Guia do Campeonato Ucraniano 2013/2014

  • por Saimon
  • 8 Anos atrás

Nesta sexta-feira, começou a 23ª edição do Campeonato Ucraniano. A Liga terá 16 times e já começa com muita confusão. Isso porque as duas equipes rebaixadas na temporada passada estão na edição desse ano. O Hoverla permanece depois da desistência do Stal Alchevsk, vice-campeão da segundona. O Metalurh Zaporizhya também fica, já que o Kryvbas acabou excluído por uma série de irregularidades. Com isso, a única novidade fica sendo o Sevastopol, campeão da segunda divisão.

O campeão de 2013/2014 garante uma vaga na fase de grupos da Champions da próxima temporada. O vice entra na fase eliminatória, enquanto os próximos três jogam a Liga Europa. Se nenhum problema ocorrer, os dois últimos são rebaixados.

A Liga, famosa por receber tantos brasileiros, tem recorde esse ano. De acordo com registros da federação, são 34 brasileiros inscritos para a temporada.

Para esse ano, segue a norma de que cada equipe precisa ter ao menos quatro ucranianos em campo. Isso impede que muitas equipes escalem seu time ideal, deixando jogadores considerados titulares na reserva.

 

Foto: Reprodução - Da esq pra dir: Fred, Wellington Nem, Fernando, Ferreyra, Sarnavskiy e Volovyk.

Foto: Reprodução – Da esq pra dir: Fred, Wellington Nem, Fernando, Ferreyra, Sarnavskiy e Volovyk.

O time a ser batido
Dono de uma campanha quase perfeita na temporada passada, o Shakhtar Donetsk é certamente o time a ser batido. Esse ano, não será tão impossível isso acontecer. O time vendeu seus dois melhores jogadores: Fernandinho, para o Manchester City, e Mkhitaryan, para o Borussia Dortmund. A equipe sentiu as perdas e não fez boa pré-temporada, perdendo jogos contra Spartak Moscow e Zenit. Já em jogos oficiais, a primeira vitória veio na quarta-feira, diante do Chernomorets na Super Copa da Ucrânia: 3-1, com dois gols do ex-colorado Fred. Falando sobre os reforços, quatro sul-americanos chegaram: Wellington Nem, Fred, Fernando e Facundo Ferreyra. O principal nome do time passa a ser Darijo Srna, líder e capitão da equipe treinada pelo vitorioso Lucescu.

Provável escalação: Kanibolotskiy (Pyatov); Srna, Kucher, Rakitskiy, Shevchuk; Hubschman, Fernando; Fred, Taison, Alex Teixeira (Wellington Nem); Facundo Ferreyra (Luiz Adriano).

A principal duvida está no gol. Pyatov acabou a temporada duramente criticado por suas falhas, e Kanibolotskiy vem ganhando chances na pré-temporada. A defesa tem a saída de Rat, para o West Ham. Em seu lugar, está Shevchuk. A linha de volantes perde Fernandinho, substituído por Fernando. Devido ao número de ucranianos no time, o tcheco Hubschman deve vencer a concorrência com Stepanenko. No meio, Fred sai na frente dos concorrentes, enquanto, no ataque, o argentino Ferreyra vem para assumir a vaga hoje preenchida pelo mediano Luiz Adriano.

 

Foto: Reprodução - Marlos, Willian, o preparador físico Michel, Fininho, Edmar e Willian.

Foto: Reprodução – Marlos, Cleiton Xavier, o preparador físico Michel, Fininho, Edmar e Willian.

O azarão
Vice-campeão no ano passado, e pela primeira vez na Champions, o Metalist Kharkiv, que tanto investiu em outros anos, dessa vez, veio fraco ao mercado. Até o momento, o único reforço confirmado é o zagueiro Rodrigo Moledo, contratado junto ao Internacional por 5 milhões de euros. A mira está no Brasil, e já foram especulados nomes como Rhodolfo e Diego Souza, mas até o momento nada foi fechado. Nenhuma grande perda foi sentida e a renovação de Cleiton Xavier está garantida. O meia renovou até 2017, mas se recupera de lesão no Brasil e corre o risco de perder a fase eliminatória da Champions League.

Provável escalação: Goryainov; Villagra, Papa Gueye, Rodrigo Moledo (Berezovchuk), Márcio Azevedo; Edmar, Krasnopyorov; Sosa, Cleiton Xavier, Marlos; Devic.

O time é o mesmo da temporada passada, com Moledo podendo entrar na vaga de Berezovchuk. Entre as opções no banco, estão os argentinos Cristaldo, Torres e Blanco, e o brasileiro Willian, ex-Corinthians.

 

Foto: Reprodução - Belhanda, Mbokani e Lens. Reforços milionários do Dynamo.

Foto: Reprodução – Belhanda, Mbokani e Lens. Reforços milionários do Dynamo.

 

Tentando se reerguer
Quem está disposto a se reerguer é o Dynamo Kiev, que ficou fora das duas primeiras posições depois de quase vinte anos. Quatro reforços importantes foram contratados e todos com status para o time titular: Younés Belhanda, Jeremains Lens, Benoit Tremoulinas e Dieumerci Mbokani. Eles chegam para substituir outros jogadores de nome, mas que não vingaram na temporada passada. São os casos de Taiwo, Rúben e Kranjcar. O destaque é Andriy Yarmolenko, principal nome desde 2009. Sua permanência é improvável, já que acabou sendo procurado por vários times do grande centro europeu.

Provável escalação: Koval; Danilo Silva, Vida, Khacheridi, Tremoulinas; Miguel Veloso, Garmash, Belhanda; Yarmolenko, Lens, Mbokani.

A defesa perde o titular Mykhalyk, negocionado com o Lokomotiv Moscow. Tremoulinas chega do Bordeaux para a vaga de Taiwo, vendido pelo Milan ao futebol turco. Para a armação, chega Belhanda, destaque do Montpellier, que pode ter a sombra de Dudu, recuperado de lesão. O ataque tem duas caras novas e a saída do nigeriano Ideye, vice-artilheiro da temporada passada, mas que não tem muito prestígio com a torcida.

 

Resumindo os outros times, é possível destacar o Dnipro, que tem como destaques Giuliano e Konoplyanka, sondado por diversos times da Europa. Uma boa temporada não será surpresa, já que o time brigou de igual para igual com Metalist e Dynamo, perdendo fôlego na reta final e ficando pelo caminho.

Por fora, podem correr o Metalurg Donetsk e o Chernomorets Odessa. O primeiro conseguiu manter Júnior Moraes, ex-Santos e grande nome da equipe. Já o Odessa chega credenciado pelo vice-campeonato da Copa da Ucrânia na temporada passada. O vice deu o direito à equipe de disputar a Super Copa da Ucrânia na última quarta-feira, mas a derrota veio contra o Shakhtar, por 3-1.

 

Palpite DPF:
1º Shakhtar Donetsk
2º Dynamo Kiev
3º Metalist Kharkiv
4º Dnipro
5º Metalurg Donetsk
6º Chernomorets Odessa
7º Sevastopol
8º Zarya Lugansk
9º Karpaty
10º Volyn Lutsk
11º Arsenal kiev
12º Vorskla
13º Hoverla
14º Illychovets
15º Tavriya
16º Metalurg Zaporyzhya

Considero ainda o Shakhtar como favorito, mas não com a disparidade da temporada passada, e uma diferença inferior a cinco pontos.

 

1ª Rodada

Sexta-Feira
Tavriya 2-0 Zarya [Khomchenovskiy 28′ 93′]

Sábado
Metalurg Zaporizhya 0-1 Illychovets [Fomin 20′]
Dnipro 3-0 Arsenal [Seleznyov 12′ Zozulya 32′ Konoplyanka 74′]

Domingo
Karpaty – Vorskla
Shakhtar – Hoverla
Dynamo – Volyn
Sevastopol – Chernomorets

Segunda
Metalist – Metalurg Donetsk

Comentários

Palmeirense, 23 anos. Acompanha futebol em qualquer canto. Fã da ótima geração belga.