Clube tem que mudar até logotipo após temporada de sucesso.

  • por Fernando Carreteiro
  • 6 Anos atrás

A classificação para a UEFA Champions League (fase preliminar) provocou um verdadeiro turbilhão no Paços de Ferreira, que se viu obrigado a reformar e alterar nome do estádio, achar um novo treinador e alterar também o seu logotipo!

PACOS-DESTACADA

A temporada 2012/2013 ficará marcada para sempre na memória dos pacenses. O clube, que até então tinha como melhor performance na Liga Portuguesa a sexta colocação em 2002/2003, e que durante toda sua história teve dificuldades de se firmar na primeira divisão, conseguiu uma surpreendente terceira posição, o que lhe deu direito de disputar a fase de playoffs da Liga dos Campeões da Europa. O Paços de Ferreira deixou para trás equipes tradicionais como o Sporting e o SC Braga, que têm orçamentos bem superiores.

ESTÁDIO REFORMADO E DE NOVO NOME

A reta final do campeonato nacional já delineava para uma classificação para as competições europeias. Assim, uma reforma no humilde Estádio da Mata Real vinha bem a calhar. Por razões comerciais e imposições dos investidores, que o presidente do clube chamou de “uma espécie de retribuição aos investimentos da câmara e dos empresários locais”, ficou decidido que, após as reformas das arquibancadas, o remodelado estádio passaria a se chamar Estádio da Capital Móvel. O antigo Estádio da Mata não cumpria os requisitos de licenciamento para as competições europeias.

As obras foram iniciadas um dia após o fim da Liga Sagres, porém a nova-velha casa não ficará pronta a tempo da fase preliminar da Liga dos Campeões, que tem datas oficiais em 20 e 21 de Agosto, e os jogos de volta em 27 e 28 do mesmo mês. O time jogará no Estádio do Dragão.

Em reforma: estádio remodelado e com novo nome (Foto: reprodução)

O antigo Estádio da Mata em obras (Foto: reprodução)


ADEUS COMANDANTE

Com o excelente desempenho do Paços de Ferreira se consolidando na temporada, o treinador da equipe, Paulo Fonseca, passou a chamar a atenção de clubes maiores, como o Braga e o Porto. Desde as últimas rodadas que especulações com seu nome não saiam das páginas principais dos veículos esportivos portugueses. No dia 22 de maio, Paulo falou em coletiva sobre as hipóteses de saída do clube:

“Não posso confirmar o interesse do FC Porto porque, até agora, não houve nenhum contato. Não tenho estado muito ao corrente, porque estou no curso de treinadores e comigo, diretamente, não houve nenhum contato.

Agora, quem não gostaria, na minha situação, de treinar o FC Porto? Claro que faz parte da minha ambição poder representar os grandes clubes e não acredito que qualquer treinador que esteja na minha situação não tenha esse desejo. Eu também tenho. Tenho mais um ano de contrato e existem algumas possibilidades”

No dia 10 de junho, o treinador foi confirmado como novo treinador do Futebol Clube do Porto, vencendo a concorrência com o ex-treinador da Seleção Brasileira, Mano Menezes. Com a saída de Paulo Fonseca, o clube pacense se viu na obrigação de procurar um novo comandante. Dois dias depois foi anunciado que o ex-jogador da Seleção Portuguesa, Costinha, seria o responsável por comandar a equipe na próxima temporada. Maniche, que jogou com Costinha no Porto e na Seleção, vai estrear na equipe técnica da equipe, auxiliando o novo treinador. Costinha comandou o Beira Mar na temporada 2012/2013.

Costinha é apresentado como novo treinador do clube (Foto Reprodução)

Costinha é apresentado como novo treinador do clube (Foto Reprodução)


TROCA DE LOGOTIPO POR IMPOSIÇÃO DO COI

É o preço do sucesso. Os holofotes se viraram para o Paços de Ferreira e, não bastasse o nome do estádio e o treinador, o seu logotipo também foi obrigado a sofrer alterações. A história é inusitada e parece brincadeira. Durante décadas, o Paços de Ferreira apresentava em seu logotipo cinco anéis unidos de forma idêntica ao famoso símbolo olímpico. O COI, Comitê Olímpico Internacional, resolveu se manifestar e impôs a extinção do símbolo do logotipo oficial do clube, pois essa formação de anéis é registrada e de uso exclusivo do comitê.

O humilde clube português nada pôde fazer a não ser acatar a imposição. Nesta sexta-feira foi aprovada, em Assembleia-geral, por unanimidade dos cerca de 50 associados, a substituição no logo por uma nova formação dos anéis, agora unidos verticalmente.

O antigo logotipo e seus anéis olímpicos

O antigo logotipo e seus anéis olímpicos



Uma boa temporada, com resultados nunca alcançados, pode provocar mudanças significativas em qualquer clube. Mas no Paços de Ferreira as mudanças foram bem mais profundas do que ele gostaria.

Comentários