Tesouro resgatado da França

Com Ronaldo, Nike relança chuteira que Fenômeno usou durante a Copa de 1998. 


Hoje em dia, os craques da bola estão cada vez mais inovando e renovando quando o assunto é a moda. Chuteiras com cores exóticas, vibrantes e vivas invadem os gramados pelo mundo; projetos de marketing e publicidade são lançados pelas fornecedoras esportivas mais conhecidas e de renome mundial, sempre com o apoio de um grande ídolo do futebol.

Ronaldo beijando réplica da chuteira Mercurial de 1998 | Foto: Globo.com

Ronaldo beijando réplica da chuteira Mercurial de 1998 | Foto: Globo.com

Desta vez, a escolha não podia ser diferente. Ronaldo apareceu nesta semana segurando uma réplica da chuteira Mercurial, que foi criada especialmente para ele em 1998, época do melhor momento do Fenômeno em sua carreira e da Copa do Mundo da França.

– Um pedaço de mim está de volta. Essa foi a minha primeira Mercurial, e, 15 anos depois, ela continua fenomenal – escreveu Ronaldo em seu perfil no Instagram.

Apesar dos adereços diferentes da original, a réplica criada pela Nike vêm com o intuito de resgatar o melhor momento de Ronaldo em sua carreira | Foto: Globo.com

Apesar dos adereços diferentes da original, a réplica criada pela Nike vêm com o intuito de resgatar o melhor momento de Ronaldo em sua carreira | Foto: Globo.com

Alguns adereços da chuteira foram alterados, a começar pela cor. Os detalhes amarelos de antes deram lugar a tons verde Volt. Contudo, esta será uma edição limitada. Apenas 1998 pares da chuteira estarão disponíveis para venda a partir do dia 8 de maio, com preços que chegam à casa dos mil reais. No site da empresa norte-americana, os clientes já podem participar da pré-venda da peça.

A Mercurial também brilhou nos pés de vários craques nacionais e internacionais em diferentes épocas. Desde a Copa da França, o modelo se tornou referência entre os boleiros pela sua leveza e modernidade. 

A lista é gigantesca e inclui nomes como Cristiano Ronaldo, Ashley Cole, Andres Iniesta, Didier Drogba, Fernando Torres, Franck Ribéry e Slatan Ibrahimovic. No time dos brasileiros, jogam Neymar, Alexandre Pato, Elano, Júlio Baptista, entre outros.

Talvez você se lembre daquele certame entre Santos e Corinthians válido pela decisão do título brasileiro de 2002. Bola nos pés do ainda garoto da vila, Robinho, que partia para cima do lateral Rogério distribuindo uma sequencia de dribles que ficariam conhecidos como as pedaladas. Naquele dia, o menino de apenas 18 anos se consagrou ao converter um pênalti calçando um modelo Mercurial e dando o título ao alvinegro da baixada.

Robinho e as pedaladas que o consagraram usando um modelo Mercurial da época | Foto: Reprodução

Robinho e as pedaladas que o consagraram usando um modelo Mercurial da época | Foto: Reprodução

Mas se o assunto é mesmo moda, dentro e fora de campo, o jeito é chamar o “gajo” de Madrid. Cristiano Ronaldo é o sinônimo do excelente futebol aliado às novas tendências em linhas esportivas. Recentemente, a Nike promoveu um evento para divulgar um novo modelo de chuteira para o português, além de peças de roupas que levam o nome do segundo melhor jogador do mundo.

O português usando peças de grife com seu próprio nome | Foto: Futebol Marketing

O português usando peças de grife com seu próprio nome | Foto: Futebol Marketing

Qualquer que seja o calçado, o mais importante, e levado sempre em conta, é o resultado obtido nas quatro linhas. O verdadeiro craque se define pelo seu desempenho no gramado e, com a força da tecnologia implantada nos materiais esportivos, a tendência é que o rendimento dos atletas venha a ser melhor a cada partida disputada.

Comentários

Jornalista formado pela Universidade Paulista - Unip em 2012, é torcedor doente pelo Palmeiras e amante do bom futebol. Foi estagiário da produção do Domingo Espetacular, da Rede Record. Em um de seus trabalhos acadêmicos, realizou um documentário sobre o Nacional Atlético Clube intitulado "O Futebol Nacional", publicado no YouTube, com o intuito de relatar a falta de estrutura no clube e de visibilidade na mídia esportiva.