A ascensão de Max Kruse

  • por Raniery Medeiros
  • 8 Anos atrás

Max

Convocado por Joachim Löw para os jogos contra Áustria e Ilhas Faroé, o atacante Max Kruse quer entrar de vez na lista dos selecionados que disputarão a Copa de 2014. Em tese, a briga é com Miroslav Klose e Mario Gómez. Já que o futebol de Stefan Kiessling (Bayer Leverkusen) não convence o treinador, Kruse, atleta do Borussia Mönchengladbach, começa a ganhar mais espaço.

O atacante de 25 anos de idade vem sendo lapidado desde muito jovem. Com 1,80 m de altura, não é um completo “grosso” que vive do jogo aéreo. Ao contrário de outros atacantes que são chamados de “postes”, Max possui desenvoltura quando sai da área e tem facilidade para tabelar em alta velocidade. Sendo assim, não será surpresa se ele estiver no grupo dos 23 jogadores que representarão a Alemanha no Mundial que está por vir.

O INÍCIO

Começou no TSV Reinbek (time da sua cidade) em 1998 e, no verão do mesmo ano, foi tentar a sorte no SC Vier- und Marschandle. Em miúdos: clubes totalmente desconhecidos pela maioria. O garoto de boa finalização e personalidade forte vinha sendo observado de perto. No verão de 2005, o Werder Bremen apostou no talento do menino que tinha apenas 17 anos. Tentando acelerar a ascensão de Kruse, o Werder o colocou no time B entre 2007 e 2009. Nesse meio tempo, ele fez raríssimas partidas pelo time de cima, no entanto, chamou a atenção do St. Pauli, que o contratou em 2009.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

SEQUÊNCIA DE JOGOS E GOLS NO ST. PAULI

Contratado pelo clube que fica localizado na cidade de Hamburgo, no norte da Alemanha, não viu seu futebol sendo proscrito, como foi feito no Werder Bremen. Apesar do rebaixamento em 2011, continuou trabalhando forte e fazendo seus gols. Na temporada 2011/2012 o jovem foi fantástico e ganhou notoriedade.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

No entanto, mesmo marcando 13 gols e dando seis assistências, não conseguiu levar o clube de volta à elite alemã. Em contrapartida, suas atuações foram bem analisadas pelo Freiburg, que o contratou em 2012.




CHEGOU CHEGANDO

Como quem veste o uniforme e não sente o peso da responsabilidade, o atacante fez uma irrepreensível temporada pelo Freiburg. Gols, assistências e a quinta colocação na tabela final da Bundesliga.

Comprovando o bom momento dentro de campo, foi convocado pela primeira vez para defender a Alemanha. Após tantos êxitos, foi contratado pelo Borussia Mönchengladbach em 2013.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

TEMPORADA DE AFIRMAÇÃO

O camisa 10 assinou um contrato de quatro anos com os “Potros”. Nem bem começou o ano e já fez dois gols pelo novo clube. Mesmo não sendo mais um garoto, Kruse sabe que precisa manter a regularidade se quiser disputar a Copa do Mundo. Olho nele!

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

SELEÇÃO ALEMÃ

O jovem já passou pelas seleções de base sub-18, sub-19 e sub-21. Sua primeira convocação para o time principal aconteceu em maio de 2013, para as partidas amistosas contra Equador e Estados Unidos. Aliás, foi contra os estadunidenses que ele fez seu primeiro gol pela Mannschaft.

Comentários