Você assiste à TV do seu time?

Os boatos de que a TV Corinthians será exibida pela rede Bandeirantes surgiram na semana passada, mas já foram desmentidos pelo canal e pelo próprio clube. Como tentativa de criar um meio para aproximar o torcedor do time, as agremiações investem na produção de conteúdo próprio.

A iniciativa ainda engatinha entre os principais times do Brasil e a maioria se restringe ao mundo online. Algumas equipes, como São Paulo, Vasco, Santos e Flamengo, investem na produção de programas para outros canais, como o Esporte Interativo, mas ainda não têm munição para sustentar o próprio conteúdo.

No quesito “programação online”, a TV CAP, do Atlético Paranaense, é a que apresenta melhor resultado. Com uma grade estruturada, o canal gera audiência para o site do clube. Mesmo assim, o caso do Atlético-PR é diferente: depois de um decreto da presidência no início de 2013, o clube só foi ouvido por meios oficiais. Nenhum veículo poderia exibir imagens do rubro-negro, o que fez com que a assistência da TV do time subisse de forma considerável.

A possibilidade de um time ter seu canal – ou um programa, no caso – dentro de uma grande rede é inovadora. No Brasil, contudo, só é concebível para os gigantes do futebol.

E você, assiste à TV do seu clube? O Doentes por Futebol preparou uma lista com os clubes da série A para saber quais são os times que mantém uma página de vídeos ativa ou um canal interessante para o torcedor. Confira!

TV Corinthians na Band? TV Corinthians na Band? Montagem: DPF

TVs da Série A

Atlético-MG: O clube mineiro tem a TV Galo, que cobre os principais eventos do time, jogos e treinos do Atlético. Além disso, a TV tem uma programação diferenciada, porque cobre as categorias de base e traz entrevistas com ícones do time.

Atlético-PR: A TV CAP faz parte do site oficial do Atlético e tem uma boa grade de programação, com entrevistas e rotina de treinamentos do clube. No início de 2013, a TV oficial do time foi a única forma de transmissão de imagem que se teve do Atlético, já que o clube passou por um período de “ditadura” contra a imprensa. Até o presidente do rubro-negro, Mário Celso Petraglia, que é conhecido por não dar entrevistas, responde ocasionalmente a perguntas dos sócios através da TV.

Bahia: O Esporte Clube Bahia tem dentro do site oficial uma página destinada à TV Bahea, que funciona por meio de vídeos divididos em diversas categorias, como as filmagens da base e entrevistas dos atletas.

Botafogo: A TV do Fogão é organizada em apenas uma página com todos os vídeos do clube, não tem seções específicas e nem programação diferenciada.

Corinthians: A TV do Corinthians, além de funcionar na internet, também está disponível em redes de cabo no canal 20 da TVA, no canal 131 da OiTV e no canal 467 da Telefonica. É possível assistir à programação do Timão via Facebook.

Coritiba: A página de vídeos do site oficial do clube reproduz apenas os lances das partidas, além de alguns vídeos sortidos sobre os bastidores do time. Não tem programação e nem funciona como uma TV.

Criciúma: O canal até tem um nome criativo: a página de vídeos do Criciúma se chama “Tigretube”, mas não tem estrutura de TV.

Cruzeiro: O time mineiro mantém a TV Cruzeiro em um link paralelo ao site oficial. A página não segue uma grade de programação e ainda não tem transmissão ao vivo, mas é atualizada com frequência relevante. O clube também tem um programa na programação do Esporte Interativo.

Flamengo: A TV Fla funciona no mesmo sistema do YouTube: uma página com uma galeria de vídeos. Além dos gols dos jogos, as filmagens seguem uma sequência que já tem mais de 50 episódios. O programa é exibido pelo Esporte Interativo.

Fluminense: Os vídeos do Fluminense também estão dispersos em uma única página; o time não conta com um canal de TV e nem tem programação fixa.

Goiás: A ideia de interatividade está no nome da página do Goiás, mas a prática passa longe: com poucos vídeos listados, o time não conta com uma TV de produções próprias.

Grêmio: Na mesma página, o Grêmio integra rádio e vídeos. Embora se chame Grêmio TV, o canal lista vídeos dispersos por ordem cronológica. Não tem uma programação fixa.

Internacional: A TV Inter é integrada à página do YouTube do clube e todos os vídeos constam nesse canal.

Náutico: Criada no início de maio, a TV Náutico não segue um padrão de transmissões e ainda tem poucos vídeos listados. A página está no site oficial do clube.

Ponte Preta: O canal do YouTube PonTV é da Ponte Preta, mas o site oficial do clube não direciona para a página, porque está fora de funcionamento. Mesmo assim, a PonTV é alimentada com boletins, vídeos dos jogos e coletivas de imprensa. Não tem programação.

Portuguesa: A página de vídeos da Lusa é também a do próprio YouTube e conta com poucos vídeos no acervo.

Santos: Com vídeos de treinos, jogos e entrevistas, a Santos TV funciona no próprio site do clube. Não conta, entretanto, com uma programação oficial. Na grade do Esporte Interativo, o time tem o programa “Santástico”.

São Paulo: O tricolor veiculou através da BandSports, até o final de 2012, a TV Soberano, um programa do próprio clube. Agora, o time mantém o canal do YouTube. Em ordem dispersa, os vídeos também estão dispostos em uma página no site oficial. Na programação do Esporte Interativo, é possível encontrar a TV São Paulo.

Vasco: Segundo o site do clube, o meio oficial de vídeos do Vasco é o canal do YouTube. Além disso, o time conta com um programa semanal na grade do Esporte Interativo.

Vitória: O Vitória exibe no site oficial a chamada para o programa Vitória na TV, que foi veiculado pelo Premiere FC. Se a iniciativa teve poucos episódios, contudo, a página não relata e nem dá perspectivas da criação de um canal oficial.

Comentários

Desde pequena, arriscou no esporte. Foi jogadora de tênis, mas pendurou as raquetes ao perceber que sua vocação era nos bastidores das modalidades. Apaixonou-se por futebol aos 11 anos, quando o pai a levou ao estádio pela primeira vez. Terminou a gloriosa carreira no futsal aos 16 anos, depois de defender um pênalti na final da liga do Ensino Médio. Cultiva com orgulho, desde 2010, o blog "Entrando no Jogo". Apresentadora de TV, comentarista de rádio, boa tenista, goleira mediana e péssima nadadora.