Produtos da vitrine

  • por Doentes por Futebol
  • 8 Anos atrás

As revelações da temporada 2012/2013 da Bundesliga.

bundesliga br site

Post feito por Luiz Guilherme de Almeida, do parceiro do Doentes por Futebol, o Bundesliga Brasil.

Grande reveladora de jovens jogadores, a Alemanha serve há um bom tempo como vitrine para que os atletas mais novos possam ganhar destaque e, consequentemente, apareçam para a Europa e para o mundo. Não só alemães, mas jogadores de outros países conseguem passar de desconhecidos a grandes promessas em pouquíssimo tempo, e, dependendo do jogador, até mesmo a realidade.

Saiba quais foram os principais destaques entre os jovens da última temporada no futebol alemão:

Dani Carvajal

Dani Carvajal (Bayer Leverkusen): 21 anos, estreante e já na lista dos melhores laterais da Bundesliga. Esse é Carvajal, um jogador que foi crucial para a campanha do Leverkusen. O jogador espanhol mostrou por que seu país é o melhor na qualidade de passes: atingiu a marca de 80% de precisão nos passes e deu sete assistências, contribuindo, é claro, para a artilharia de Kießling, com quatro passes a gol para o atacante.

Com a bela temporada, não demorou para que Carvajal atraísse o interesse de outras equipes, e não deu outra: o Real Madrid, clube pelo qual o lateral atuou nas categorias de base, ativou uma das cláusulas contratuais e já anunciou o jogador como reforço merengue para a próxima temporada. Passagem rápida, mas de bons frutos do espanhol no futebol alemão.

David Alaba

David Alaba (Bayern de Munique): Da reserva ao absolutismo no onze inicial de Jupp Heynckes. Com 20 anos, um surgimento precoce, empréstimo para o Hoffenheim, e retorno ao Bayern. Alaba custou a cair no gosto do torcedor bávaro. Entretanto, nesta temporada mostrou que ofensividade é com ele mesmo: só na temporada foram cinco gols e cinco assistências em 31 jogos. Sem esquecermos é claro da sua evolução defensiva, talvez sua maior melhora nesta temporada.

O lateral austríaco foi titular em praticamente todos os jogos da campanha vitoriosa na Bundesliga, DFB-Pokal e Champions League, e já se credencia a cair no gosto do novo comandante Pep Guardiola. Ou chegará outro para posição? Isso só o futuro dirá.

Son Heung-Min

Son Heung-Min (Hamburgo): Veloz, goleador e polivalente. Essas são algumas características de Son, um dos principais destaques do Hamburgo na temporada – ao lado de Adler, claro.

O sul-coreano fez nada mais que 12 gols nessa temporada e quase levou a equipe a uma vaga na Europa League. No dia 09/02, Son fez, contra o Borussia Dortmund, o que talvez tenha sido até então a melhor partida de sua carreira. O atleta fez dois golaços e ainda deu uma assistência para Rudnevs.

Com a bela temporada, Son chamou atenção de vários clubes europeus, entretanto o Hamburgo fará de tudo para mantê-lo na equipe. Jornais ingleses já o colocaram na mira de gigantes, como Chelsea e Arsenal, além de especulações em torno de outras equipes, como Tottenham e Inter de Milão.

Kevin De Bruyne

Kevin De Bruyne (Werder Bremen): Único jogador que merece destaque no Werder Bremen nessa temporada. Se o Werder não tivesse ele em campo, certamente estaria rebaixado. A temporada de ouro de De Bruyne pode ser retratada em números: em 33 jogos deu nove assistências e marcou dez gols. Emprestado pelo Chelsea, o jogador assumiu a responsabilidade e foi destaque solo na temporada dos papagaios.

O futuro do belga é incerto: diz-se que o Borussia Dortmund estaria realizando fortes investidas para contar com o atleta, no entanto, o Chelsea – que já afirmou que não pretende ter o jogador no seu elenco na próxima temporada – gostaria de envolvê-lo na negociação junto ao Bayer Leverkusen por Schürrle. A maior certeza é que De Bruyne fará mais uma temporada no futebol alemão, muito provavelmente em um time mais acertado, e aí teremos a chance de ver algo ainda melhor do jovem belga.

Julian Draxler

Julian Draxler (Schalke 04): Dono de um chute muito potente, Draxler foi um dos principais destaques do Schalke nessa temporada. O jogador deu três assistências e marcou 11 gols em 29 jogos. Com a saída de Holtby, o jogador passou de promessa a protagonista – mesmo que forçado – da equipe de Gelsenkirchen. Na segunda metade da temporada, apesar dos pesares, Draxler deu conta do recado e, de bônus, colocou a equipe na Champions League.

Shawn Parker

Shawn Parker (Mainz): No dia 25/11/12, Parker estreou no Mainz 05 e logo mostrou a que veio, com um gol e uma assistência. A partir desse momento o atacante era tido como um jogador para todos ficarem de olho, mas a sua indisciplina pesou. Foram duas expulsões e dois cartões amarelos em apenas 10 jogos. Para piorar, no finzinho da temporada o seu nível caiu e isso complicou a equipe, que terminou só na 13° colocação. De qualquer forma, surgiu bem e se credenciou como um dos nomes a serem olhados mais de perto em 2013-2014.

Kevin Volland

Kevin Volland (Hoffenheim): Único que merece destaque positivo na fraca equipe do Hoffenheim. Kevin fez sete gols e deu seis assistências em 31 jogos. Com a bela temporada, ainda é incerto que ele fique no clube, já que mesmo com a permanência do Hoffe na elite, o jogador interessa a outros clubes alemães.

Comentários