Boca Juniors para a próxima temporada

  • por Gustavo Ribeiro
  • 8 Anos atrás
Foto: mundod.lavoz - Mais uma vez, Bianchi e Riquelme são as grandes esperanças xeneizes

Foto: mundod.lavoz – Mais uma vez, Bianchi e Riquelme são as grandes esperanças xeneizes

Depois de uma temporada desastrosa, em que foi eliminado na Copa Argentina, Libertadores e foi o penúltimo colocado no Torneo Final, o Boca Juniors já está de volta aos trabalhos. A equipe vem passando por uma grande reformulação. Jogadores que há pouco tempo eram considerado titulares absolutos foram dispensados. E também chegaram algumas caras novas.

Nove atletas não vão fazer parte do elenco para a próxima temporada, são eles: Clemente Rodríguez (São Paulo), Emiliano Albin (livre), Franco Sosa (livre), Lautaro Acosta (Lanús), Oscar Ustari (livre) , Exequiel Benavídez (All Boys), David Achucarro (Godoy Cruz), Leandro Somoza (Lanús) e Ricardo Noir.

Walter Erviti e Santiago Silva já deixaram bem claro que não querem continuar por não terem uma boa relação com o técnico Carlos Bianchi e ambos já têm propostas de algumas equipes.

Sete jogadores chegaram para reforçar a equipe: Emanuel Insúa (regressa do Godoy Cruz), Franco Cángele (Kayserispor), Jesús Méndez (voltou de empréstimo do Rosário Central), Claudio Riaño (San Martín), Emmanuel Gigliotti (Colón), Daniel Cata Díaz (Atlético Madrid) e Sergio Araujo (voltou do Barcelona B )

Como na última temporada, Bianchi deve armar o time no 4-3-1-2, com Riquelme de “enganche”. Na defesa, o maior problema são as laterais, já que Marín, revelado na base do clube, ainda não passa confiança. No lado esquerdo, o recém-contrado Emanuel Insúa deve ser o titular, mas, com a saída de Clemente Rodríguez para o São Paulo, o time corre atrás de outro para compor o elenco. Na zaga, Caruzzo e Cata Díaz devem começar a temporada como titulares.

Para formar o meio-campo, Ledesma, pelo lado direito, Méndez, centralizado à frente da defesa e Sanchez Miño, pelo lado esquerdo, vão ficar responsáveis por marcar e ajudar Riquelme na armação.

No ataque, a disputa promete ser forte. Com as saídas de Viatri e Santiago Silva, Bianchi deverá usar o recém contratado Emmanuel Gigliotti, artilheiro do último campeonato com 11 gols, ao lado de Martínez. Blandi, titular no final da temporada passada, e Claudio Riaño, destaque do San Martín no Torneo Final, devem começar no banco de reservas.

Para a próxima temporada, que se inicia no próximo mês, a equipe xeneize deverá apostar todas as fichas no Toreno Inical, competição pela qual, se for campeã, assegurará sua vaga para a próxima Copa Libertadores. Essa é a única chance do Boca Juniors de disputar a competição mais importante do continente em 2014.

Comentários

Projeto de jornalista, mineiro, 20 anos. Viu que não tinha muito futuro dentro das quatro linhas e resolveu trabalhar dando seus pitacos acompanhando tudo relacionado ao futebol, principalmente quando a pelota rola nas canchas dos nossos vizinhos sul-americanos. Admirador do "Toco y me voy" argentino, também escreve no Sudaca FC e tem Riquelme e Alex como maiores ídolos.