Quer decidir a Libertadores? Elimine o São Paulo!

  • por Osmar Júnior
  • 5 Anos atrás
Foto: Reprodução | Arte DPF

Foto: Reprodução | Arte DPF

Tabus, coincidências que acontecem em competições passadas e coisas do tipo jamais são significados de conquistas ou vitórias e não entram em campo, mas que o fã de futebol curte e muito umas curiosidades, curte. O fato é que, desde 1972, o time que eliminou o São Paulo da competição sul-americana em um mata-mata chegou à decisão. E isso aconteceu dez vezes.

A série começou em 1972, quando o tricolor paulista foi eliminado pelo Independiente na fase semifinal, formada por dois grupos de três times. Apenas o campeão do grupo se classificaria para a final e o time argentino ficou com a vaga, vencendo no jogo decisivo o São Paulo por 2×0 em Buenos Aires – logo depois, o Independiente se sagraria campeão ao derrotar o Universitário, do Peru. Dois anos depois, o mesmo Independiente levantaria outra taça exatamente em cima do São Paulo, ao derrotar o tricolor no terceiro jogo da série final, por 1×0, em Santiago.

Depois das únicas três participações nas quais não passou da primeira fase (1978, 1982 e 1987), o São Paulo conquistou seus dois primeiros títulos (1992 e 1993) e voltou a perder um mata-mata decisivo em 1994, sendo derrotado nos pênaltis pelo Vélez Sarsfield, da Argentina, na final.

Foto: colunas.gazetaweb.globo.com | Once Caldas campeão da Copa Libertadores 2004

Foto: colunas.gazetaweb.globo.com | Once Caldas campeão da Copa Libertadores 2004

O tricolor voltou a jogar a Libertadores apenas em 2004, quando, então comandado por Cuca, foi eliminado na semifinal pelo Once Caldas, da Colômbia, que seria campeão ao derrotar o Boca Juniors nos pênaltis. Em 2005, o São Paulo se sagraria campeão novamente, mas, no ano seguinte, começou a sofrer uma série de eliminações para brasileiros.

Foto: UOL | Internacional conquistou sua 1ª Libertadores diante do São Paulo

Foto: UOL | Internacional conquistou sua 1ª Libertadores diante do São Paulo

Em 2006, o Inter foi campeão em cima do tricolor, se dando bem no mata-mata final. No ano seguinte, outro gaúcho, o Grêmio, eliminou o São Paulo, desta vez nas oitavas. O tricolor gaúcho chegou à final, mas foi derrotado pelo Boca. Em 2008, outro tricolor, o Fluminense, eliminou o São Paulo, agora nas quartas. Na final, o time carioca perdeu para a LDU. O Cruzeiro foi o algoz do São Paulo em 2009, com duas vitórias nas quartas de final (2×1 e 2×0), chegou à final, mas perdeu o título para o Estudiantes.

A penúltima vez que o São Paulo perdeu um mata-mata na Libertadores foi em 2010. Mesmo tendo vencido o Inter por 2×1 em casa, como havia perdido em Porto Alegre por 1×0, foi desclassificado nas semifinais. O time gaúcho chegou à final e foi campeão sobre o Chivas.

Foto: Reprodução | Jô, autor de 3 gols na partida de volta, foi o algoz do tricolor paulista em 2013

Foto: Reprodução | Jô, autor de 3 gols na partida de volta, foi o algoz do tricolor paulista em 2013

E a mais atual eliminação do São Paulo que culminou em uma final para seu algoz foi exatamente este ano. O Atlético-MG, adversário de grupo do tricolor paulista, reencontrou o time até então comandado por Ney Franco nas oitavas de final. Com duas vitórias (2×1 no Morumbi e 4×1 na Arena Independência), o alvinegro mineiro conquistou vaga na fase seguinte e, após épicas classificações diante dos mexicanos do Tijuana e dos argentinos do Newell’s Old Boys,  fará sua primeira final do maior torneio interclubes das Américas contra outro alvinegro, o paraguaio Olimpia, tricampeão da competição.

Texto original (com adaptações) de: Blog Frederico Jota

Comentários

Nascido e residente em Araxá/MG. Apaixonado por esportes em geral, dedica boa parte de seu tempo acompanhando futebol. Tem um carinho todo especial por histórias de equipes alternativas e times de divisões inferiores. Nas horas vagas, relaxa praticando mountain bike.