Eliminatórias: Ucrânia x França

  • por Helena Martinelli Serra
  • 4 Anos atrás

ucrania x frança

Por: Rogério Bibiano dos Santos e Saimon Mryczka 

Ucrânia e França se enfrentam nesta sexta-feira (15) em Kiev, pela repescagem europeia que dá vaga à Copa do Mundo de 2014, no Brasil. É o primeiro de dois duelos, que terá a volta na terça-feira em Paris.

O palco do confronto foi muito questionado, pois a Ucrânia não venceu em Kiev na fase de grupos: empate com a Inglaterra e derrota para Montenegro. Já os outros três jogos foram em locais diferentes, e os amarelos levaram a melhor sempre: 1-0 na Polônia em Kharkiv, 9-0 em San Marino em Lviv e 2-1 na Moldávia em Odessa. Kharkiv era o palco preferido de muitos, mas Kiev acabou escolhida.

 

Ucrânia

ucrania
Para o jogo decisivo, a seleção treinada por Mikhail Fomenko terá todos os jogadores à disposição. O time deve atuar com Pyatov; Fedetskiy, Rakitskiy, Khacheridi, Shevchuk; Edmar, Stepanenko; Rotan, Konoplyanka, Yarmolenko; Devic.

O grande destaque fica sendo o atacante Marko Devic, que vive grande fase. Na atual temporada o centroavante do Metalist tem 16 gols em 14 partidas. Na seleção a média não é tão boa, mas Devic é o homem de confiança do ataque. Ele será municiado pelos jovens Yarmolenko e Konoplyanka, destaques em Dynamo e Dnipro. Ambos são cotados em grandes equipes europeias na próxima janela de transferência. Na volância, Edmar é o homem de confiança. O agora “ex-brasileiro” está na Ucrânia há onze anos e nos últimos jogos virou titular absoluto de Fomenko. Agora no banco, a experiência de Tymoshchuk, recordista de jogos na seleção com 131 aparições. Junto dele no banco, somam-se vários jovens que vem ganhando destaque na Liga local, como o atacante Zozulya, o volante Sydorchuk e o meia Bezus.

E é com essa leva de bons jogadores aparecendo no campeonato local, que a Ucrânia tenta voltar à Copa do Mundo, depois de cair nas quartas de final em 2006 e ficar de fora da edição de 2010.

França

1024-Dirty-Flag-France

Assim como nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, a França novamente encara a repescagem para tentar chegar ao Mundial. Segunda colocada no Grupo I, atrás da Espanha, e sobrando em relação aos demais participantes, os franceses esperam definitivamente que os comandos do ex-capitão Didier Deschamps pratiquem um padrão de jogo convincente.

Didier Deschamps conta com todos os convocados à disposição, incluindo lateral esquerdo Patrice Evra, que envolveu-se em grande polêmica com o ex-campeão mundial Bixente Lizarazu, por ocasião de divergências em relação a um suposto comentário do ex-lateral da seleção em um canal de televisão.

Polêmicas à parte, Deschamps poderá escalar a França com: Lloris; Sagna, Koscienly, Abidal e Evra; Remy e Pogba; Nasri, Valbuena e Ribery; Giroud. Um 4-2-3-1 que vem respondendo bem em termos de movimentação e equilíbrio defensivo, e que claramente dá muita liberdade ao principal jogador da França na atualidade, e forte candidato a melhor da temporada: Frank Ribery.

Deschamps espera ter encontrado o seu melhor padrão técnico-tático para, assim como 4 anos atrás, privilegiar a Copa do Mundo com a participação de todos os campeões mundiais. Entretanto, apesar de nunca haver perdido na história para a Ucrânia, os franceses, diante da dificuldade do jogo, adotam o discurso de cautela ante a renovada seleção adversária.

Comentários