O Novo Maracanã, segundo os doentes por futebol

3) Conforto – 8,04

A torcida inglesa conheceu um Maracanã próximo da realidade europeia. Nem tudo são flores, no entanto. | Foto: Guido Maia.

A torcida inglesa conheceu um Maracanã próximo da realidade europeia. Nem tudo são flores, no entanto. | Foto: Guido Maia.

O torcedor que foi ao Maracanã no domingo conheceu um estádio muito diferente do que fechou em 2010. Assentos confortáveis, visão de jogo privilegiada (herança do antigo Mário Filho) e toda uma estrutura renovada estiveram à disposição de todos os pagantes. O contraponto de todas esses avanços foi a sensação de “canteiro de obras” que o Maraca inspirou em muitos dos que estiveram presentes.

“Faltou papel no WC feminino; muitas filas e poucos banheiros”. (Leitor não identificado)

“Quanto ao conforto, o estádio pecou, pois estava muito sujo. No meu setor as cadeiras estavam muito empoeiradas, tivemos que ir ao banheiro pegar papel para limpá-las. Os banheiros estão bons, ficaram um pouco cheio pois (se não me engano) alguns ainda não estavam funcionando”. (Lucas Lourenço)

Assentos empoeirados foram a principal queixa dos avaliadores. | Foto: Guido Maia.

Assentos empoeirados foram a principal queixa dos avaliadores. | Foto: Guido Maia.
Comentários

Jornalista recifense, sócio-diretor do Doentes por Futebol, editor da Revista Febre. Curioso observador de tudo o que cerca o futebol brasileiro e internacional.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9