Irmãos pouco conhecidos de jogadores consagrados

  • por Levy Guimarães
  • 5 Anos atrás

O que Diego Maradona,Túlio Maravilha, John Terry, Clarence Seedorf, Kaká e outros jogadores consagrados têm em comum? Todos eles possuem irmãos que também são jogadores de futebol, mas poucos sabem disso. Listamos para você os principais jogadores que têm como irmãos grandes nomes do esporte bretão. Muitos carregam até o mesmo sobrenome, mas sem nem de longe conseguir o mesmo sucesso.

Lalo (foto) e Hugo Maradona

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Os irmãos mais novos de Diego até ganharam certa projeção quando jovens, mas não passou disso. Após passagens apagadas pelas seleções de base da Argentina, ambos foram para o futebol europeu e, sem sucesso, rondaram por ligas periféricas, onde também não fizeram muito. Revelado pelo Boca Juniors, Lalo foi rapidamente vendido ao Granada, onde decepcionou. Voltou para disputar a a 2ª divisão do país natal, passando também pelo futebol japonês, canadense, peruano e encerrando a carreira na Venezuela. Já Hugo, o caçula, começou no Argentinos Juniors, foi vendido ao Ascoli e passou sem brilho por Áustria e Venezuela. Teve relativo sucesso no futebol japonês, onde ficou por seis anos, e se aposentou no futebol canadense.

Digão

Foto: reprodução

Foto: reprodução

O irmão mais novo de Kaká atuava pelas categorias de base do São Paulo quando, em 2005, foi contratado pelo Milan. Porém, o tempo foi mostrando que não havia outra explicação senão o parentesco para a sua contratação: o zagueiro praticamente não atuou pelos rossoneri, sendo constantemente emprestado a clubes pequenos, como Rimini e Lecce, durante seis temporadas. Dispensado pelo clube italiano, assinou em 2012 com o New York Red Bulls. Após uma temporada, rescindiu o contrato e, aos 27 anos, anunciou sua aposentadoria.

Chedric Seedorf

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Poucos sabem, mas o craque do Botafogo tem um irmão mais novo no futebol. Apesar de ter atuado em clubes como Real Madrid e Internazionale nas categorias de base, quando profissional jogou em equipes de bem menos expressão. Após ficar por dois anos no NAC, da Holanda, passou por clubes de divisões inferiores da Itália, Bélgica e da própria Holanda. Em 2008, mesmo com currículo pobre, foi contratado pelo Milan, mas passou uma temporada sendo emprestado e foi negociado com o Monza, da 4ª divisão italiana, onde ficou até 2011. Desde então, encontra-se sem clube.

Télvio

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Télvio teve uma carreira bem mais curta e menos badalada que a de seu irmão gêmeo, Túlio Maravilha. Apesar de ter seguido o irmão em alguns clubes, como no Vila Nova, no Botafogo e até no Sion, da Suíça – clubes onde jogaram juntos – o também atacante só jogou até os 30 anos, quando encerrou a carreira no modesto Francana. Télvio esteve, também, no Fluminense em 1991. Aposentou-se com 15 gols marcados, segundo o próprio.

John Rooney

Foto: reprodução

Foto: reprodução

O meia-atacante de 22 anos, assim como o irmão Wayne, deu seus primeiros passos no Everton, ainda com 6 anos de idade. Porém, as coincidências entre os dois no futebol param por aí. Enquanto Wayne foi para o Manchester United, John rumou ao Macclesfield Town. Depois, passou dois anos na Major League Soccer e em 2012 retornou à Inglaterra, onde hoje atua pelo Bury, da 4ª divisão.

Espíndola

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Antes de o goleiro Júlio César despontar como uma grande promessa pelo Flamengo, Espíndola era tido apenas como um atacante sem grandes atributos que havia atuado por Botafogo, onde foi revelado, e Vasco, onde inclusive foi campeão brasileiro em 1997, mas sempre na reserva. Após passar por clubes menores, como Bangu e Avaí, teve uma curta passagem pelo Flamengo em 2002, quando ficou de vez conhecido por ser o irmão do seu colega de clube. Porém, mais uma passagem mal sucedida, seguida de um certo destaque no Anapolina-GO. Aposentou-se em 2007, pelo CFZ-RJ.

Paul Terry

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Aposentado desde 2012, o irmão mais velho de John Terry passou a carreira em clubes de divisões inferiores da Inglaterra. Teve relativo sucesso nos primeiros dois clubes por onde passou: primeiro no Dag&Red, na época um time semiprofissional da 7ª divisão, e depois no Yeovil Town, já na terceirona inglesa. Em ambos, conquistou títulos e promoções de divisão.

Tobias Schweinsteiger

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Ao contrário do irmão Bastian, Tobias Schweinsteiger, de 31 anos, nunca conseguiu ir além de boas temporadas por times da 2ª divisão alemã. O meia-atacante já passou por oito clubes, tendo tido maior destaque no Lübeck e no SpVgg Unterhaching. Atua desde o ano passado pelo time B do Bayern de Munique, na 4ª divisão.

Joel Cantona

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Apesar de ter iniciado e encerrado a carreira no Olympique de Marselha, o irmão de Eric Cantona passou a maior parte de sua carreira em equipes de menor expressão da França, sem ter se firmado em nenhuma. Jogou também no futebol húngaro e belga e nos modestos Peterborough e Stockport, da Inglaterra.

Max Vieri

Foto: reprodução

Foto: reprodução

O irmão caçula de Christian Vieri fez carreira em clubes menores do futebol italiano, como Prato, Ternana, Ancona e Triestina. Chegou a figurar duas vezes no Elenco da Juventus, mas sem entrar em campo. Como é nascido em Sydney, chegou a defender a seleção australiana por seis vezes de 2004 a 2005.

Comentários

Estudante de Jornalismo e redator no Placar UOL Esporte, belo-horizontino, apaixonado por esportes e Doente por Futebol. Chega ao ponto de assistir a jogos dos campeonatos mais diversos e até de partidas bem antigas, de décadas atrás.