Por Libertadores, Brasileirão pode ser G-3 ou virar até G-6

  • por Saimon
  • 7 Anos atrás

 

Reta final de temporada, os campeões vão se definindo, assim como os clubes classificados para as competições do ano que vem. No atual Brasileirão, o campeonato pode ser um simples G-3, ou virar até um G-6. No início até parece simples, mas devido às competições que os clubes brasileiros estão envolvidos, o que parece simples pode ficar complicado.

Para começar, uma coisa é fato. Teremos sim seis times brasileiros na Libertadores do ano que vem. Isso ficou definido quando o Brasil ganhou mais uma vez a Libertadores, após o título do Atlético Mineiro. A bagunça começa com o Galo entre os primeiros do Brasileirão, e a Copa do Brasil e Sul-Americana ainda em aberto, sem um campeão definido. Isso faz com que um simples G-4, grupo que dá vaga à Libertadores, limite-se a ser G-3 ou possa até virar um G-6. Abaixo temos as possibilidades:

Brasileirão 2013 e suas vagas para a Libertadores

 

G3
A possibilide de haver o G-3 passa pela Copa Sul-Americana. Um clube brasileiro precisa ganhá-la. Hoje são dois times na disputa, e eles se enfrentam na fase semifinal: São Paulo e Ponte Preta. Além disso, para o Brasileirão ficar como G-3, esse clube campeão não pode ficar entre os três primeiros e o campeão da Copa do Brasil também não pode ficar entre os três.

Exemplo:
– Atlético Mineiro (campeão da Libertadores)
– Flamengo (campeão da Copa do BR)
– São Paulo ou Ponte Preta (campeão da Sul-Americana)
– Cruzeiro (campeão Brasileiro)
– Atlético Paranaense (2º no Brasileiro)
– Grêmio (3º no Brasileiro)

G4
Para o Brasileirão ter um G-4, o Flamengo precisa ganhar a Copa do Brasil do Atlético Paranaense. Junto a isso, é preciso também que o campeão da Sul-Americana não seja brasileiro.

Exemplo:
– Atlético Mineiro (campeão da Libertadores)
– Flamengo (campeão da Copa do BR)
– Cruzeiro (campeão Brasileiro)
– Atlético Paranaense (2º no Brasileiro)
– Grêmio (3º no Brasileiro)
– Botafogo (4º no Brasileiro)

G5
Para o Brasileirão virar G-5, o Atlético Paranaense precisaria ganhar a Copa do Brasil e permanecer entre os primeiros da tabela. Além disso, novamente um time brasileiro não poderia ganhar a Copa Sul-Americana.

Exemplo:
– Atlético Mineiro (campeão da Libertadores)
– Atlético Paranaense (campeão da Copa do Brasil e 2º no Brasileiro)
– Cruzeiro (campeão Brasileiro)
– Grêmio (3º no Brasileiro)
– Botafogo (4º no Brasileiro)
– Goiás (5º no Brasileiro)

G6
A possibilidade do Brasileirão terminar como G-6 é a mais remota, e, para ela ocorrer, o Atlético Paranaense precisaria ser campeão da Copa do Brasil, além de se manter entre os primeiros na tabela; também o Atlético Mineiro precisaria ganhar uma posição e ficar entre os 5; além disso, o campeão da Sul-Americana não pode ser do Brasil.

Exemplo:
– Atlético Mineiro (campeão da Libertadores e 5º no Brasileiro)
– Atlético Paranaense (campeão da Copa do Brasil e 2º no Brasileiro)
– Cruzeiro (campeão Brasileiro)
– Grêmio (3º no Brasileiro)
– Botafogo (4º no Brasileiro)
– Goiás (6º no Brasileiro)

No momento o que parece mais provável é que o Brasileirão vire mesmo um G-3, já que o São Paulo tem, teoricamente, caminho livre para ser bicampeão da Sul-Americana, enquanto que o Atlético Paranaense decide fora de casa a final da Copa do Brasil, deixando um pouco de favoritismo para o Flamengo.

Aguardemos os próximos capítulos!

Comentários

Palmeirense, 23 anos. Acompanha futebol em qualquer canto. Fã da ótima geração belga.