Carta aberta a Alexandre Pato

  • por Leandro Lainetti
  • 8 Anos atrás

Não vou começar essa carta perguntando como você está, Pato, porque sei que você está feliz e tranquilo. Mas gostaria de saber por que você está feliz e tranquilo. Apenas o dinheiro no bolso te basta? Se for isso, te entendo perfeitamente, você deve ter grana a perder de vista, né?

Se formos ver pelo lado profissional, Pato, a vida não anda muito boa para você. Eu sei, eu sei, você joga no Corinthians, vem sendo convocado para a Seleção e foi o jogador mais caro comprado por um clube brasileiro. Sejamos sinceros. No Timão você fica num entra e sai do time e raramente faz gols – foram apenas sete no Brasileirão -, na Seleção ninguém sabe realmente por que você está lá, e ser o jogador mais caro e ter menos gols que Éderson, William, Gilberto e Hernane que, juntos, não devem comprar a sua perna direita, é meio vergonhoso, não?

Mas aí o Mauro Naves te entrevista e você está “tranquilo e feliz, fazendo o meu melhor”. O André Plihal te entrevista e você está “tranquilo e feliz, fazendo o meu melhor”. Na coletiva pós-jogo todas as respostas vêm acompanhadas de um “tranquilo e feliz, fazendo o meu melhor”. Cá entre nós, Pato, você não deveria estar tão feliz e tranquilo. E se o melhor que você anda fazendo é o que nós temos visto…

Foto: Reprodução - apesar da má fase, Pato está sempre feliz e tranquilo

Foto: Reprodução – apesar da má fase, Pato está sempre feliz e tranquilo

Me tire uma dúvida. Você finge estar tranquilo e feliz e por dentro está espumando de raiva consigo mesmo, ou você está conformado com a montanha de dinheiro que ganha para fazer esse pífio trabalho? Sei que não tenho que me meter, mas é que você pode fazer muito mais. Confesso, não te acho craque. Mas, confesso de novo, acredito que você possa jogar bem mais do que vem jogando.

Então eu te peço, Pato: mostre que você não está feliz, mostre que você não está tranquilo, mostre que você não se conforma em jogar tão mal assim e não fazer gols.

Porque se você estiver realmente feliz e tranquilo como tanto diz, sinto te dizer, mas você não sabe o que é realmente felicidade.

Abraços.

Comentários

Jornalista trabalhando com marketing, carioca, 28 anos. Antes de mais nada, não acredito em teorias da conspiração. Até que me provem o contrário, futebol é decidido dentro das quatro linhas. Mais futebol nacional do que internacional. Não vi Zico mas vi Romário, Zidane, Ronaldinho, Ronaldo. Vejo Messi e Cristiano Ronaldo. Totti é pai.