Copa das Confederações: curiosidades

Conheça algumas curiosidades sobre a Copa das Confederações

179760_4346525161815_1674539709_n

 

PESSOAS

Técnicos

Zagallo e Parreira são recordistas. (Foto: Reprodução)

Zagallo e Parreira são recordistas. (Foto: Reprodução)

– Nunca um técnico “estrangeiro” faturou a competição. Todos os vencedores nasceram no mesmo país que treinavam.

– Nenhum técnico venceu a competição mais de uma vez.

– Zagallo e Carlos Alberto Parreira são os únicos a terem vencido a Copa das Confederações e a Copa do Mundo.

– Seis técnicos participaram de oito partidas do torneio: o tcheco Milan Macala (1997 e 1999), o americano Bruce Arena (1999 e 2003), o mexicano Manuel Lapuente (1997 e 1999), o francês Roger Lemerre (2001 e 2005), o brasileiro Carlos Alberto Parreira (2003 e 2005) e o australiano Frank Farina (2001 e 2005)

– Além deles, Zico foi o único técnico a participar de duas edições da competição, tendo feito 6 partidas à frente da seleção japonesa, em 2003 e 2005.

– Além de Zico, os brasileiros que treinaram outras seleções no torneio foram Joel Santana em 2009 (África do Sul) e Nelsinho Rosa em 1992 (Arábia Saudita).

– Lemerre treinou a França em 2001 e a Tunísia em 2005. Macala treinou os Emirados Árabes Unidos em 1997 e a Arábia Saudita em 1999. São os únicos a treinar duas seleções diferentes no torneio.

Jogadores

O saudita Al Khlaiwi é um dos jogadores que mais vezes jogaram a copetição (Agência Getty).

O saudita Al Khlaiwi é um dos jogadores que mais vezes jogaram a copetição (Agência Getty).

– O brasileiro Dida participou de cinco edições da competição. O saudita Mohammed Al Khlaiwi, o brasileiro Lúcio e os mexicanos Pavel Pardo e Cláudio Suarez participaram de quatro.

– Dida também é o recordista de partidas disputadas: 22. Lúcio tem 17, Pardo 16, Suarez 14 e Ronaldinho 13.

– Dida é o detentor de outro recorde: a maior invencibilidade de um goleiro. O brasileiro ficou 503 minutos sem sofrer gols entre 1997 e 1999

-O jogador mais jovem a atuar na competição, segundo o site da FIFA, foi o japonês Satoshi Yamaguchi, com 16 anos e 8 meses em 1995. O atleta, porém, não participou de tal competição. Dois jogadores com o mesmo nome representaram o Japão: Toshihiro Yamaguchi, então com 23 anos, e Motohiro Yamaguchi, com 25 anos. Satoshi, na época, jogava o Mundial sub-20 e não tinha atuado em nenhum jogo da seleção principal do Japão, segundo dados da própria entidade.

– O neozelandês Chris Wood é, portanto, o dono do recorde. Ele jogou com 17 anos e 6 dias na partida em que sua seleção foi derrotada pela África do Sul por 2×0, em 17/06/2009.

– O jogador mais velho a atuar foi o tunisiano Ali Boumnijel, na derrota por 0x3 para a Alemanha, em 18/06/2005. Ele tinha 29 anos e 2 dias.

Árbitros

O uruguaio Larrionda é o árbitro que mais jogos apitou na Copa das Confederações (Lance!).

O uruguaio Larrionda é o árbitro que mais jogos apitou na Copa das Confederações (Lance!).

– O dinamarquês Coffi Codja é o único árbitro a ter participado de três edições do torneio (1999, 2003 e 2009). Outros nove árbitros participaram de duas edições. Nenhum deles foi escolhido pela FIFA para atuar em 2013.

– Em número de partidas apitadas, o uruguaio Jorge Larrionda é o recordista: 5 jogos, sendo três em 2003 e dois em 2009.

Artilheiros

Ronaldo e Romário comemoram gol em 1997. (Foto:Getty Images)

Ronaldo e Romário comemoram gol em 1997. (Agência Getty Images)

– Ronaldinho Gaúcho e o mexicano Cuauhtémoc Blanco tem 9 gols na história da competição. Outros dois brasileiros, Adriano e Romário, marcaram 7 vezes.

– Dos jogadores convocados pela seleção brasileira, apenas Daniel Alves já marcou na competição, na partida contra a África do Sul, em 2009. Ronaldinho (9), Adriano (7), Alex (5), Luis Fabiano (5), Kaká (3), Zé Roberto (3), Robinho (3), Felipe Melo (1), Juan (1), Lúcio (1) e Maicon (1) não foram convocados.

– Dentre todos os jogadores convocados para a edição de 2013, apenas seis já marcaram gols no torneio: Fernando Torres (3), David Villa (3), Cesc Fábregas (1), Daniele de Rossi (1), Daniel Alves (1) e Carlos Salcido (1).

– Oito “hat-tricks” foram marcados na história da competição. O primeiro foi do tcheco Vladimir Smicer, que marcou 3 vezes na partida entre República Tcheca e Emirados Árabes (6×1) em 1997.

– Ronaldo, Romário e Ronaldinho também fazem parte da lista. Curiosamente, Ronaldo e Romário marcaram três gols cada na mesma partida: a final da edição de 1997, quando a seleção brasileira bateu a Austrália por 6×0. Ronaldinho marcou 3 vezes na goleada sobre a Arábia Saudita (8×2) em 1999.

– Blanco marcou 4 gols na vitória do México sobre a Arábia Saudita (5×1) em 25 de julho de 1999. Quatro dias depois, os sauditas se vingaram contra o Egito, quando venceram também por 5×1. Marzouk Al-Otaibi marcou 4 vezes.

– O hat-trick mais rápido foi marcado por Fernando Torres, que fez 3 gols antes dos 17 minutos da partida contra a Nova Zelândia, vencida pela Espanha por 5×0 em 2009.

– Romário, em 1997, foi o artilheiro com o maior número de gols em apenas um torneio: 7 gols em cinco partidas disputadas.

Comentários

Sergio Rocha é torcedor do Madureira e sempre teve o sonho de escrever sobre esportes em geral, embora tenha optado pela carreira de engenheiro civil. No "currículo", cadernos recheados de resultados esportivos e agendas da década de 90, quando antes da internet acessava rádios de diversos locais do país buscando os resultados esportivos do Acre à Costa Rica. Além de fanático por futebol, é fanático por praticamente todos os esportes, e no tempo livre que sobra sempre busca os últimos resultados esportivos do PGA Tour ou dos futures da ATP. Além disso, coleciona quadrinhos da Disney e é louco por astronomia.

Páginas: 1 2 3 4 5 6