Abre o olho, Geninho: um raio-X do Libertad

Samudio, destaque do Libertad: meia já provou seu valor na Libertadores e já foi especulado em clubes brasileiros.

Samudio, destaque do Libertad: meia já provou seu valor na Libertadores e já foi especulado em clubes brasileiros.

Conteúdo postado originalmente na Seleção do Rádio

Em 2012, o Sport protagonizou uma campanha vexatória no Campeonato Brasileiro da Série A. Como se não bastassem as péssimas atuações e as muitas derrotas – algumas delas, humilhantes –, o Leão concretizou sua queda perdendo justamente para o rival Náutico, que com a vitória, assegurou sua participação na Copa Sul-Americana.

Quis o destino, no entanto, que a eliminação precoce na Copa do Brasil de 2013, somada à continuidade de outros clubes na competição, fizesse cair no colo do Sport uma vaga para participar do torneio continental. Ainda não satisfeito, o acaso tratou de colocar os arquirrivais mais uma vez frente a frente. E após 180 minutos e dois resultados iguais, coube ao ídolo Magrão a tarefa de decidir o confronto e classificar o Rubro-negro para a fase internacional do certame. Agora, o adversário será o Libertad, do Paraguai. Conheça um pouco mais sobre o próximo obstáculo do Leão na Copa Sul-Americana:

O time do Libertad campeão do Clausura-2008.

O time do Libertad campeão do Clausura-2008. Fonte: Site oficial do clube.

A HISTÓRIA*

Durante boa parte de seus 105 anos de história, o Libertad foi desconhecido internacionalmente até os anos 80, sempre atrás dos grandes Cerro Porteño, Olimpia e Nacional no cenário nacional. Mas o clube cresceu muitos nos últimos anos, e os números comprovam isso: nos últimos 18 campeonatos paraguaios, esteve 15 vezes entre os três primeiros colocados, sendo que em oito vezes terminou como campeão (2002, 2003 – esta edição, conquistada de forma invicta -, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2012).

ÚLTIMOS ANOS*

Desde a conquista do Torneio Clausura, no primeiro semestre do ano passado, o clube albinegro vem tendo um desempenho doméstico discreto: foi 3º no último Apertura, perdendo espaço em seu país para os rivais Olimpia e Cerro Porteño. Além disso, desde 2011 não participava de competições continentais até jogar a última edição da Libertadores, quando disputou a chave do Palmeiras. Uma realidade estranha para um clube que se acostumou a marcar presença na competição – desde 2003, os repolleros disputaram-na onze vezes.

O MOMENTO

O Libertad vem fazendo uma campanha regular no atual torneio Clausura. Com dois jogos a menos, está em 5º lugar, com três vitórias e dois empates em sete partidas. Graças ao desempenho fraco no primeiro semestre, o clube trocou o antigo treinador Rubén Israel por Pedro Sarabia. Mas as limitações do time, principalmente no ataque, impedem uma performance melhor: são apenas cinco gols marcados, média de 0,71 por partida. O repollero também sofreu sete gols até o momento, e tem a terceira melhor defesa do campeonato.

ESTRUTURA TÁTICA E DESTAQUES INDIVIDUAIS*

O time atua com duas linhas de quatro na defesa e no meio-campo, e os grandes destaques têm sido os meias Romero e Samudio, que jogam abertos nas pontas – este último, um pouco mais conhecido do público brasileiro graças a suas boas participações na Libertadores. Além deles, o Sport deverá ficar ligado no atacante Guillermo Montenegro, artilheiro do Libertad tanto na Libertadores quanto no campeonato paraguaio.

Presidente do Libertad, Horacio Cartes, agora também é presidente do Paraguai.

Presidente do Libertad, Horacio Cartes, agora também é presidente do Paraguai.

CURIOSIDADES

– O presidente do Libertad, Horacio Cartes, é também o presidente do Paraguai. Ele é filiado ao tradicional Partido Colorado e venceu, em abril, as primeiras eleições após o golpe desferido contra Fernando Lugo. Está no cargo há aproximadamente um mês.

Cartes é empresário e dono de mais de 25 empresas, entre elas, companhias do setor de câmbio e tabaco. Ele também é bastante conservador em temas polêmicos, como o casamento igualitário: durante a campanha, ele chegou a afirmar que atiraria em seus próprios testículos caso tivesse um filho gay, e ainda comparou homossexuais a macacos.

– O Libertad é o clube de coração de Nicolás Leoz, atual e eterno presidente da CONMEBOL, que também dá nome ao estádio em que o alvinegro pretende receber o Sport no duelo decisivo.

* Colaborou Gustavo Ribeiro.

Comentários

Jornalista recifense, sócio-diretor do Doentes por Futebol, editor da Revista Febre. Curioso observador de tudo o que cerca o futebol brasileiro e internacional.