Eliminatórias na Concacaf – 8ª Rodada

  • por Raniery Medeiros
  • 6 Anos atrás

eliminatorias_concacaf_20141

Hexagonal Final

Chegamos à 8ª rodada, com Costa Rica e Estados Unidos dependendo apenas de si para garantirem vaga no Mundial de 2014. O grande fiasco é o México. Dependendo dos resultados, a “El Tri” terá de se contentar com a repescagem. A tabela abaixo ilustra o desespero dos mexicanos.

Reprodução/Fifa.com

Vamos aos jogos.

Jamaica x Costa Rica

Lanterna da última fase e praticamente eliminada, a Jamaica buscará terminar com dignidade a sua participação. Para quem vinha sofrendo nas últimas partidas, por conta do péssimo sistema defensivo, empatar com o Panamá, fora de casa, foi um alento. Demonstra que Winfried Schäfer, contratado para assumir a seleção, já conseguiu enxergar as falhas nas laterais. Não tendo nada a perder, deve ir para cima da Costa Rica.

Que fase maravilhosa vivem os comandados de Jorge Luís Pinto! A vitória diante dos Estados Unidos colocou o time a um passo da classificação. Dependem apenas de uma simples vitória para comemorarem a vaga por antecipação. O atacante Joel Campbell vem sendo a bola de segurança do time. O Brasil é logo ali!

Foto: Reprodução - Campbell é a esperança de gols

Foto: Reprodução – Campbell é a esperança de gols dos costarriquenhos

A partida será realizada no Independence Park, Kingston.

Histórico do confronto: 10 jogos; 3 vitórias Costa Rica; 5 empates e 2 vitória Jamaica.

Estados Unidos x México

Assim como a Costa Rica, os estadunidenses dependem de uma simples vitória para carimbar o passaporte rumo ao Brasil. O time sentiu as ausências de Bradley e Altidore na derrota por 3×1 contra os costarriquenhos. Porém, não há motivo para desespero. Donovan, Dempsey e Jones podem e devem assumir a responsabilidade neste momento. Sem dúvidas, o melhor jogo da rodada. Garantindo a vaga, será a 7ª participação consecutiva em Mundiais.

Foto: Reprodução - Dempsey é o líder do time

Foto: Reprodução – Dempsey é o líder do time

No time mexicano, o clima pesado culminou com a demissão do técnico Manuel de la Torre. Luis Fernando Tena, que esteve à frente da seleção no ouro Olímpico em 2012, é o novo comandante da equipe. Empatar é um péssimo negócio, logo, o pouco tempo de trabalho será usado para reforçar o fraco meio de campo e ajustar os problemas defensivos pelo lado direito. Em caso de derrota, a repescagem é logo ali.

Foto: Reprodução - Luis Tena é o novo comandante da "El Tri"

Foto: Reprodução – Luis Tena é o novo comandante da “El Tri”

A partida será realizada no Columbus Crew Stadium, Columbus.

Histórico do confronto: 43 jogos; 20 vitórias México; 7 empates e 16 vitórias Estados Unidos.

Honduras x Panamá

Como enfatizado anteriormente, os hondurenhos jogam e deixam jogar. Foi assim que conseguiram vencer o México na rodada passada, no Azteca totalmente lotado. O 4-4-2, com linhas muito compactas, pode ser a arma do time para superar o rival. O 3º lugar corrobora a boa fase e faz com que a equipe dependa apenas das próprias forças. O atacante Bengtson deve voltar ao time titular. Caso isso não aconteça, Wilson Palácios será o encarregado de conduzir a equipe.

Foto: Reprodução - Bengtson deve voltar ao time titular

Foto: Reprodução – Bengtson deve voltar ao time titular

O Panamá líder, dono da melhor defesa e favorito é coisa do passado. Foi uma situação sui generes que evidenciou apenas um bom momento. Ao empatar em casa com a Jamaica, desperdiçou a excelente oportunidade de figurar entre os líderes. Jogar pelos lados é a solução para furar o bloqueio de Honduras. É vencer ou vencer.

A partida será realizada no Estádio Olímpico Metropolitano, San Pedro Sula.

Histórico do confronto: 26 jogos; 7 vitórias Panamá; 7 empates e 12 vitórias Honduras.

Comentários