Eliminatórias na Concacaf – 5ª Rodada

  • por Raniery Medeiros
  • 8 Anos atrás

eliminatorias_concacaf_2014

Hexagonal Final

Chegamos à 5ª e última rodada do turno. A tônica continua sendo o equilíbrio nos placares e na tabela de classificação. A média de gols (1,7 por partida) tem deixado muito a desejar. Pode ser que, com o desespero e a necessidade de vencer, as equipes passem a adotar uma postura mais ofensiva.

A tabela abaixo comprova o nivelamento (por baixo) das seleções e demonstra que, com exceção da Jamaica, as cinco outras irão brigar pelas três vagas diretas e pela da repescagem com o intuito de chegar ao Mundial. Vamos aos jogos.

classici conca

México x Costa Rica

Em tese, o melhor jogo da rodada. Os mexicanos irão em busca da vitória como forma de afastar as fracas atuações no hexagonal e ganhar ritmo para a Copa das Confederações. As dúvidas do técnico Manuel de la Torre são: G. dos Santos ou De Nigris? Barrera ou Aquino? Eis a grande chance de vencer a equipe que é líder. Batendo sempre na mesma tecla: cria muito e peca nas finalizações.

Líder da fase final, a Costa Rica possui um bom sistema defensivo. Como jogará fora de casa, deve repetir o 4-4-2, em linhas, adotado nas partidas longe dos seus domínios. Explorar o meio de campo pode ser a solução, já que o adversário possui falhas nesse setor. Com o provável retorno de Álvaro Sabório, que volta de lesão, a equipe ganha no aspecto do bom passe.

A partida será realizada no Estádio Azteca (Coyoacán, Ciudad de México (D.F.)).

Histórico do confronto: 28 jogos; 19 vitórias do México; 7 empates e duas vitórias da Costa Rica.

Honduras x Jamaica

Vindo de derrota para a Costa Rica, os hondurenhos precisam vencer para manter contato com o pelotão de frente. A grande chance pode vir contra a fraca e limitada Jamaica. O cauteloso 4-1-4-1 pode ser alterado em função do adversário. A grande virtude do time é cadenciar na hora certa. Mas, para o jogo de amanhã, será necessário acelerar e explorar os fracos laterais jamaicanos.

Time esforçado e querido por muita gente. Essa é a Jamaica do técnico T. Whitmore. G. McCleary, melhor jogador do time, vem atuando abaixo das expectativas. Será preciso muito mais do que apenas lançamentos e balões que cruzam a defesa até o ataque. A frase já foi utilizada pela Doentes por Futebol algumas vezes. Mas, com uma partida a mais e sendo lanterna, o que resta é vencer ou vencer.

A partida será realizada no Estádio Tiburcio Carías Andino (Tegucigalpa).

Histórico de confrontos: 11 jogos; 5 vitórias de Honduras; 2 empates e 4 vitórias da Jamaica.

Estados Unidos x Panamá

Os estadunidenses estão com muita confiança para o duelo contra a boa seleção panamenha. Vindo de vitória contra a Jamaica, o técnico Jürgen Klinsmann deve manter a mesma equipe e continuar com o 4-3-1-2 que varia para o 4-4-2. A necessidade de pontuar em casa faz com Dempsey e M. Bradley sejam os “donos” do time. Todas as jogadas começam pelos pés de um dos dois.

A forte marcação do Panamá pode vir a ser uma das estratégias do time. O técnico Dely Valdés deve mandar marcar de perto Dempsey e Bradley. Sendo assim, Marcos Sánchez terá total liberdade para organizar as jogadas da equipe. O empate não será um péssimo resultado, já que a seleção encontra-se na zona classificatória para a repescagem. No entanto, o próximo jogo, dia 17/06, também será fora de casa. Marcar forte e sair com eficiência deverá ser a tática dos panamenhos.

A partida será realizada no Estádio CenturyLink Field (Seattle, Washington).

Histórico do confronto: 11 jogos; 8 vitórias dos Estados Unidos; 2 e empates e uma vitória do Panamá.

Comentários