Liga dos Campeões da Ásia 2013: Guangzhou Evergrande, a Ásia é sua!

  • por Rogério Bibiano
  • 6 Anos atrás

GUANGZHOU_CAMPEÃO

Tivemos neste sábado a decisão da Liga dos Campeões da Ásia 2013. Novo empate em 1×1 que deu o título aos chineses do Guangzhou Evergrande sobre os sul-coreanos do F.C. Seoul. Os chineses representarão a Ásia no Mundial Interclubes Fifa, em dezembro, no Marrocos.

Um dos melhores ataques da Ásia e empurrados por uma fanática torcida, que lotou o Tianhe Stadium, o Guangzhou Evergrande começou pressionando o F.C. Seoul, não dando chances para a equipe sul-coreana trocar passes na saída de bola.

Arriscando de fora da área, os chineses não eram incomodados na defesa e a primeira grande chance veio de Dario Conca. Após ótima jogada, o argentino recebeu passe de Zhang Linpeng, dominou e arrematou a bola, que passou muito perto, triscando a trave.

Aos 20 minutos, Conca novamente levou perigo ao gol do Seoul. Desta vez, o camisa 10 dominou e arriscou de fora da área, a bola passou perto do gol de Yong-Dae Kim. Ao final da primeira etapa, os chineses diminuiram o ritmo e o F.C. Seoul passou a tocar a bola.

No segundo tempo, logo aos 58 minutos, Muriqui lançou na diagonal para Elkeson, que dominou na entrada da área e tocou de chapa no canto esquerdo de Yong-Dae Im, sem chances para o goleiro. Guangzhou Evergrande 1×0.

Elkeson saí para o abraço após abrir o placar na decisão - foto: AFP

Elkeson saí para o abraço após abrir o placar na decisão – foto: AFP

A alegria chinesa porém durou pouco. Aos 62 minutos Sergio Escudero ganhou na força de dois zagueiros chineses e tocou para Dejan Hamdanovic chutar rasteiro no canto direito de Zeng Cheng, empatando a final.

Murique terminou como artilheiro com 13 gols e 5 assistências. Eleito MVP da Liga dos Campeões da Ásia - foto: AFP

Muriqui terminou como artilheiro com 13 gols e 5 assistências. Eleito MVP da Liga dos Campeões da Ásia – foto: AFP

A partir de então, a equipe sul-coreana tentou atacar e criar oportunidades, mas esbarrava no sólido sistema defensivo do Guangzhou, que tinha a seu favor o contra-ataque. Nervosos, os sul-coreanos utilizaram em muitos momentos da violência, que não foi devidademente coibida pelo árbitro Nawaf Shukralla (Bahrain).

Marcello Lippi e o capitão  Zheng Zhi levantam a tão sonhada taça de campeão asiático de clubes - foto: AFP

Marcello Lippi e o capitão Zheng Zhi levantam a tão sonhada taça de campeão asiático de clubes – foto: AFP

Assim, o empate em um gol deu aos chineses o seu primeiro título continental. A equipe conquista seu segundo título importante em 7 dias, já que, no domingo, o Guangzhou Evergrande sagrou-se campeão da Super Liga Chinesa. A China ganha mais um campeão asiático, feito que não acontecia desde 1990. O brasileiro Muriqui terminou como artilheiro da Liga, com 13 gols, recorde da competição, além disto, com 5 assistências, recebeu da AFC o prêmio de MVP da Liga dos Campeões 2013.

Ficha Técnica

Guangzhou Evergrande 1 x 1 F.C. Seoul

Gols: Elkeson aos 58 minutos e Hamdanovic, aos 62 minutos.

Cartões Amarelos: Zeng Cheng e Zhang Linpeng (G). Jin-Kyu Kim e Dae-Sung Ha (S)

Guangzhou Evergrande: Zeng Cheng; Feng Xiaoting, Sun Xiang, Youg-Gwon Kim e Zhang Linpeng; Zheng Zhi, Huang Bowen, Zhao Xuri (Gao Lin) e Dario Conca; Elkeson e Muriqui (Qin Sheng).

F.C. Seoul: Yong-Dae Kim; Joo-Young Kim, Du-Ri Cha e Adilson; Dae-Sung Ha (Hyun-Tae Choi) e Myong-Jin Ko; Sergio Escudero, Maurício Molina e Yo-Han Ko (Il-Lok Yun); Dejan Damjanovic.

[youtube id=”b6MEicD4sho” width=”620″ height=”360″]

Comentários

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.