América perde no campo duas vezes, mas vai ao Tapetão e se dá bem

  • por Matheus Mandy
  • 7 Anos atrás

Tido como o segundo time de todo torcedor do Rio, e que ainda possui um bom número de torcedores, o América foi pivô de uma situação pouco comum no futebol. Graças a erros dos rivais, o time rubro conseguiu a vaga no famoso tapetão por duas vezes.

No último final de semana, após péssima campanha, o América foi eliminado da Copa Rio ao ser derrotado pelo Ceres, em casa, por 3 a 1. Com o resultado, o time do Ceres avançou e os americanos foram eliminados. Porém, os cartolas, sempre atentos fora de campo, quando não conseguem muita coisa dentro dele, agiram rápido e acionaram o Ceres na justiça.

A alegação é de que o time Celeste utilizou o zagueiro Felipe Reis de maneira irregular por quatro partidas. O motivo? Quando ainda jogava na Série C do Rio pelo Duquecaxiense, o defensor pegou gancho de 3 jogos no TJD, mas não os cumpriu. Sendo assim, após julgamento, o Ceres perdeu 12 pontos e recolocou o América na Copa Rio.

Situação parecida na Série B
Na segunda divisão do Carioca deste ano, America e Goytacaz travaram uma batalha que perdurou por quase 90 dias. Durante o segundo turno, o Goytacaz escalou o zagueiro Talis irregularmente por duas vezes, e o America denunciou. No primeiro julgamento, o Goyta perdeu 6 pontos e despencou para a segunda posição na classificação geral e para terceiro de sua chave. Assim, perdeu a vaga no Triangular Final da Série B e nas semifinais do Segundo Turno.

Mas a briga continuou. O Goytacaz recorreu da decisão e o caso passou a ser julgado pelo Pleno do TJD. De nada adiantou e uma nova derrota para o time campista aconteceu. Porém, ainda faltava um último recurso, o do STJD. Mas, após semanas de espera, a justiça determinou que o Goyta perdesse os seis pontos e o América fosse colocado no Triangular Final.

No fim, o América não conseguiu o acesso. Será que agora, na Copa Rio, consegue a vaga na decisão?

Comentários

Nascido em Santo Antônio de Pádua, Mandy começou com jornalismo em 2004 e em 2010 se formou na área. Trabalhou na Inter TV da Globo em Campos, TV Record e foi editor de esportes da Folha da Manhã, maior jornal do interior do rio. Também trabalhou na assessoria de imprensa do Instituto Federal Fluminense e de clubes do Rio de Janeiro.