esquema com três defensores. Cuadrado, que é lateral direito de origem, fica com a vaga por ter feito boa temporada. Olho nele!

Zagueiros: Andrea Barzagli e Leonardo Bonucci (Juventus)

Bonucci e Barzagli

34 jogos; 5 amarelos e 1 assistência (Andrea Barzagli).
33 jogos; 10 amarelos. (Leonardo Bonucci)

Nada mais justo que a dupla de zaga da temporada seja formada pelos jogadores da melhor defesa do campeonato. A Juventus sofreu apenas 24 gols em 38 partidas, muito em virtude da solidez defensiva de Andrea Barzagli (melhor zagueiro italiano atualmente, saiba mais) e Leonardo Bonucci. O último, atuando por dentro, na sobra, cresceu demais nas mãos de Antonio Conte. Marca com eficiência e tem qualidade na saída de bola. Não à toa, a dupla é figura carimbada nas convocações de Cesare Prandelli.

Lateral esquerdo: Manuel Pasqual (Fiorentina)

pasqual-660x330

35 jogos; 2 gols e 6 assistências

Sem lesões, em uma Fiorentina renovada, Manuel Pasqual voltou a fazer grande temporada, relembrando o ano de 2006, quando chegou a ser convocado para a Seleção Italiana. Atuou como ala e depois foi recuado à função de lateral, sempre com a mesma qualidade.

Meio-campo: Arturo Vidal (Juventus)

vidal

31 jogos; 10 gols e 8 assistências

O melhor jogador chileno da atualidade foi para muitos o melhor jogador do campeonato. Arturo Vidal deu sequência ao seu ótimo final de temporada 2011-12 e melhorou ainda mais. Hoje é um dos melhores volantes do mundo. Ótimo na marcação e no apoio, com um chute muito bom de fora da área, Vidal é cobiçado por Manchester City e outros novos ricos. Porém, a Juventus não vende, sabe o jogador que tem nas mãos.

Meio-campo: Borja Valero (Fiorentina)

borja

37 jogos; 1 gol e 11 assistências

Quem já o conhecia não se surpreendeu quando o viu atuar pela Fiorentina. Ótimo controle de jogo, excelente passe, inteligência, criatividade são atributos de Borja Valero. O meia chegou ao Calcio como se fosse um veterano e foi grande responsável pelo sucesso do clube viola nessa temporada. Azar do ótimo espanhol que a Espanha tenha atualmente a melhor geração de todos os tempos. Competir com Xavi, Iniesta, Fábregas, David Dilva, Juan Mata, Santi Cazorla entre outros, é desleal. Melhor contratação da temporada na Itália (clique aqui para ver as melhores contratação no país).

Meio-campo: Marek Hamsik (Napoli)

hamsik

38 jogos; 11 gols e 14 assistências

Figurinha carimbada de seleções do Campeonato Italiano, o eslovaco é mais que realidade do futebol europeu e caminha a passos largos para se tornar o grande ídolo da história recente do Napoli. Nas primeiras rodadas da Serie A, era o melhor jogador até então e qualquer gol da equipe passava pelos pés de Hamsik. Não à toa, foi o jogador com mais assistências do campeonato e participou diretamente de 25 dos 73 gols do Napoli na competição. Atuou nos 38 jogos do torneio.

Meio-campo: Francesco Totti (Roma)

totti

34 jogos; 12 gols e 12 assistências

Na melhor temporada depois da Chuteira de Ouro de 2006-07 (clique aqui saiba mais), Francesco Totti não poderia ficar de fora da seleção de forma alguma. Dentro de campo, relembrou em vários momentos o craque de quando ainda era um menino. Aos 36 anos, Totti gastou a bola e colocou uma pulga atrás da orelha de Prandelli. Se continuar jogando como jogou nesse campeonato, são grandes as chances de vermos o eterno capitano no Brasil em 2014.

Ataque: Antonio Di Natale (Udinese)

toto

33 jogos; 23 gols e 4 assistências.

O que dizer de Di Natale? São quatro temporadas seguidas marcando mais de 20 gols na Serie A (clique aqui e saiba mais). Novamente liderou a Udinese a uma classificação inesperada a competições europeias (Liga Europa). Golaços atrás de golaços, tudo isso aos 35 anos de idade. Di Natale não para mais, e parecer ser como vinho: quanto mais velho, melhor.

Ataque: Edinson Cavani (Napoli)

cavani

34 jogos; 29 gols e 4 assistências.

Fenômeno. Monstruoso. O melhor jogador da Serie A. Desde que o uruguaio chegou a Nápoles, as redes não param de balançar. Na melhor temporada em números da carreira, a tão sonhada artilharia veio. Com 29 gols, Cavani bateu a marca de Ibrahimovic na última temporada (o sueco fez um gol a menos). São nada menos que 78 gols nos últimos 104 jogos do Calcio. Um matador infalível, que será cobiçado fortemente por Chelsea e Manchester City. Feliz de quem levá-lo, ou do Napoli, se conseguir mantê-lo.

Técnico: Francesco Guidolin (Udinese)

guidolin

Francesco Guidolin levou a Udinese pela terceira vez seguida a uma competição europeia. Com pouco dinheiro e perdendo jogadores importantes como: Handanovic, Isla, Asamoah, o treinador deu novamente mostras de que é um dos melhores da Itália.

A formação tática da Seleção do Campeonato Italiano 2012-2013

calcio

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.