O ilustre torcedor do United que vai a todos os jogos em Old Trafford desde 1974

(Foto:

Peter Bolton com os troféus da Uefa Champions League e da Premier League, no estádio Old Trafford (Foto: Reprodução)

Peter Bolton, de 56 anos, já chegou a perder o casamento do irmão para acompanhar os Red Devils e teve que escolher uma data sem futebol para realizar o próprio noivado

É consenso que o futebol é o esporte que mais proporciona histórias curiosas de torcedores completamente apaixonados pelos times que torcem. E entre as mais variadas formas de demonstrar amor pelo clube do coração, nem sempre a criatividade é o que mais chama a atenção. Às vezes, os casos da fidelidade eterna, o simples ato de estar sempre ao lado do clube onde quer que ele esteja, tornam-se os protagonistas da cena. E é nesse contexto que se insere a história de Peter Bolton, torcedor apaixonado pelo Manchester United desde quando assistiu à primeira partida do time, em 1964.

Peter é daqueles fanáticos que não pensam duas vezes em sacrificar boa parte do salário que ganha para acompanhar o time de futebol que ama. Morador próximo de Old Trafford, casa do clube inglês, o britânico marca presença em todos os jogos dos Red Devils no estádio desde 1974. São mais de 1.000 partidas assistidas consecutivamente em Manchester, sempre na companhia da famosa bandeira vermelha, branca e preta (Foto), que é sucesso também entre os jogadores do United.

vcvcv

Ex-jogador do Manchester United e hoje integrante da comissão técnica, Gary Neville posa ao lado da bandeira de Peter

Conhecido quase que mundialmente por conta das várias viagens que já fez para acompanhar o Manchester United, Peter, sempre que pode, também assiste aos jogos das categorias de base do clube inglês.

“Se os profissionais não estão jogando, eu tento estar junto aos jovens o máximo que eu posso, seja em Old Trafford ou fora. No ano passado, fui contra o Swansea e Southampton para torcer pelos garotos”, contou o torcedor, em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

Nesta semana, Peter Balton vai embarcar com destino a Ásia e Oceania, continentes onde os comandados de David Moyes têm amistosos preparatórios visando a temporada que começa no mês que vem. No momento, o United está em Sidney, na Austrália, onde enfrentará no próximo dia 20 o A-League All Stars.

“A minha viagem completa será de mais de 33.000 quilômetros e cerca de 55 horas de avião. O problema é que nenhum dos voos é direto”, lamentou o Red Devil.

Mês de junho salvou o próprio casamento

Durante a entrevista ao Daily Mail, Peter Balton lembrou que conheceu sua mulher em 1976, durante uma festa. Dias depois, após ser questionado por ela se gostaria de voltar ao local para dançar, o ilustre torcedor foi curto e grosso. “Não, tem jogo do Manchester United fora de casa contra os Spurs [Tottenham]”.

No entanto, em 1979, Peter estava se casando com a moça sem maiores problemas. Sim, sem problemas porque ele decidiu realizar o casamento no mês de junho, período sem futebol na Inglaterra, assim não correria o risco de sair correndo da igreja para ir ao Old Trafford ver o Manchester United jogar.

“Minha mulher sabe que eu amo futebol e há vários outros dias no ano para eu poder passar meu tempo com ela em família. No fim do dia, eu só vejo futebol. Eu não sou como outros maridos que saem todas as noites para beber. Esta é minha vida. Futebol, família e crianças. Isto é tudo que importa”, disse.

Mas já houve um caso em que Peter preferiu o futebol a uma cerimônia de noivado. Foi no casamento do próprio irmão, cuja data de realização não foi em junho. Então, coube ao fanático torcedor escolher entre o irmão e a partida do United.

“Eu tive que tomar uma decisão. Então eu fui ver o Manchester United em casa e depois fui à festa do casamento à noite. Ele não ficou chateado. Ele sabia que o futebol iria prevalecer se a data [do casamento] fosse durante a temporada de futebol”, finalizou Peter.

f

Peter Bolton já viajou para vários países para acompanhar de perto os Red Devils

Comentários

Jornalista esportivo. Blogueiro na Gazeta Esportiva.com e colunista no Doentes por Futebol e Sportskeeda.com. E-mail: [email protected]