Os donos da camisa 11 do Barça no século XXI

  • por Raniery Medeiros
  • 6 Anos atrás

seis

Com Neymar como o camisa 11 atual do Barcelona, fomos relembrar quem vestiu o número nos anos anteriores. Confira:

MARC OVERMARS (2001-2004)

Holandês de raro talento e bastante velocidade. Ao contrário do sucesso alcançado no Arsenal e Ajax, quando venceu inúmeros campeonatos, Overmars não ganhou nenhum título pelo Barcelona. Fez apenas 19 gols em 99 partidas.

Overm
MAXI LÓPEZ (2004-2006)

Atacante que surgiu muito bem no River Plate. Chamou a atenção do Barça e foi contratado em 2004, com todas as pompas de fazedor de gols. Apesar dos quatro títulos, nunca foi sombra do jogador que marcou história no time argentino. Um fiasco dos grandes. Fez apenas 2 gols em 2 anos como atleta do clube.

maxi
GIANLUCA ZAMBROTTA (2006-2008)

Foi contratado após ter sido campeão mundial com a Itália, em 2006. Versátil, Zambrotta jogou nas duas laterais. Títulos? Só a supercopa da Espanha, em 2006. Fez o seu papel e não comprometeu. Foram 3 gols anotados.

zam
BOJAN Krkić (2008-2010)

Talento raro nas categorias de base, foi apontado como a nova promessa do clube. As apostas na dupla Bojan e Messi foram imensas. Começou bem e fez parte do super time de Pep Guardiola que venceu tudo em 2009. Mas, com seguidas lesões e instabilidade técnica, acabou não rendendo o esperado. Foram 10 títulos e 41 gols anotados.

bojan
JEFFRÉN SUÁREZ (2010-2011)

Chegou ao Barcelona com apenas 16 anos. Foi preparado em La Masia para que pudesse brilhar no time principal. No entanto, nunca se firmou como titular. Seu grande momento foi o gol anotado nos 5×0 diante do Real Madrid, em 2010. Apesar dos 11 títulos, Jeffrén passou a maior parte deles comemorando no banco de reservas. Os míseros 3 gols comprovam seu pífio desempenho.

jeff
THIAGO ALCÂNTARA (2011-2013)

Talento raro e habilidade tremenda. Filho de Mazinho, campeão do mundo pelo Brasil em 1994, Thiago estava sendo preparado para ser o sucessor de Xavi. Mesmo que enfeitasse algumas jogadas, era perceptível o talento monstruoso que ele tinha/tem. Porém, preferiu sair do clube justamente no momento em que teria maiores chances. Com 10 títulos e 11 gols pelo Barcelona, vai deixar saudades.

thi

Comentários