Uma ode ao futebol

  • por Lucas Cavalcante
  • 6 Anos atrás

O DPF fez uma lista dos 12 jogos mais emocionantes realizados entre 2000 e 2013, relembrando o porquê de amarmos cada vez mais esse esporte e sermos doentes por ele. Confira!

12 – Olimpia 2×3 Emelec
(Fase de Grupos da Libertadores, 2012)

O jogo em questão envolvia não só essas duas torcidas, mas também a do Flamengo. Para se classificar, o time carioca precisava vencer e torcer por um empate entre Olimpia e Emelec. O time rubro-negro fez a sua parte e ganhou do Lanús por 3×0. O jogo já havia acabado no Engenhão e o Emelec vencia por 2×1, quando, aos 91 minutos, o Olimpia fez o gol que classificaria o Flamengo. A torcida carioca, entretanto, não pôde comemorar por muito tempo – um minuto após sofrer o empate, o Emelec marcou o gol da vitória e fez com que os flamenguistas chorassem em campo. Fim de papo e time equatoriano classificado. Confira abaixo os dois gols finais dessa emocionante partida.

[youtube id=”h67bM8u7iKE” width=”620″ height=”360″]

11 – Fluminense 3×1 São Paulo 

(Quartas de final da Libertadores, 2008)

O gol de Adriano no Morumbi tinha colocado o São Paulo em vantagem, de forma que o Fluminense precisava vencer em casa por mais de um gol de diferença para se classificar para a semifinal da Libertadores. O Maracanã estava lotado e a torcida do Flu não parava de cantar um só minuto. Com o jogo empatado em 1×1, o time carioca precisava fazer mais dois para se classificar. Aos 26 minutos do segundo tempo, Dodô fez o gol da esperança. Aos 46’, Thiago Neves cruzou e Washington fez de cabeça, levando os tricolores cariocas à loucura e a uma inédita semifinal de Libertadores. Abaixo, a emocionante narração de Cleber Machado.

[youtube id=”-_teEcBo_S8″ width=”620″ height=”360″]

10 – Atlético Mineiro 1×1 Tijuana
(Quartas de final da Libertadores, 2013)

O empate em 1×1 classificava o time mineiro, quando, aos 47 minutos do segundo tempo, foi marcado um pênalti a favor do Tijuana. A tensão tomou conta do estádio e o fantasma do Cuca e do “quase’’ voltou para assombrar os atleticanos – a classificação do melhor time da Libertadores estava ameaçada. Riascos foi pra bola e o fim vocês já sabem: Victor fez uma defesa sensacional que classificou o Galo para a semifinal. Confira diversas narrações do lance.

[youtube id=”-e9LwgKwrCE” width=”620″ height=”360″]

9 – Watdford 3×1 Leicester
(Semifinal dos playoffs da Championship, 2013)

Um sonho movia essas duas equipes: o acesso. Watford (de amarelo) vencia o jogo por 2×1 e precisava fazer um gol para garantir a vaga na final do playoff da npower Championship. Aos 97 minutos (sim, caro leitor, você não leu errado), foi marcado um pênalti para o Leicester. Numa reviravolta espetacular, o que era drama se transformou em esperança para o Watford: o goleiro Almunia fez duas defesas sensacionais, o contra-ataque foi armado e a partida tomou um novo rumo. Veja fim dessa emocionante história:

8 – Flamengo 3×1 Vasco

(Final do campeonato carioca, 2001)

Este é um jogo imortalizado na memória do torcedor flamenguista. O Flamengo precisava ganhar de seu maior rival por dois gols de diferença para ser campeão. Aos 21 minutos, Edilson abriu o placar para o rubro-negro carioca. Após o empate do Vasco, Edilson, de novo, conseguiu botar o Flamengo na frente, mas o placar não era o suficiente. O jogo se encaminhava para o fim, o Vasco ia se sagrando campeão carioca, quando, aos 42 minutos, foi marcada uma falta a favor do Fla. Petkovic foi para a bola determinado a fazer história. Resultado: bola no ângulo e Flamengo tricampeão estadual. Abaixo, a sensacional narração de Luiz Penido.

[youtube id=”iUvH0SZSPeE” width=”620″ height=”360″]

7 – Borussia Dortmund 3×2 Málaga
(Quartas de final da Champions League, 2013)

As duas surpresas da Champions League 2012/2013 se enfrentaram nas quartas de final. O primeiro jogo, na Espanha, ficou no 0x0. Já no jogo de volta, em Signal Iduna Park, desenhou-se uma partida sensacional, com dose extra de emoção. O Málaga fez o gol que parecia ser o da vitória aos 82’, quando só restavam mais 8 minutos (fora os acréscimos). O desespero da muralha amarela era evidente. O time, que estava invicto em casa, ia perdendo a vaga para o mediano clube espanhol. Aos 91’, Marco Reus empatou o jogo, mas o Borussia ainda estava a um gol da classificação. E esse gol veio em 1 minuto. Felipe Santana, depois de uma confusão na área, só empurrou para dentro, levando a apaixonada torcida do Borussia à completa loucura. Abaixo, uma das narrações mais emocionantes que o mundo já viu

[youtube id=”efkYAIlCHSA” width=”620″ height=”360″]

6 – Flamengo 5×4 Santos
(Campeonato brasileiro, 2011)

Podemos chamar de show o que aconteceu na Vila Belmiro aquele dia. Com Ronaldinho Gaúcho e Neymar à frente de seus times, Flamengo e Santos fizeram um dos grandes jogos da história do Brasileirão. Depois de estar perdendo por 3×1, o time carioca conseguiu a virada, com o gol da vitória marcado por R10 aos 36 minutos do segundo tempo. Abaixo, todos os gols da partida.

[youtube id=”hhelwDRKqhY” width=”620″ height=”360″]

5 – Manchester City 3×2 QPR
(Última rodada do campeonato inglês, 2012)

O que dizer de um time que não era campeão nacional há 44 anos? E o que dizer de um time que não era campeão nacional há 44 anos e perdia o título na última rodada em uma derrota para um pequeno clube inglês? Esse era o Manchester City. O time de Manchester saiu da frente do londrino, que virou aos 66 minutos. Depois disso, o nervosismo tomou conta dos jogadores, que não conseguiam criar nada e só empataram aos 92’. O jogo do rival United já havia acabado e, momentaneamente, eram eles os campeões. Aos 94’, eis que surge um milagre, eis que surge Sergio Kun Agüero para fazer o gol da vitória, o gol do título. Depois de 44 anos, o Manchester City sagrou-se campeão da Premier League. No vídeo abaixo, a narração do excelente Bambino Pons, da Fox Sports latina.

[youtube id=”dtvP1liVtcg” width=”620″ height=”360″]

4 – Uruguai (4)1×1(3) Gana
(Quartas de final da Copa do mundo, 2010)

Luisito Suárez protagonizou um dos momentos mais marcantes da história das Copas. No último lance do jogo válido pelas quartas de final da Copa do mundo na África (2006), ele simplesmente se jogou na bola, dando uma de goleiro, espalmando-a para longe. O pênalti foi marcado e o jogador expulso. Foram momentos de agonia. Enquanto o ganês Asamoah Gyan se preparava pra bater, as câmeras focavam no infrator do pênalti, que se mostrava desesperado. Gyan foi para a bola e chutou na trave. O time celeste comemorou como se fosse um gol e o jogo foi para as penalidades. O pênalti da classificação foi de Loco Abreu. Com a tranquilidade de quem estava jogando uma pelada, Loco bateu de cavadinha e saiu pro abraço – Uruguai classificado para a semifinal da Copa do Mundo.

[youtube id=”k_MKty-ttsA” width=”620″ height=”360″]

3 – Náutico 0x1 Grêmio
(Última rodada do quadrangular final do Campeonato Brasileiro da Série B, 2005)

O jogo, conhecido como “Batalha dos Aflitos”, valia título e acesso para a série A do Brasileiro e foi tão marcante que virou até filme. Logo no primeiro tempo, o Náutico teve a chance de abrir o placar em uma cobrança de pênalti, que acabou desperdiçada. O empate era favorável ao Grêmio, mas os jogadores se descontrolaram. Um pênalti foi marcado a favor do clube pernambucano no fim do jogo, gerando uma interrupção de 26 minutos e muita confusão, com direito a quatro gremistas expulsos. A subida para a primeira divisão já parecia improvável para os gaúchos, mas o goleiro fez a defesa. No contra-ataque, Anderson marcou o gol do título, aos 62’ do segundo tempo. Histórico, épico, extraordinário – são muitos os adjetivos para definir esse jogo. No vídeo abaixo você verá a fantástica narração de Marco Couto, da Rádio Bandeirantes.

[youtube id=”hkDjFI5OKqg” width=”620″ height=”360″]

2 – Palmeiras 3×4 Vasco
(Final do Mercosul, 2000)

Uma das maiores viradas da história do futebol brasileiro ocorreu no final do século passado. Nas duas primeiras partidas, uma vitória para cada lado. Foi preciso um terceiro jogo no Palestra Itália para definir o campeão da Copa Mercosul. O Palmeiras fez um primeiro tempo fulminante e abriu 3×0 sobre o Vasco da Gama. Segundo o jogador Viola, o clima no vestiário era de total vergonha, mas os vascaínos não perderam as esperanças. Aos 32 minutos do segundo tempo, o placar já estava em 3×2 e o clube cruz-maltino jogava com um homem a menos. Junior Baiano foi expulso. Aos 41 minutos, Juninho Paulista conseguiu o que parecia impossível e empatou a partida. O Vasco estava vivo! A consagração veio no minuto 48 do segundo tempo. Romário fez o seu terceiro gol, o gol do título, o gol do impossível. ”O Vasco é o time da virada, o Vasco é o time do amor’’! A fantástica narração, que emociona até hoje, é de Luiz Penido, da Rádio Globo.

[youtube id=”Dw1SJouKKXg” width=”620″ height=”360″]

1 – Milan 3(2) x Liverpool 3(3)
(Final da Champions League, 2005)

Istambul foi palco de um dos melhores jogos que o mundo já viu. Milan e Liverpool protagonizaram uma final épica, capaz de deixar qualquer um emocionado. Os rossoneros terminaram o primeiro tempo ganhando por 3×0 e se aproximaram de mais um troféu europeu. Mas nem tudo que parece é. Para delírio de sua torcida, o Liverpool fez três gols em 14 minutos, empatando o jogo. A partir daí, as defesas incríveis do polonês Dudek garantiram que a partida fosse para as penalidades. Shevchenko perdeu o pênalti que deu o título ao Liverpool. A conquista foi imortalizada como a maior final da Champions League na história. Abaixo, você verá não só os gols, como também a espetacular torcida dos reds cantando emocionada com o placar em 3×0 para os italianos. Uma emoção extrema, que só o futebol pode proporcionar.

[youtube id=”tCJ5uBA3DU4″ width=”620″ height=”360″]

Depois disso tudo, só podemos concluir que doente é quem não gosta de futebol!

Comentários

Niteroiense, jornalista, doente por futebol e por tudo que esse esporte maravilhoso envolve. Valoriza muito clubes tradicionais e suas torcidas. Flamenguista.