DPF no Calcio – Lazio 2×1 Udinese

  • por Caio Feitosa
  • 8 Anos atrás
Foto: Reprodução - Caio Feitosa, "correspondente" DPF no Calcio.

Foto: Reprodução – Caio Feitosa, “correspondente” DPF no Calcio.

Caros Doentes, hoje tive a oportunidade de presenciar aquilo que por muitos anos vi apenas pela televisão. Ver ao vivo um jogo do futebol europeu. O jogo foi Lazio x Udinese, válido pela 1ª rodada do Calcio 2013-2014 e disputado no Estádio Olímpico de Roma. Horário local, 20:45. Apesar de ser romanista, a experiência foi inesquecível e tentarei com este texto compartilhá-la da forma mais fiel possível com vocês (e pretendo fazer em todos os jogos que vir enquanto morar na Itália).

Resido a 30km do estádio, no periférico bairro Tor Vergata. Daqui, tenho de pegar um ônibus até a estação terminal de Anae e descer depois de cerca de 15 estações na Piazza Del Popolo. De lá ainda é preciso pegar um BLT até a Piazza Mancini, onde, depois de pouco mais de uma hora, cheguei à loja oficial da Lazio, onde acontece a venda de ingressos. No transporte nota-se uma diferença primordial em relação ao Brasil: o transporte público funciona. Por isso é viável que mais de 30 mil pessoas cheguem a um estádio sem engarrafamentos ou superlotações em metrô ou ônibus.

No caminho para o estádio converso um pouco com um torcedor “laziale” sobre as expectativas para a temporada. Ele não demonstrou muita confiança, pois acredita que a Lazio fez um mercado muito modesto, diferente de Roma, Fiorentina, Napoli, e pensa que o “biancoceleste” não passa de um 8º lugar. Sujeito bastante prestativo, me orientou a encontrar a loja e a como seguir de lá até o Olímpico.

Loja Lazio Style em Roma

Foto: Reprodução – Lazio Style, loja onde compra-se ingressos para as partidas da Lazio.

Chegando ao belo estádio da capital romana, me dirijo até a Distint Sud Est, setor popular (o ingresso custa 16 euros). Na entrada, assim como na compra, o funcionário pede um documento de identidade para impedir a ação de cambistas ou possíveis fraudes. O ingresso é impresso na hora e vem com seu nome. Dentro do setor, muitos funcionários ajudam qualquer torcedor a procurar o assento correto. Daí vem uma grande lição ao futebol brasileiro. Não basta ter arenas belíssimas sem dar ao torcedor um atendimento de cliente do futebol. Este tratamento é que acaba sendo o diferencial de um estádio de ponta para os outros.

Com a bola rolando, a Lazio fez um grande primeiro tempo e abriu 2×0 com Hernanes e Candreva, de pênalti. A Udinese pouco fez além de marcar. Já na etapa complementar o jogo se inverteu, e o time de Udine diminuiu com Muriel e foi pra cima, preocupando o torcedor da casa até o fim do jogo. Ao fim, 2×1. O curioso do torcedor da Lazio foi o apoio aos jogadores mesmo quando eles erraram passes ou finalizações, situações em que o torcedor brasileiro geralmente pega no pé. Outro fato interessante foi a vaia no estádio quando o telão informou os gols da Roma contra o Livorno.

Foto: Reprodução - Bola rolando no Olímpico para Lazio x Udinese

Foto: Reprodução – Bola rolando no Olímpico para Lazio x Udinese

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Na volta pra casa, tudo tranquilo. O jogo terminou às 23h (hora de Roma) e voltei os 30km pra casa sem observar nenhum tumulto, confusão ou sinal de violência. Peguei o último ônibus do metrô até minha casa e não me senti vulnerável mesmo estando num lugar de periferia e parcialmente deserto. Detalhes que podem explicar porque os públicos europeus são muito maiores que os brasileiros.

Em breve planejo voltar ao Olimpico para ver a Roma. Todos os detalhes da próxima partida estarão aqui na Doentes. Ciao!

Comentários

Fanático pelo Calcio e pelo futebol nordestino, recifense, torcedor do Clube Náutico Capibaribe, ex-narrador esportivo de (projeto de) web-rádio e estudante de Engenharia Química.