Eliminatórias na Concacaf – 7ª Rodada

  • por Raniery Medeiros
  • 5 Anos atrás

eliminatorias_concacaf_20141

Hexagonal Final

Chegamos à 7ª rodada com boas chances de termos um país classificado, por antecipação, ao mundial de 2014. Mais uma vez, utilizaremos a palavra ‘equilíbrio’ como tônica das rodadas anteriores. Prova disso é a média de gols, que não passa de 1,6 por jogo. Restando apenas 4 rodadas para o término da disputa, espera-se que as equipes possam ter mais ousadia e vontade para jogarem no ataque.

A tabela abaixo traz Estados Unidos e Costa Rica, seleções quase garantidas no Mundial, e a Jamaica, que até o momento não obteve nenhuma vitória. Em tese, México, Honduras e Panamá irão se digladiar por duas vagas (uma das vagas será destinada à repescagem).

conca
Vamos aos confrontos da 7ª Rodada:

México x Honduras

Tentando afastar o péssimo momento vivido nas eliminatórias, o México necessita, com urgência, de uma vitória. Não bastassem os problemas vividos dentro de campo, o técnico Manuel de la Torre teve de contornar a discussão com o goleiro Guillermo Ochoa. O atleta exigiu a titularidade, mas foi preterido. “Na seleção, você não exige nada. Aqui é compromisso total”, disse o treinador, em entrevista à emissora TDW. É vencer ou vencer.

Foto: MEXSPORT - Treinador e jogador entraram em rota de colisão

Foto: MEXSPORT – Treinador e jogador entraram em rota de colisão

Seleção que joga e deixa jogar, essa é a tática dos hondurenhos. Prova disso: 2º melhor ataque e pior defesa, ao lado do Panamá. Mostraram força quando perderam para os Estados Unidos, fora de casa, por apenas 1×0. O 4-4-2- deve voltar a ser o esquema adotado. As duas linhas, bem compactadas e próximas uma da outra, são o ponto forte do time. Explorar o meio de campo mexicano pode ser a solução para sair com 3 pontos garantidos.

A partida será realizada no Estádio Azteca, Cidade do México.

Histórico do confronto: 14 jogos; 4 vitórias Honduras, 3 empates e 7 vitórias México.

Panamá x Jamaica

Na teoria, o Panamá terá um jogo fácil contra a combalida Jamaica. O 4-2-3-1 pode e deve explorar as laterais dos “Reggae Boys”, ponto de maior fraqueza da simpática seleção do mar do Caribe. Marcos Sánchez ainda não rendeu o esperado. Porém, se o articulador estiver inspirado, a vitória ficará mais próxima.

Segurando a última colocação do Hexagonal, a solução para a seleção da Jamaica foi demitir o treinador T. Whitmore e chamar Winfried Schäfer, que conquistou a Copa Africana de Nações, em 2002, com Camarões. As chances são mínimas, mas ainda existem. Schäfer precisa dar um jeito nos laterais do seu time. Todas as seleções tiraram proveito da avenida deixada por lá.

Foto: Reprodução - Winfried Schäfer é o novo comandante da Jamaica

Foto: Reprodução – Winfried Schäfer é o novo comandante da Jamaica

A partida será realizada no Estádio Rommel Fernández, Cidade do Panamá.

Histórico do confronto: 9 jogos; 1 vitória Jamaica, 4 empates e 4 vitórias Panamá.

Costa Rica x Estados Unidos

Vice-líder da fase final, a Costa Rica possui um bom sistema defensivo. Pode-se dizer que é uma final antecipada. Em caso de vitória, liderança assegurada. O 4-4-2, em linhas, vem sendo o esquema principal. Álvaro Sabório ainda é dúvida para a partida. Se tiver condições, pode fazer a diferença. A única derrota da seleção aconteceu na 2ª rodada, justamente contra os Estados Unidos, em partida realizada debaixo de neve.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O momento dos comandados de Klinsmann é excelente. O 4-3-1-2 (variação para o 4-4-2) do alemão encaixou de vez e os estadunidenses venceram as últimas três partidas. Com o moral elevado e a confiança no céu, é provável que joguem no ataque, mesmo atuando fora de casa. As boas jogadas são tramadas no forte e veloz meio de campo, com Bradley e Jones, que municiam o atacante Jozy Altidore.

A partida será realizada no Estádio Nacional da Costa Rica, San José.

Histórico do confronto: 19 jogos; 7 vitórias Costa Rica, 4 empates e 8 vitórias Estados Unidos.

Comentários